Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2024
Jornal Online

SECÇÃO: Local


NOTÍCIAS DA AGORÁRTE/UNIVERSIDADE SÉNIOR DE ERMESINDE

Grande espetáculo a festejar o 21°aniversário da Agorárte

GRUPO JOGRAIS DO LEÇA
GRUPO JOGRAIS DO LEÇA
No passado dia 15 de março, no Auditório da Junta da Freguesia de Ermesinde, decorreu a Festa do 21.º aniversário da Agorárte – associação cultural e artística, que nasceu na Escola Secundária desta cidade, em 21 de março de 2003, com o nome de “Ágora – grupo de dinamização cultural de Ermesinde”, passando ao que atualmente usa, menos de dois anos depois (23 de fevereiro de 2005), conforme fez questão de lembrar o presidente da Direção, Manuel Dias, na sua mensagem de abertura e de boas vindas às muitas pessoas que encheram por completo o espaço que acabaria por ser pequeno para o número de espetadores. Entre estes, encontrava-se o vereador com o pelouro da Educação, Orlando Rodrigues, e o Chefe de Gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Carvalho. O primeiro também usaria da palavra para dar os parabéns à Agorárte e elogiar o trabalho que esta vem fazendo, com as suas diversas valências, onde se destaca a Universidade Sénior de Ermesinde, com as suas dezenas de disciplinas lecionadas por outros tantos professores voluntários em prol da atividade pedagógica de centenas de seniores ermesindenses que ocupam bem o seu tempo e dinamizam culturalmente a cidade.

GRUPO AGORATEATRO DA USE
GRUPO AGORATEATRO DA USE
O grande espetáculo que durou quase 4 horas começou muito bem, com a excelente atuação do prestigiado grupo convidado, o “TocAtocar”, da Associação Académica e Cultural de Ermesinde (AACE), que curiosamente, é da mesma idade da Agorárte, onde tem inúmeros fãs. Teve origem na escola de cavaquinhos da AACE e muito tem contribuído para a divulgação da música tradicional portuguesa, quer participando em festivais/encontros de música tradicional, em espetáculos da iniciativa de autarquias locais, INATEL, instituições de solidariedade social, quer organizando os seus próprios eventos. Do seu rico “curriculum” fazem parte a participação em direto no Programa “Férias cá dentro”, do canal 1 da RTP, que teve lugar no INATEL de Entre-os-Rios (Penafiel); a participação no Programa “Olhá Festa”, da SIC, no Parque Urbano de Ermesinde; e a gravação do CD “Tradições” (em 2020), com os 12 temas principais do reportório deste Grupo, que é coordenado por Carlos Costa (que é também o tesoureiro da Direção da AACE e vice-presidente do Conselho Fiscal da Agorárte). Na festa de aniversário da Agorárte o TocAtocar interpretou várias canções do seu reportório, todas do agrado dos espetadores, entre as quais: “Quero ir à Romaria”, “Rosa Daquela Roseira”, “Ó Rosita”, “Rendilheira” e uma das suas últimas estreias, “Açorda d’alho”. No final da atuação, Carlos Costa para além de dar os parabéns à Agorárte, em seu nome pessoal e no do presidente da AACE, Constantino Moreira, que não pôde estar presente, ofereceu o espaço de que o grupo dispõe na cripta da Igreja de Nossa Senhora da Paz (em Cabeda – Alfena), sempre que disponível para a realização de eventos da Agorárte/USE.

GRUPO CANTIGAS D' OUVIDO
GRUPO CANTIGAS D' OUVIDO
A Festa prosseguiu com o grupo de Danças Tradicionais da USE, que começou quase há 10 anos, mais concretamente no final do ano letivo 2014-2015 com a vinda da simpática dupla de professores, António Peixoto e Adélia Guedes. Desde 2016, este Grupo tem sido uma presença constante e muito apreciada em todas as festas de aniversário da Agorárte e em todas as Festas Académicas da USE (Semana Académica e Semana Aberta), bem como em eventos para que têm sido repetidamente convidados, quer nesta cidade, neste concelho e em concelhos vizinhos. Do seu rico repertório, foram dançadas algumas modas – que António Peixoto dedicou aos presentes e uma ao Lar de Santo António, cuja diretora se encontrava presente, bem como alguns utentes – entre as quais, as seguintes: “Vamos Passear Avante”, “Pião”, “Besbiana”, “Escote”, “Fadinho” e “Primavera”.

Os Jograis do Leça, coordenados pelo professor Manuel Friães, subiram ao palco para um bom momento de poesia, trazendo ao espetáculo um excerto do “Auto de Inês Pereira”, de Gil Vicente; um excerto do “Casamento de Beatriz Varela com Corigo”, de António Ribeiro Chiado; “Noite de Núpcias”, de Augusto Gil; “Careca”, de João de Deus; “Cantiga de Maldizer”, de João Garcia de Guilhade” e fragmentos de “Fastos II”, de Alberto Pimenta. Fazem parte deste grupo, que é uma valência da Agorárte em ligação à sua origem cultural que começou precisamente com a poesia, Adriana Trigo, Alfredo Silva, Emanuel Carneiro, Etelvina Gonçalves, Fátima Gonçalves, Fátima Vasconcelos, João Ferreira, Jorge Marques e Manuel Friães.

GRUPO DE DANÇAS TRADICIONAIS
GRUPO DE DANÇAS TRADICIONAIS
À poesia seguiu-se o grupo de “Danças Modernas” da responsabilidade da professora Paula Mota. Apesar de terem começado apenas neste ano letivo, já evidenciaram bons conhecimentos, que é como quem diz boa sincronização de movimentos que bem mereceu o aplauso dos espetadores.

E depois da dança veio a música tocada e cantada pelo grupo de “Cavaquinho” da USE, que é coordenado pelo professor António Barbosa, que brindou a assistência com várias cantigas populares, como “Tu és o Zé que fumas”, “Chora Carolina”, “Bailinho da Madeira”, “Santa Luzia dos Meus Amores” e no fim, porque os 50 anos de Abril estão a chegar, “A Gaivota” e “Canta, Amigo Canta”, que o público também acompanhou, a cantar e com palmas.

O grupo ÁgoraTeatro, sob a direção da professora/encenadora Benvinda Moreira, apresentou alguns sketches do ensaio da peça “Milagre no Convento de Santa Maria-Joana”, que o grupo vai apresentar na Mostra de Teatro Amador de Valongo, na Sala das Artes, do Fórum Cultural Vallis Longus, com estreia marcada para o dia 11 de maio (sábado) às 21h30 e reposição, no mesmo local, no dia 12 de maio (domingo), às 16 horas. Pelo que foi possível ver, adivinha-se uma peça bastante interessante, mas cujo enredo só será revelado mesmo no dia 11 de maio. Para o conhecermos, temos de aguardar pelo dia da estreia.

GRUPO TOCATOCAR (AACE)
GRUPO TOCATOCAR (AACE)
A terminar, para encerrar com chave d’ouro, escutaram-se com muito agrado as “Cantigas d’Ouvido”, grupo coral de reconhecido prestígio, regido pelo professor Manuel Friães, que interpretou “Chamarrita”, da Camacha (Madeira); “Olha a ceifeira”, do Alentejo; “A cruta da macieira”, da Beira Alta; e, acompanhadas por toda a assistência, o Hino da USE, cuja letra e música são da autoria de Manuel Friães. O refrão é um apelo à solidariedade, que é um dos lemas da Universidade Sénior de Ermesinde: «O dia é mais frio / Quando estamos sós. / Vivamos a vida / A uma só voz.». A pedido do público, houve tempo para mais uma cantiga, “Mariquinhas, olha o gaio”.

Mesmo a terminar, e com a presença do presidente da Junta de Freguesia, Miguel de Oliveira, e do tesoureiro da mesma, Bruno Ascensão, o primeiro usou da palavra para dar os parabéns à Agorárte e elogiar o trabalho que desenvolve, que considerou particularmente relevante, fazendo a ligação entre a letra do Hino, acabado de escutar, e o meritório trabalho desenvolvido por esta associação cultural da cidade, que a Junta de Freguesia tem apoiado e continuará sempre a fazê-lo.

A Festa do 21.º aniversário da Agorárte terminou com a entoação coletiva dos tradicionais “Parabéns a Você”, uma fatia de bolo e um copo de espumante.

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: [email protected].