Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 28-02-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-01-2021

    SECÇÃO: Destaque


    ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS 2021

    Domínio total do “professor” em Valongo

    Fotos MANUEL VALDREZ
    Fotos MANUEL VALDREZ
    Analisemos também aquilo que se registou a nível do nosso concelho, onde Marcelo Rebelo de Sousa venceu com esmagadora maioria em todas as freguesias. Apesar disso, o resultado do “professor” Marcelo foi globalmente em termos de concelho menor do que o alcançado no plano nacional e distrital (do Porto), tendo registado 59,05% dos votos. Ainda assim muito superior aos 46,75% obtidos há cinco anos no território valonguense. Em termos de freguesias, foi em Alfena que Marcelo conquistou uma percentagem maior de votos, com 61,09%, um ponto percentual a mais do alcançado no plano nacional e distrital. Foi na freguesia de Valongo, localidade tradicionalmente de traço socialista, que Marcelo Rebelo de Sousa obteve a menor votação, com 56,29%.

    foto
    O segundo lugar a nível concelhio, bem como em todas as freguesias, pertenceu a Ana Gomes. No plano concelhio a socialista obteve 16,13%, um valor superior ao registado a nível nacional e distrital. Em Ermesinde, Ana Gomes obteve a sua maior votação, com 17,60%.

    E tal como no âmbito nacional André Ventura foi o terceiro candidato mais votado a nível concelhio, com 8,21% dos votos, três pontos percentuais menos do que na média nacional e com um resultado muito idêntico ao registado no Distrito do Porto. No que concerne a freguesias, o líder do Chega foi mesmo superado por Vitorino Silva na União de Freguesias de Campo e Sobrado, sendo que foi em Alfena que obteve o seu melhor resultado, com 8,91% dos votos.

    foto
    E uma das grandes surpresas em termos concelhios foi Vitorino Silva, que tal como aconteceu a nível distrital foi o quarto candidato mais votado, tendo a nível de freguesias conquistado o seu melhor resultado em Campo/Sobrado, com 8,05%. Por sua vez, Marisa Matias obteve no concelho uma votação acima (4,43%) da alcançada a nível nacional e distrital, ao passo que João Ferreira ficou abaixo (3,71%) da percentagem registada no plano nacional. O comunista foi o candidato menos votado em Ermesinde e Alfena.

    Por sua vez, Tiago Mayan ficou com o último lugar das intenções de voto a nível do concelho, com 3,28%, uma percentagem muito semelhante à obtida em termos nacionais, mas cerca de um ponto percentual abaixo da alcançada a nível distrital.

    foto
    Por fim, a abstenção, que a nível concelhio se cifrou nos 54,58%, significativamente abaixo da média nacional, mas acima da média distrital. Em termos de freguesias, foi em Campo/Sobrado que se registou a menor taxa de abstenção, com 58,31 votantes.

    foto
    .

    foto
    .

    foto
    .

    foto
    .

    Por: MB

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.