Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-05-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-10-2022

    SECÇÃO: Local


    Projeto «O Mercado» aumenta consumo de fruta e legumes de produção local no Concelho de Valongo

    foto
    O projeto “O Mercado” está a dar frutos. Estas são palavras da Câmara Municipal de Valongo, que em nota de imprensa explica que «os dados recolhidos num estudo realizado ao longo de 18 meses de projeto confirmam que o consumo de vegetais no Município de Valongo está a aumentar, sendo também visíveis resultados na economia local e no ambiente.

    A autarquia refere ainda que «os questionários recolhidos junto dos clientes do projeto permitiram concluir que 36% passou a comer mais legumes e 44% das famílias passou a consumir produtos que não comprava habitualmente, sendo que a proporção de clientes que consomem vegetais no prato diariamente aumentou em 6%, após 6 meses de adesão ao Mercado».

    A Câmara salienta também que «na economia local, foram assegurados dois postos de trabalho direto e cinco agricultores aumentaram a sua oferta (quantidade e variedade) de fruta e legumes. No período em estudo, foram vendidas 72 toneladas de produtos frescos e 32% dos clientes do Mercado, passaram também a comprar fruta e legumes a produtores locais, na feira e na cooperativa.

    No âmbito da sustentabilidade ambiental, verifica-se um aumento significativo da produção local de hortofrutícola escoada pela Cooperativa de Valongo: de 79.424 Kg no 1º Semestre 2020; 133.688 Kg no 1º semestre 2021; 143.067 Kg no 1º semestre 2022. Além de nutricionalmente mais vantajoso, o consumo de produtos locais e da época tem uma pegada ecológica reduzida comparativamente à opção por alimentos exóticos ou de produções fora de época, que implicam mais emissões de CO2».

    O projeto “O Mercado” foi criado com o objetivo de contribuir para melhorar os hábitos alimentares da população do concelho de Valongo facilitando o acesso a fruta e legumes de qualidade, produzidos localmente, com preços acessíveis.

    «Desta forma estamos também a reforçar o tecido económico local e a contribuir para a sustentabilidade ambiental, assegurando melhor qualidade de vida, hoje e no futuro. Desenvolvido no âmbito do Plano Municipal da Saúde do Município de Valongo, o projeto “O Mercado” visa a promoção de hábitos de vida saudável, concretamente no que se refere ao consumo regular de hortícolas e frutícolas. Enquanto Município comprometido com o desenvolvimento económico e com a sustentabilidade ambiental, foi celebrada uma parceria com a Cooperativa dos Produtores Agrícolas do Concelho de Valongo, apoiando desta forma a economia local e diminuindo a pegada ecológica e as emissões de CO2. O Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto é também um importante parceiro científico deste e dos outros projetos que constam do cronograma de ações do Plano Municipal de Saúde do Município de Valongo», refere a autarquia.

    Atualmente, os cabazes compostos por produtos hortícolas e frutícolas produzidos no concelho por dezenas de associados da Cooperativa dos Produtores Agrícolas do Concelho de Valongo são entregues semanalmente em quatro pontos de recolha, nas cidades de Alfena, Ermesinde e Valongo, em locais estrategicamente localizados para poderem ser levantados por utilizadores dos transportes públicos, designadamente do comboio.

    Horários e pontos de entrega:

    Valongo – à terça-feira entre as 17h00 e as 19h30. Encomendas até às 23h30 de domingo. Apeadeiro de Susão - Plataforma do Parque de Estacionamento

    Alfena – à quarta-feira entre as 17h00 e as 19h30. Encomendas até às 09h00 de terça-feira. Atlético Clube Alfenense - Rua das Passarias, 616.

    Ermesinde – à quinta-feira entre as 17h00 e as 19h30. Encomendas até às 09h00 de quarta-feira. Loja da Cooperativa dos Produtores Agrícolas do Concelho de Valongo - Rua José Joaquim Ribeiro Teles, 175, e junto ao Fórum Cultural de Ermesinde - Rua Vasco da Gama, 4445-416.

    Refira-se que o levantamento dos cabazes é totalmente seguro, uma vez que as encomendas são feitas online e as entregas são rápidas e cumprem todas as normas de saúde pública em vigor. Os cabazes são sempre acompanhados por dicas e receitas saudáveis. Na primeira compra, o saco reutilizável é oferta. Os cabazes estão disponíveis em duas versões: o “Família” – com uma variedade de cinco produtos que podem pesar até cinco quilos e custa 6,25 euros; e o “Super Família”, que contém até sete variedades com nove quilos de peso e custa 10 euros. “O Mercado” está acessível através da Página: https://saude.cm-valongo.pt/projetos/o-mercado.

    foto
    .

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].