Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 25-06-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-05-2024

    SECÇÃO: Local


    Joana Fitas assume a presidência da direção da Associação das Coletividades do Concelho de Valongo

    JOANA FITAS, A NOVA PRESIDENTE DA ACCV
    JOANA FITAS, A NOVA PRESIDENTE DA ACCV
    Joana Fitas é a nova presidente da direção da Associação das Coletividades do Concelho de Valongo (ACCV), sucedendo no cargo ao histórico dirigente Joaquim Oliveira. O ato eleitoral com vista ao mandato 2024-2027 realizou-se no passado dia 17 de maio, na sede da ACCV, tendo o nosso jornal marcado presença no sentido de trocar algumas palavras com a nova presidente da associação. Abra-se um parêntese para dizer que a sufrágio esteve apenas uma lista, liderada pela ermesindense Joana Fitas.

    Questionada sobre a razão, ou razões, que a levaram a candidatar-se à liderança da ACCV, Joana Fitas começou por dizer que não só acedeu ao convite que lhe foi endereçado para assumir tais funções, mas de igual forma porque tem uma ligação ao associativismo. Diga-se em nota de rodapé, que a nova presidente da ACCV ocupa a liderança da Assembleia Geral da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola da Gandra. Mas acima de tudo, o facto de «achar que posso contribuir com alguma coisa para o movimento associativo aqui do concelho no que toca ao seu desenvolvimento, crescimento e consolidação do próprio movimento», fez com que Joana Fitas aceitasse também esta missão. E no seguimento desta ideia acrescenta: «porque ao defendermos uma associação estamos a defender todas. Aquilo que mais me cativou (a assumir estas funções) foi isso, foi o poder contribuir para o desenvolvimento do movimento associativo do nosso concelho. Se nós virmos, uma associação faz um trabalho espetacular, porque a nível local oferece aquilo que mais nenhuma outra instituição oferece, atendendo a que nós não temos instituições públicas a oferecer atividades no âmbito da vida artística, da música, do teatro, do desporto, etc. Portanto, as associações acabam por compensar uma lacuna, se quisermos dizer assim, que existiria se não houvesse o movimento associativo».

    Quanto aos seus objetivos para o mandato para o qual agora foi eleita, a dirigente associativa sublinha a ideia de defender o movimento associativo como um todo, independentemente das associações serem ou não filiadas na ACCV, sendo que dentro deste objetivo há também outro que passa por aumentar o número de associações filiadas, «porque só assim é que nós temos força e conseguimos ajudar-nos uns aos outros. O objetivo passa muito por defender, representar, e difundir o que de melhor se faz no movimento associativo local e incentivar a população a participar na vida das associações. Porque nós percebemos que nem sempre as pessoas/população têm conhecimento das associações que estão à beira de casa, e se calhar até gostavam de fazer “esta ou aquela” atividade e não sabem que ela está a ser oferecida ali, à beira de casa, por determinada associação. Ou seja, queremos que haja uma divulgação maior do associativismo no concelho e um incentivo à participação das pessoas nas associações. E a par disso que também as próprias associações se sintam motivadas, porque as pessoas que integram as associações fazem-no de forma voluntária, e pelo menos algum incentivo moral há-de haver».

    Joana Fitas tece ainda rasgados elogios à equipa (nota: cuja composição podemos ver em baixo) que a irá acompanhar no mandato 2024-2027. «Acredito na competência da equipa, primeiro porque são pessoas já muito experientes, são pessoas muito esforçadas e prontas para trabalhar, e que conseguem conciliar a parte do trabalho com o conhecimento, algo que é muito importante, porque não podemos ter apenas pessoas ou só com o conhecimento, ou pessoas só dispostas a trabalhar. E eu acho que esta equipa consegue conciliar o melhor dos dois mundos, que é o conhecimento, a experiência e a vontade de trabalhar. Este é o grupo ideal, um bom grupo e em que eu confio mesmo, e sei que está pronto para trabalhar», concluiu.

    ÓRGÃOS SOCIAIS PARA O MANDATO 2024-2027

    Direção:

    Joana Fitas (presidente)

    Alexandre Rebelo (vice-presidente)

    Carla Oliveira (vice-presidente)

    Elias Santos (vice-presidente)

    Rosa Ferreira Vaz (vice-presidente)

    Albino Macedo (vice-presidente)

    Lúcia Dias Marques (vice-presidente)

    Lídia Alves (vice-presidente)

    Adelino Soares (vice-presidente)

    -

    Assembleia Geral:

    Maria Trindade do Vale (presidente)

    Maria Joaquina Machado (1.º secretário)

    Maria de Fátima Aparício (2.º secretário)

    -

    Conselho Fiscal:

    Domingos Moutinho (presidente)

    Agostinho Duarte Ribeiro (vice-presidente)

    Natália Padilha (1.º secretário)

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].