Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 25-06-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-10-2023

    SECÇÃO: Crónicas


    foto

    “Talvez estas fortes chuvas tragam vida nova, tanto à fauna como à flora”

    Com a depressão Aline a fustigar a minha janela da sala sem qualquer cerimónia, vou juntando simples letras para formar palavras. Com o prolongar do verão e da antecipação de quase um mês da colheita das uvas, pensava eu que no “verão” de São Martinho as castanhas teriam outro refrão. “Castanhas frescas e boas”. Mas não. Tudo leva a crer que se manterá o ditado dos pregadores de “Castanhas quentes e boas”.

    Algumas ruas desta cidade tornaram-se autênticas levadas, encaminhando as águas para algures até encontrarem caixas de saneamento desobstruídas. As depressões atmosféricas sucederão. Depois de alguma água começamos a ansiar pelo bom tempo. Os guarda-chuvas sobreviventes do inverno passado, passaram definitivamente para os ecopontos, com as varas partidas. Ganha a economia, perde o bolso de cada um. A economia de mercado a funcionar, valha-nos ao menos isso. Deixando a chuva lavar as estradas, lembrei-me do último trilho que fiz. Não, não foi as Serras do Porto. Como bom filho, fui percorrer o do vizinho. Andei pela serra da Freita.

    Dista desta cidade cerca de 45 Km. Por ali andou o fogo há alguns anos. O arvoredo quase desapareceu, aqui e ali uns troncos resilientes, outros permanecem, mas já sem vida. No solo pobre, floresce o tojo, as urzes e carqueja. Nos pontos mais altos, florescem amontoados de rochas de xistos e graníticas. Junto de um desses afloramentos, no trilho, uma pequeníssima cobra com aspeto de uma víbora cornuda, lá seguiu o seu caminho. Mais à frente, junto de uma levada de água e a banhar-se ao sol uma adulta. Ao pressentir os meus passos, refugiou-se entre as pedras de um muro.

    No miradouro do

    (...)

    leia este artigo na íntegra na edição impressa.

    Nota: Desde há algum tempo que o jornal "A Voz de Ermesinde" permite aos seus leitores a opção pela edição digital do jornal. Trata-se de uma opção bastante mais acessível, 6,50 euros por ano, o que dá direito a receber, pontualmente, via e-mail a edição completa (igual à edição impressa, página a página, e diferente do jornal online) em formato PDF. Se esta for a sua escolha, efetue o pagamento (de acordo com as mesmas orientações existentes na assinatura do jornal impresso) e envie para o nosso endereço eletrónico ([email protected]) o nome, o NIF e o seu endereço eletrónico para lhe serem enviadas ao longo do ano, por e-mail, as 12 edições do jornal em PDF.

    Mas se preferir a edição em papel receba comodamente o Jornal em sua casa pelo período de 1 ano (12 números) pela quantia de 13,00 euros.

    Em ambos os casos o NIB para a transferência é o seguinte: 0036 0090 99100069476 62

    Posteriormente deverá enviar para o nosso endereço eletrónico ([email protected]) o comprovativo de pagamento, o seu nome, a sua morada e o NIF.

    Por: Manuel Fernandes

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].