Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 25-06-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-05-2024

    SECÇÃO: Cultura


    “Rosa Enjeitada” é o novo espetáculo que o grupo de teatro Casca de Nós irá estrear em junho na Mostra de Teatro Amador

    o dia 7 de junho – e a reposição a 8 e 9 do mesmo mês – na Sala das Artes do Fórum Cultural Vallis Longus. A peça tem o “carimbo” do grupo de teatro casca de Nós, uma das valências da Associação Académica e Cultural de Ermesinde, e será estreada no âmbito da Mostra de Teatro Amador do Concelho de Valongo, evento que se encontra a decorrer até ao próximo mês. No sentido de conhecermos um pouco melhor este novo trabalho da companhia ermesindense, tivemos uma breve conversa com André Barros Pinto, dirigente da AACE responsável pelo Casca de Nós. Os bilhetes para este espetáculo já estão disponíveis em valongo.bol.pt

    foto
    A Voz de Ermesinde (AVE): O Casca de Nós tem-nos habituado recentemente a boas produções de teatro. Nesse sentido, o que é que o público pode esperar desta nova produção que será apresentada?

    André Barros Pinto (ABP): Deixe-me antes de tudo explicar que “Rosa Enjeitada” é a nova produção que o grupo de teatro esteve a preparar nestes últimos meses. Conta com texto escrito por Fernando Gomes, com encenação de Mário Sá e a participação dos atores do grupo Casca de Nós. Convidamos desde já o público a estar presente, pois trata-se de uma comédia musical que temos a certeza que ninguém vai querer perder. Os bilhetes estão disponíveis em valongo.bol.pt e têm à escolha quatro sessões diferentes: dia 7 às 21h30; dia 8 às 16h00 e 21h30; dia 9 às 16h00. O bilhete tem o custo de 4 euros e o auditório fica num local muito central de Valongo, junto à Câmara Municipal. Por isso, razões não faltam para virem assistir ao nosso espetáculo! Quanto à pergunta que fez, a minha resposta vai no sentido de que podem esperar uma história com momentos de comédia, mas também outros com mensagens bastante importantes. Música e dança também não faltarão, por isso, sintam-se à vontade para cantarem e se divertirem connosco!

    AVE: Relativamente à peça em si, querem desvendar um pouco do que vamos poder ver? Será um registo cómico pelo que podemos perceber?

    ABP: Sim. “Rosa Enjeitada” é daqueles espetáculos que nos faz rir do início ao fim. Se viram por exemplo, um dos últimos espetáculos em que apresentámos a peça “Do Céu Caiu um Anjinho”, já puderam comprovar que a escrita de Fernando Gomes faz-se com muita atenção ao detalhe e à comédia, e este espetáculo segue mais uma vez essa linha. Como já referi, este novo espetáculo é uma comédia musical composta por músicas originais e outras bem conhecidas do grande público, desde fados a grandes clássicos, que são cantadas pelos atores, e que vão acompanhando o desenrolar do espetáculo. O que podemos desvendar mais? Pela sinopse (ver caixa anexa) do espetáculo já podem começar a conhecer e a imaginar um pouco daquilo que será. O mote para o espetáculo é a vida de Rosa Enjeitada, o nome de um conhecido fado que a nossa Amália eternizou. Não quero avançar com muitos mais detalhes para que seja realmente uma surpresa para todos. Mas só para suscitar ainda um pouco mais a curiosidade, podemos alertar que o bar do Sete Vidas está sempre às moscas… mas na verdade… muita coisa lá se passa… Ninguém ficará indiferente à agitação deste bar!

    AVE: Atendendo ao sucesso que o Casca de Nós tem tido face aos recentes espetáculos apresentados, como é que o núcleo de atores e toda a equipa criativa tem lidado com este cenário, em que a fasquia da qualidade está cada vez mais elevada?

    ABP: Este cenário só nos faz acreditar e ter motivação para lutarmos por cada vez mais e melhor! Estamos cientes da noção de que temos um público bastante ativo e fixo que gosta de ir ver os nossos espetáculos e esse é o principal motivo que nos faz continuar. Acreditamos sempre que é possível fazer diferente e melhor, porque o público merece e nós sem ele (público) não poderíamos estar a fazer o que mais gostamos. Por isso, estamos empenhados em criar mais um grande sucesso. Por isso, convido todos a virem ver-nos.

    Comprem já o vosso bilhete em valongo.bol.pt ou, se preferirem, façam as reservas pelo contacto 969 386 067. Por apenas 4 euros terão 120 minutos que irão

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].