Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2023
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-11-2021

    SECÇÃO: Destaque


    Valongo, Gondomar e Paredes são os primeiros concelhos a ter sistema de vigilância na floresta

    foto
    Os concelhos de Valongo, Paredes e Gondomar vão ser os primeiros onde irão ser instaladas câmaras óticas e térmicas para monitorizar, proteger e antecipar o impacto dos incêndios rurais na floresta.

    Os responsáveis pelo projeto adiantam que a REN e a Universidade de Coimbra estão a fazer testes para a instalação das câmaras de vigilância, acrescentando que «a instalação destes dispositivos surge no âmbito do rePLANT, um projeto de interesse nacional, que junta 20 entidades, 70 investigadores e técnicos especializados e que irá trazer novas tecnologias para desenvolver a floresta portuguesa e torná-la mais segura».

    A mesma fonte refere ainda que «estes sistemas de videovigilância colocados nos postes da REN vão fornecer imagens em tempo real, com informações sobre a meteorologia e a vegetação, através de colocação de sensores, que enviam uma comunicação para os sistemas de informação a serem criados para o efeito. A investigação científica permitirá dotar estas ferramentas tecnológicas de dinâmicas para detetar focos potenciais de incêndio, mas sobretudo para a simulação do comportamento do fogo e monitorização dos incêndios, contribuindo para a resiliência e integridade das infraestruturas elétricas. No território, estas ferramentas inovadoras terão impactos na melhoria dos sistemas de prevenção, combate a incêndios e diminuição de risco para as equipas envolvidas, e ainda na gestão de outras infraestruturas existentes nos territórios, como as infraestruturas energéticas, rodoviárias, ferroviárias, industriais, entre outras».

    Prevê-se a instalação de um conjunto de sistemas de vigilância, nas regiões norte e centro de Portugal, que vão possibilitar uma melhor gestão integrada dos incêndios rurais, numa área prevista que poderá atingir cerca de 226.000 hectares da cobertura florestal do país.

    O rePLANT é um projeto tecnológico inédito que junta empresas e universidades para a valorização e defesa da floresta. Este projeto mobilizador liderado pela Navigator Forest Portugal com coordenação técnico-científica do CoLAB ForestWISE, foi iniciado em julho de 2020, engloba 20 entidades e irá trazer novas tecnologias para desenvolver e tornar mais segura a floresta portuguesa, num investimento de cerca de 6 milhões de euros.

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.