Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 25-06-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-10-2023

    SECÇÃO: Crónicas


    foto

    Esta cidade não é para frutos secos

    Paulina, a Castanha, não queria acabar comida por um esquilo. Nem a sua ambição era ficar ali pela terra e vir a gerar um grande castanheiro.

    Um dia, de manhãzinha, disse adeus às duas irmãs, que se mantinham no aconchego do ouriço familiar, e partiu em direção a sul. A meio da manhã, encontrou uma espécie de castanha pequenina e redondinha.

    - Olá! Quem és tu e aonde vais? - perguntou a Castanha.

    - Sou a Avelã e vou para a cidade. Quero arranjar trabalho.

    - Então, vamos as duas!

    Pelo meio-dia, num cruzamento, encontraram outras duas.

    - Olá! Quem são vocês e para onde é que vão? - disse a Avelã, que já aprendera a senha. A mais encorpada respondeu:

    - Eu sou a Noz e esta minha amiga é a Amêndoa e vamos para a cidade estudar. Estamos fartas de ser cascas-grossas.

    - Então, vamos todas de companhia!

    Dias depois e em boa galhofa, chegaram à cidade. Deram uma volta a apreciar os prédios enormes e o formigueiro dos carros. Depois, encontraram um jornal com anúncios.

    - Olha este ― disse a Amêndoa. - «Precisa-se amêndoa para fábrica de doces conventuais». Vou responder! Se for um “part-time”, posso ganhar uns trocos e ter tempo para estudar.

    - Boa, este é para mim! - entusiasmou-se a Avelã - «Chocolataria procura avelã grada. Paga bem». Se ganhar muito dinheiro, compro um pulverizador à minha mãe.

    Ilustração: @RODOLFO.BISPO.77
    Ilustração: @RODOLFO.BISPO.77
    - Hum, não sei o que este é - disse a Castanha carregando o sobrolho - «Castanhas nacionais e estrangeiras. Quentes e boas!». É capaz de ser uma empresa de trabalho temporário. Mas não há mais nada! Acho que vou tentar, se vocês forem comigo.

    Combinaram que cada uma iria responder ao seu anúncio e que voltariam a juntar-se mais tarde. À hora combinada chegou a Noz muito zangada. Tinha ido responder a um anúncio para Segurança e tinham-lhe dito que era um estágio não remunerado.

    - Lá na terra, muito ou pouco, sempre pagam a quem trabalha. Nunca me fizeram uma proposta tão desavergonhada!

    Da Amêndoa e da Avelã, nem sinal. Esperaram ainda um bom bocado, mas, como as outras não vinham, foram responder ao anúncio para a Castanha.

    Era numa rua estreita e o local de trabalho, envolto em fumo, não passava despercebido. Aproximaram-se, sem dizer nada, e ficaram à espreita, para descobrir qual era o ramo de negócio do patrão. Este, de bigodinho e cabelo oleoso, pegava nas castanhas, rasgava-lhes a casca de um golpe e atirava-as para um pote esburacado que tinha sobre brasas.

    Só então, horrorizadas, se aperceberam do cheiro a castanhas assadas que enchia o ar; e as viram amontoadas num grande tabuleiro. Estavam irreconhecíveis. A casca golpeada embranquecera como noiva adiada e abrira-se pela ação do calor, deixando ver o delicado véu interior, que separando-se do miolo, expunha o corpo dourado das castanhas.

    «Que degradante! Porque faz esta atrocidade, porquê?» - perguntavam-se.

    Observaram então como os homens se aproximavam de olhos lúbricos, pagavam o

    (...)

    leia este artigo na íntegra na edição impressa.

    Nota: Desde há algum tempo que o jornal "A Voz de Ermesinde" permite aos seus leitores a opção pela edição digital do jornal. Trata-se de uma opção bastante mais acessível, 6,50 euros por ano, o que dá direito a receber, pontualmente, via e-mail a edição completa (igual à edição impressa, página a página, e diferente do jornal online) em formato PDF. Se esta for a sua escolha, efetue o pagamento (de acordo com as mesmas orientações existentes na assinatura do jornal impresso) e envie para o nosso endereço eletrónico ([email protected]) o nome, o NIF e o seu endereço eletrónico para lhe serem enviadas ao longo do ano, por e-mail, as 12 edições do jornal em PDF.

    Mas se preferir a edição em papel receba comodamente o Jornal em sua casa pelo período de 1 ano (12 números) pela quantia de 13,00 euros.

    Em ambos os casos o NIB para a transferência é o seguinte: 0036 0090 99100069476 62

    Posteriormente deverá enviar para o nosso endereço eletrónico ([email protected]) o comprovativo de pagamento, o seu nome, a sua morada e o NIF.

    Por: Joaquim Bispo

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].