Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-04-2022
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-04-2021

    SECÇÃO: Últimas


    Câmara de Valongo vai atribuir 86 bolsas de estudo

    foto
    A Câmara Municipal de Valongo aprovou ontem por unanimidade em reunião de executivo a atribuição de 86 bolsas de estudo a estudantes do ensino superior, no valor total de 64.500 euros. O regulamento previa a atribuição de 37.500 euros a 50 estudantes residentes no concelho, mas a autarquia decidiu contemplar todos os 86 alunos e alunas com candidaturas corretamente instruídas, considerando que se mantêm as circunstâncias provocada pela pandemia Covid-19, que não só afeta os rendimentos das famílias, como implicou despesas acrescidas com o ensino à distância.

    «É nosso desígnio assegurar que, independentemente da sua condição social, todos os alunos e alunas deste concelho possuam as condições e os recursos que lhes permitam frequentar o ensino superior e terminar os seus estudos. Face à situação pandémica que nos atinge à escala global, compete-nos estar na primeira linha de apoio às famílias afetadas pelos efeitos devastadores desta nova doença», salientou o presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, referindo que «o Município esteve, está e estará sempre na primeira linha de apoio às pessoas mais afetadas pelos efeitos devastadores desta pandemia».

    Para o autarca, «esta medida além de garantir condições de igualdade de oportunidades de permanência e de sucesso académico no ensino superior, traduz-se também numa aposta da qualificação da comunidade».

    «Queremos alargar a população do concelho com formação no ensino superior e não podemos tolerar que o trajeto académico seja afetado pelas consequências socioeconómicas desta pandemia. Através da atribuição de bolsas de estudo para o ensino superior, incentivamos a formação de quadros técnicos altamente qualificados, naturais ou residentes na área geográfica do concelho de Valongo. Ou seja, melhoramos o tecido humano e económico do concelho, contribuindo para um maior e mais equilibrado desenvolvimento social, económico e cultural», frisou José Manuel Ribeiro.

    Na reunião de câmara de ontem, o executivo municipal aprovou também por unanimidade a aquisição de 631 livros (508 obras diferentes), com um custo estimado de 8.000 euros, para reforçar o espólio das Bibliotecas Escolares do Concelho. «Em Valongo, Ler Não Custa Nada», concluiu José Manuel Ribeiro, recordando que o investimento na aquisição de livros e na promoção da leitura tem como resultado mais de 15.000 leitores inscritos nas bibliotecas do concelho.

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.