Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-04-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-07-2023

    SECÇÃO: Destaque


    Noite Branca e dos Bombos - Como tudo começou

    foto
    A história de uma festa que envolve não só um número significativo de população da nossa cidade e do Concelho de Valongo, mas também de municípios vizinhos.

    Decorria o ano de 2013 e a direção da Associação Académica e Cultural de Ermesinde (AACE) encontrava-se reunida e pretendia agendar para o decurso do mês de julho o Encontro Internacional de Coros da Cidade de Ermesinde, uma das suas principais atividades culturais, de carácter anual.

    No seio da direção alguém propôs a sua realização para o dia 13 de julho, ficando decidido solicitar à Câmara Municipal de Valongo a cedência do Fórum Cultural de Ermesinde para a sua realização ou em alternativa o Auditório da Junta de Freguesia de Ermesinde. Entretanto um dos diretores levantou a dúvida da correspondência ou não, da data programada, ser coincidente com as festividades relativas às comemorações do dia de aniversário da cidade.

    Verificou-se que nenhum dos seus membros sabia com rigor a data em que se comemoraria o aniversário da cidade de Ermesinde!

    Perante essa constatação, foi deliberado apresentar ao executivo da Junta de Freguesia de Ermesinde a realização conjunta de uma atividade festiva, que envolvesse verdadeiramente a população da cidade na comemoração do seu aniversário.

    Como nos encontrávamos em plena campanha eleitoral para as eleições autárquicas, que decorreram em 29 de setembro de 2013, esperámos pela constituição dos órgãos autárquicos da freguesia e em outubro solicitámos uma reunião ao executivo para a realização de uma atividade que envolvesse a população da cidade nas comemorações relativas ao aniversário da cidade.

    O executivo eleito era constituído pelos senhores Luís Ramalho (presidente), Teresa Raposo, Sónia Silva, Esmeralda Carvalho, João Morgado, Adelino Soares e Carla Sousa.

    Após a apresentação de uma proposta escrita e de algumas reuniões posteriores, foi protocolado o envolvimento da Associação Académica e Cultural de Ermesinde na realização de uma Noite Branca e dos Bombos no dia 13 de julho de cada ano, se corresponder a um sábado, ou no sábado seguinte se a data não for coincidente com um sábado.

    A primeira Noite Branca e dos Bombos decorreu com significativo êxito na noite do dia 12 de julho de 2014, contando com o envolvimento não só da população, mas também de inúmeras associações da freguesia de Ermesinde e dos comerciantes em geral, sobretudo os ligados à hotelaria e restauração.

    E porquê Noite Branca e dos Bombos? Noite Branca pela coincidência com dias maiores e um menor período noturno, cuja origem advirá de festividades nórdicas em que o crepúsculo dura toda a noite. Dos bombos, em homenagem às famílias ermesindenses que se dedicavam à conceção e ao fabrico de diversos tipos e tamanhos de bombos e caixas e que julgo apenas subsistir uma, a Oficina de Artesanato César.

    Testemunho de Alberto Mateus*

    *Ex-presidente da direção da AACE

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].