Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-05-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 28-02-2023

    SECÇÃO: Opinião


    foto

    Da deriva dos continentes ao Anticlinal de Valongo (4ª parte)

    A DERIVA DOS CONTINENTES – ENRUGAMENTO E SUBDUÇÃO

    O território hoje ocupado pelo concelho de Valongo e suas serras existe desde os longínquos tempos da Rodínia. Quando esta se fragmentou, há mais de 500 milhões de anos, este terreno ficou banhado por um mar tropical pouco profundo. Nela se fixaram as trilobites, as amonites e outros animais típicos do Paleozoico.

    Porém algo aconteceu para que o fundo desse oceano primitivo se elevasse. O que quer que fosse aconteceu no Período Devónico. Essa qualquer coisa foi, nem mais nem menos, o choque de duas massas continentais que deram origem à Pangeia. Estas massas continentais estavam localizadas muito mais para sul do que se encontram atualmente – encontravam-se no equador terrestre – e eram a Laurásia a norte e a Gondwana a sul. A formação da Pangeia secou o nosso mar primitivo e deu origem à atual orografia, onde se desenvolveram as luxuriantes florestas típicas do Período Carbónico.

    Vamos imaginar dois elefantes com força ilimitada que se tentam empurrar um ao outro com as suas cabeças. Há de chegar um momento em que um deles, ou ambos, cedem. E isso só pode ocorrer de duas maneiras: ou se começam a enrugar ou um deles acaba por saltar por cima do outro.

    No primeiro caso temos um enrugamento. No segundo caso temos um cavalgamento/subdução.

    A subdução ocorre quando uma massa continental mergulha em profundidade no Manto, passando por baixo da outra.

    Não foi o que aconteceu em Valongo. Aqui ocorreu um enrugamento, qualquer coisa parecida a um acordeão: umas partes do continente elevaram-se e outras afundaram-se. Ou seja, onde era plano passou a ser montanhoso. Chama-se a isto Orogénese (“criação de relevo”), em termos práticos e simplistas.

    foto
    Está em curso uma Orogénese, bem debaixo dos nossos pés. Não em Valongo, mas nos Alpes, nas montanhas do Cáucaso e nos Himalaias. Deu-se-lhe o nome de Orogénese Alpina. A título de curiosidade, foi muito recentemente descoberta uma falha de cavalgamento/subdução localizada a cerca de 60 milhas a sudoeste do Cabo de S. Vicente, no Algarve e que pode ter sido a origem do terramoto de 1755. Deram a essa região o nome de “Falha do Marquês do Pombal”.

    Voltando à Orogénese Alpina, a sub-placa Apuliana (que contém a Itália e fez parte da Plana Africana, da qual se separou e adquiriu movimento independente) desloca-se para norte, chocou com a placa Euro-asiática (a ocidente) e leva ao enrugamento dessa zona, elevando os Alpes. A placa Indiana desloca-se igualmente para norte, chocou com a Placa Euro-Asiática (a oriente) e leva ao enrugamento dessa zona, tendo elevado os Himalaias.

    Mas antes desta orogénese houve outras. Nenhum geólogo as presenciou, mas deixaram vestígios que agora estão a ser estudados. A orogenia ocorre quando massas continentais colidem umas com as outras. Foi uma orogenia que secou os mares de Valongo e acabou com as nossas trilobites. Este período de orogenia é conhecido como Orogenia Hercínica (ou Varisca). Mais ou menos ao mesmo tempo ocorreu, a norte daquilo que é hoje a Europa, a Orogénese Caledónica e formou, entre outros, aquilo que é hoje Escócia e os Países Escandinavos.

    Aqui entra o conceito de anticlinal e sinclinal.

    Voltando ao exemplo dos nossos elefantes, a força com que chocam um com o outro leva a que as suas cabeças se comecem a enrugar como um acordeão. De igual modo, as massas continentais, ao chocarem uma com a outra, leva a que o terreno se enrugue, elevando nuns locais de afundando noutros. A elevação é um anticlinal e o afundamento é um sinclinal.

    No território de Valongo existem, nas suas rochas, vestígios eloquentes desde enrugamentos, dos quais se dará no próximo artigo alguns exemplos fotográficos. Porém, a Terra não é imutável e está constantemente a ser alterada. Por um lado, formam-se relevos por via orogenética, por outro lado destroem-se relevos por via da erosão, seja pelo vento, seja pela água. E os terrenos que vão sendo “roubados” ao relevo vão sendo depositados nos vales, aplanando o terreno.

    Uma palavra rápida sobre cavalgamento/subdução, embora tal não se verifique em Valongo.

    Pode acontecer que uma massa continental, ao chocar com outra, lhe passe por baixo. Afunda-se. Chama-se a este fenómeno Subdução (ver esquema do manto Terreste em artigo anterior). Este movimento de subdução é muito lento, cria enorme quantidade de calor por fricção e dá origem aos vulcões. Entre a Placa Africana e a Placa Euroasiática existe uma zona de subdução que deu origem aos vulcões italianos (Vesúsio, Etna e Stromboli). Existiram nesta zona outros vulcões, nada garantindo que estejam extintos.

    O bordo cavalgante da falha pode ser origem de

    (...)

    leia este artigo na íntegra na edição impressa.

    Nota: Desde há algum tempo que o jornal "A Voz de Ermesinde" permite aos seus leitores a opção pela edição digital do jornal. Trata-se de uma opção bastante mais acessível, 6,50 euros por ano, o que dá direito a receber, pontualmente, via e-mail a edição completa (igual à edição impressa, página a página, e diferente do jornal online) em formato PDF. Se esta for a sua escolha, efetue o pagamento (de acordo com as mesmas orientações existentes na assinatura do jornal impresso) e envie para o nosso endereço eletrónico ([email protected]) o nome, o NIF e o seu endereço eletrónico para lhe serem enviadas ao longo do ano, por e-mail, as 12 edições do jornal em PDF.

    Mas se preferir a edição em papel receba comodamente o Jornal em sua casa pelo período de 1 ano (12 números) pela quantia de 13,00 euros.

    Em ambos os casos o NIB para a transferência é o seguinte: 0036 0090 99100069476 62

    Posteriormente deverá enviar para o nosso endereço eletrónico ([email protected]) o comprovativo de pagamento, o seu nome, a sua morada e o NIF.

    José Campos Garcia*

    *Médico

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].