Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 28-02-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-01-2021

    SECÇÃO: Últimas


    Câmara implementa um pacote de medidas extraordinárias para apoio às famílias

    Entre outras medias, a autarquia assume como apoio social o valor da atualização da fatura da água e saneamento

    foto
    A Câmara Municipal de Valongo (CMV) anunciou que vai implementar um pacote de medidas extraordinárias no combate à Covid-19 e apoio às famílias.

    Uma dessas medidas prende-se com o tarifário doméstico da água e saneamento para 2021, tendo a autarquia referido em comunicado que vai «assumir como apoio social o valor da atualização do tarifário doméstico e de saneamento para 2021, para que nenhuma família seja afetada. A atualização tarifária anual é obrigatória, devido ao contrato de concessão que veio para Valongo em 2020 e sempre que é adiada – como já ocorreu no passado – acaba por prejudicar as famílias nos anos vindouros. Com esta decisão extraordinária nenhuma família do concelho será prejudicada», pode ler-se.

    Sublinhe-se que esta medida surge poucos dias depois de ter sido aprovada - com os votos contra dos vereadores do PSD - em reunião pública camarária o aumento da fatura de água e saneamento para 2021, sendo que para um consumo médio de 10 metros cúbicos a subida é de 85 cêntimos, para uma média mensal de 23,11 euros.

    Voltando ao comunicado da CMV, e ainda no que concerne à água, o mesmo diz que «além desta medida extraordinária de apoio social, vamos em coerência com o que fizemos em 2020 reduzir o preço da água do 2.º escalão (dos 6 metros cúbicos até aos 15 metros cúbicos), que passará a custar o mesmo que o 1.º escalão (até aos 5 metros cúbicos), ou seja, o consumo até aos 15 metros cúbicos terá temporariamente o mesmo preço (entre março e maio)».

    Vai igualmente ser reduzida a tarifa da água das IPSS's e dos bombeiros para o valor correspondente ao do 1.º escalão dos consumidores domésticos (entre março e maio). «Vamos reembolsar as tarifas fixas da água e saneamento, e dos resíduos sólidos urbanos às empresas e comércio local em situação de lay-off ou encerramento temporário decorrente da Covid-19 (entre março e maio) - mediante requerimento», anuncia a autarquia que refere ainda que este reembolso pode também ser solicitado pelas IPSS's, bombeiros e outras associações, mediante requerimento.

    Outra das medidas é o reforço para 150.000 euros do Fundo Municipal de Emergência Social «que dá apoios financeiros excecionais e temporários a agregados familiares em situação de carência, até um máximo de 650 euros anuais, para despesas como rendas de casa, gás, luz, água, medicamentos, cuidados de saúde, apoio à educação».

    No âmbito do apoio às escolas, para além dos empréstimos de 1200 computadores, a Câmara Municipal «vai reforçar o número de "hotspots" de ligação gratuita à internet para os alunos mais carenciados do concelho».

    A autarquia revela ainda que vai criar uma rede de apoio ao transporte de cidadãos idosos carenciados que serão vacinados contra a Covid-19, em parceria com os Bombeiros Voluntários de Ermesinde e de Valongo e com os táxis do concelho que queiram aderir. «O transporte não terá custos para os utilizadores e dependerá da disponibilidade dos operadores, que serão apoiados financeiramente pela Câmara Municipal».

    Este conjunto de medidas extraordinárias para 2021, em complemento das medidas em vigor desde 2020, terá um impacto financeiro na CMV de um valor estimado de 1 milhão de euros, informa a autarquia.

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.