Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2021
Jornal Online

SECÇÃO: Saúde


foto

MEDICINA DE A a Z (Continuação)

ATI

São as iniciais de Acidente Isquémico Transitório e algumas pessoas referem-se a esta doença como sendo “início de AVC” (ver abaixo). Trata-se dum entupimento passageiro duma artéria do cérebro, mas que passou depressa antes que tivesse provocado dano irreversível. Isso já seria um AVC. Os sintomas são os mesmos. Os principais são: assimetria da face, falta de força num membro ou em ambos os membros do mesmo lado e confusão mental. Normalmente não passa de assimetria da face e eventualmente confusão mental. Qualquer doente nestas circunstâncias tem de ser transportado de imediato para o Serviço de Urgência dum hospital e chamar o 112 é perfeitamente justificado. É que muitos AIT complicam-se em verdadeiros AVC. Por outro lado, muitas vezes um AIT é o primeiro sintoma de doenças neurológicas que têm de ser diagnosticadas e tratadas.

ALERGIA

É uma reação do organismo a um estímulo, normalmente químico. As pessoas podem ser alérgicas ao pólen, ao pelo de gato, caspa do cão, etc. Mas uma reação cutânea a um detergente também pode ser uma alergia. Há centenas de substâncias que podem desencadear uma alergia. Os sintomas variam desde uma simples comichão em alguma parte do corpo até uma situação gravíssima chamada “choque anafilático” que normalmente é mortal se não for devidamente tratada. Muitas pessoas sofrem de asma alérgica, nas quais um determinado “alergénio” provoca uma crise de asma. A alergia é muito mais do que o doente aparenta, pois pode haver alterações muito importantes nas suas análises. Mas sobre isso vamos falar em “Choque Anafilático”.

ALUCINAÇÃO

É uma falsa sensação que pode não ser apenas visual. Nesta, o doente vê objetos inexistentes, mas há alucinações visuais, auditivas, olfativas, etc. A caraterística principal da alucinação, que a distingue da ilusão, é que na alucinação não existe qualquer objeto físico, enquanto que na ilusão há um objeto físico que o doente confunde com outra coisa qualquer. A alucinação é sempre um sintoma sério que pode ser devido a distúrbios psiquiátricos graves ou doenças cerebrais graves, pelo que é obrigatório o recurso a médico especialista (Neurologia ou Psiquiatria).

foto

ALZHEIMER

É uma doença degenerativa e progressiva do cérebro, isto é, trata-se duma doença em que o cérebro se vai alterando (“atrofiando”), perdendo as suas capacidades. É uma doença muito específica de determinada área do cérebro e relativa a determinadas funções muito específicas. A principal característica desta doença é que afeta a memória. Não há Doença de Alzheimer sem alterações da memória, sendo que esta perda de memória é irreversível, ou seja, as coisas de que o doente se esqueceu em virtude desta doença não voltam mais a serem recordadas. É como limpar um bocadinho da memória do computador: o que lá estava desapareceu para sempre. Chama-se Doença de Alzheimer a muita coisa que não é Alzheimer. Esta doença está integrada no grande grupo de doenças chamadas “Demências”, mas há outras demências sem serem Alzheimer. O diagnóstico desta doença requer algum tempo de observação, entre alguns meses a alguns anos, para demonstrar que afeta a memória, que é progressiva e que é irreversível. Há medicamentos que atrasam a progressão da doença, mas não recuperam a função que já foi perdida.

AMENORREIA

É a falta de corrimento menstrual quando seria suposto este aparecer. A única amenorreia normal é a amenorreia da grávida. Uma senhora grávida não tem menstruação. Fora disso, toda a amenorreia é para investigar, principalmente quando ocorre numa mulher jovem que queira ter filhos. O mesmo se passa com a irregularidade menstrual. O corrimento menstrual dentro do tempo previsto é um sinal de que a mulher tem saúde reprodutiva, isto é, uma mulher que menstrue regularmente provavelmente não terá problema em conceber um filho. Mas se de repente deixar de menstruar (tiver uma amenorreia), ou se começar a ter menstruações irregulares, isso pode significar uma doença do aparelho reprodutor que exige muita atenção. Hoje em dia a contraceção (a toma da “pílula) é muito vulgar e algumas pílulas levam a amenorreia. Este sinal deve ser discutido com o médico que receitou a contraceção e devidamente avaliado. Finalmente, tomar um contracetivo para “regularizar a menstruação” sem estudo prévio pode ser muito perigoso, pois pode-se estar a encobrir aquilo que pode ser uma doença mais grave do aparelho reprodutor.

AMIGDALITE

É uma inflamação das amígdalas. As amígdalas são duas formações arredondadas que se localizam uma de cada lado do fundo da cavidade oral, no início da faringe. São muito fáceis de observar, baixando um pouco a língua com uma espátula (ou o cabo de uma colher de sopa). A maior parte das amigdalites são infeciosas, víricas ou bacterianas. É necessário consultar o médico para ele distinguir umas das outras, pois é necessário ver outras alterações, nomeadamente a existência ou não de gânglios na parte da frente e ligeiramente ao lado do pescoço. Há um tipo especial de amigdalite a que se dá o nome de “pultácea” (de pús). É caraterizada por umas manchas brancas ou leitosas sobre a superfície das amígdalas. Esta doença pode ser muito mais grave do que a simples amigdalite, pois pode provocar outras doenças, com Febre Reumática, problemas nas válvulas cardíacas, doenças renais, etc. É provocado por um tipo especial de bactéria. O tratamento de eleição da Amigdalite Pultácea é a injeção de Penicilina, mas alguns doentes não querem…

AMNÉSIA

É a perda de memória que pode ser permanente ou temporária. A amnésia é um sintoma de várias doenças, desde uma simples ansiedade até ao Traumatismo Craniano, passando pelas demências, nomeadamente a Doença de Alzheimer. Toda a Amnésia deve ser cuidadosamente estudada.

(...)

leia este artigo na íntegra na edição impressa.

Nota: Desde há algum tempo que o jornal "A Voz de Ermesinde" permite aos seus leitores a opção pela edição digital do jornal. Trata-se de uma opção bastante mais acessível, 6,00 euros por ano, o que dá direito a receber, pontualmente, via e-mail a edição completa (igual à edição impressa, página a página, e diferente do jornal online) em formato PDF. Se esta for a sua escolha, efetue o pagamento (de acordo com as mesmas orientações existentes na assinatura do jornal impresso) e envie para o nosso endereço eletrónico (avozdeermesinde@gmail.com) o nome, o NIF e o seu endereço eletrónico para lhe serem enviadas ao longo do ano, por e-mail, as 12 edições do jornal em PDF.

Mas se preferir a edição em papel receba comodamente o Jornal em sua casa pelo período de 1 ano (12 números) pela quantia de 12,00 euros.

Em ambos os casos o NIB para a transferência é o seguinte: 0036 0090 99100069476 62

Posteriormente deverá enviar para o nosso endereço eletrónico (avozdeermesinde@gmail.com) o comprovativo de pagamento, o seu nome, a sua morada e o NIF.

José campos Garcia*

*Médico

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.