Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-11-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 20-09-2021

    SECÇÃO: Destaque


    ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2021 - CANDIDATURA DO CHEGA

    CHEGA de atrasar Ermesinde!...

    AGOSTINHO NUNES
    AGOSTINHO NUNES
    Eu, Agostinho Nunes, empresário, residente em Ermesinde, aceitei este desafio porque acredito no Projeto do Chega-Valongo, para TRANSFORMAR a nossa Cidade num local apetecível para Viver, Estudar e Trabalhar.

    Ermesinde tornou-se uma cidade desorganizada e sem planeamento. As zonas de maior densidade populacional apresentam-se sujas, descuidadas, com buracos nos passeios e pavimento das ruas, que se sucedem um pouco por todo o lado. A recolha de lixo é degradante e não é realizada atempadamente. O lixo amontoa-se nos passeios e junto aos contentores de depósito.

    A limpeza e tratamento de jardins, pequenas praças e demais espaços públicos é insuficiente.

    Nesse sentido, propomos:

    - Realizar a varredura manual e mecânica dos espaços públicos com maior frequência.

    - Recalendarizar a recolha do lixo, nomeadamente após o fim de semana.

    - Reforçar o número de equipamentos de recolha de Resíduos Sólidos Urbanos.

    Há anos que a Rua do Mercado, o Largo do Mercado, o Mercado Municipal e o recinto da Feira de Ermesinde não são alvo de quaisquer intervenções urbanísticas.

    O Parque da Resineira, a Antiga Feira, o Skate-Parque e a Vila Beatriz, por exemplo, encontram-se praticamente ao abandono.

    É necessário requalificar estes espaços tornando-os atrativos para o usufruto da população.

    A construção desordenada traduziu-se em falta de espaços verdes e de lazer, espaços para a prática desportiva e de socialização.

    É preciso parar e refletir !... Ermesinde carece urgentemente de Planeamento !...

    As zonas da cidade, na envolvência da Rua José Joaquim Ribeiro Teles necessitam de estudo, planeamento, discussão pública e intervenção de técnicos e urbanistas, sob pena do centro de Ermesinde se tornar inviável em breve.

    Ao invés de novas construções nas zonas mais centrais da Cidade, torna-se necessário reabilitar.

    A reabilitação urbana é fulcral para um crescimento consistente da cidade. Há edifícios degradados e devolutos a precisarem de intervenção.

    As Políticas Urbanas para Ermesinde deverão orientar-se no sentido de resolver os graves problemas de trânsito e estacionamento.

    O trânsito nas principais vias da cidade é caótico, nomeadamente em horas de ponta, nas ligações às A4 e A3, nos principais acessos às escolas, mas também nas principais vias estruturantes da cidade.

    Urge repensar o modelo de estacionamento.

    Pretendemos criar vias pedonais, cicláveis, e de trânsito condicionado, tornar o transporte público como prioridade em termos de mobilidade, e parques de estacionamento, eventualmente subterrâneos, em locais estratégicos e periféricos ao centro da cidade.

    Só, assim, será possível retirar progressivamente o trânsito automóvel do centro da Cidade, e devolver este à população.

    Nesse sentido, propomos:

    - Eliminar progressivamente o trânsito de algumas ruas do centro da Cidade, tornando-as pedonais e/ou de trânsito condicionado.

    - Estudar as melhores localizações para a construção de parques de estacionamento periféricos ao centro da Cidade.

    - Redefinir o sentido de trânsito de algumas artérias da Cidade, no sentido de melhorar a fluidez do mesmo.

    Ermesinde necessita de um Plano Urbanístico de Expansão da Cidade, capaz de criar novas centralidades, aumentar o número de espaços verdes, de lazer e desporto, nomeadamente através da ligação da cidade ao Rio Leça.

    Nesse sentido, propomos:

    - Desenvolver todos os esforços no sentido de despoluir o Rio Leça e proceder à limpeza das suas margens.

    - Requerer junto das entidades competentes medidas eficazes que evitem descargas que poluam o Rio.

    - Construir trilhos e passadiços que permitam caminhar junto ao Rio.

    Como acontece em todas as cidades entregues ao abandono, ao descuido, à falta de limpeza e à falta de planeamento, a criminalidade cresce tendencialmente.

    Ermesinde não foge à regra e a população sente-se insegura.

    Os assaltos, sobretudo durante o período da noite sucedem-se, designadamente a veículos estacionados na via pública e a estabelecimentos comerciais.

    Existem lugares e ruas mais problemáticos onde acontecem quase diariamente.

    foto
    Nesse sentido, propomos:

    - Reivindicar mais efetivos de Forças de Segurança e reforço do patrulhamento em lugares e ruas mais problemáticos.

    - Reforçar o Programa Escola-Segura, quer em meios humanos como também materiais.

    - Instalar sistemas de vídeo-vigilância em zonas mais problemáticas da Cidade, coordenados com as forças policiais e de acordo com as regras de proteção de dados.

    - Verificar, no âmbito da criação da Polícia Municipal de Valongo, de que forma poderá esta traduzir-se em mais segurança e patrulhamento na Cidade.

    Ermesinde carece de uma Política Cultural regular.

    É necessário reforçar os apoios a Associações e Clubes da Freguesia, sobretudo aos que apoiam a formação.

    Queremos que as nossas Escolas sejam uma referência para o País.

    Continuaremos a lutar pela redução das tarifas da Água e Saneamento.

    CHEGA DE ATRASAR ERMESINDE !...

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.