Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-06-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-05-2020

    SECÇÃO: Últimas


    foto
    NA PRESENÇA DO MINISTRO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA:

    Arrancaram as obras da nova esquadra da PSP de Valongo

    Decorreu ontem (2 de junho) a cerimónia da assinatura do ato de consignação da empreitada para a instalação da Esquadra da PSP de Valongo no edifício do antigo Mercado Municipal da sede do concelho, cerimónia essa que contou com a presença do Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

    foto
    Para o presidente da Câmara Municipal de Valongo (CMV), José Manuel Ribeiro, é importante marcar este momento, pois «há 29 anos que temos um problema de uma esquadra mal localizada. Nunca foi a esquadra ideal (a que funciona atualmente nas instalações situadas na Rua Joaquim Marques dos Santos), foi a possível, mas entretanto já passaram 29 anos», lembrou o autarca no início da sua alocução, acrescentando que hoje (ontem) estava a ser dado um passo para resolver este problema que se arrasta desde 1991. Recordou que antes deste passo outros foram dados anteriormente, reconhecendo a participação de um conjunto de pessoas, outros “atores políticos” «muitas pessoas que trabalharam para que hoje fosse possível assinar este ato de consignação», ressalvou o edil que na pessoa do Ministro da Administração Interna endereçou um “obrigado” a todos os que contribuíram para a resolução deste problema.

    José Manuel Ribeiro destacou ainda a importância das forças de segurança no combate à crise sanitária (provocada pela pandemia da Covid-19) que nos últimos meses foi (e é) travada no concelho, recordando que o concelho tem a circunstância de ter duas forças de segurança, designadamente a PSP, uma em Ermesinde e outra em Valongo, acrescentando que em conjunto com outras entidades, como a Proteção Civil, a GNR, as corporações de bombeiros, com os presidentes das Juntas de Freguesia, entre outras entidades, houve um diálogo diário, no sentido de reagir à crise pandémica, enaltecendo a importância de todas estas entidades e o que foi possível aprender com todas elas ao longo destes meses. «Todos ganhámos uns com os outros», disse, lembrando ainda que em relação as duas forças de segurança da PSP do concelho fizeram em conjunto um trabalho notável neste período de crise, na forma como ajudaram a construir soluções.

    foto
    Relativamente à esquadra que vai nascer no antigo Mercado de Valongo, à reinstalação da esquadra da PSP de Valongo no antigo mercado municipal, o autarca recordou que quando chegou à Câmara ninguém acreditava que ali fosse possível existir uma esquadra. «O que não era possível pelos vistos vai ser possível e vai aqui nascer uma nova esquadra. E com outras condições não tenho dúvidas de que é possível fazer um trabalho mais perfeito».

    À parte destas declarações, o autarca falou aos jornalistas, onde frisou que ali irá nascer uma nova esquadra, uma adaptação deste espaço do antigo mercado, «que tem uma belíssima localização ao contrário da atual localização», uma esquadra que foi dimensionada para a dimensão (de efetivos) atual da esquadra de Valongo. Questionado sobre uma necessidade de reforço de meios humanos, José Manuel Ribeiro frisou que «temos vindo a pedir, e tem havido sensibilidade para isso, é que quer esta esquadra quer a esquadra de Ermesinde tenham sempre os meios adequados, porque sem meios não se consegue desempenhar a função de garantir a segurança e garantir que as pessoas tenham uma perceção de segurança». Questionado ainda sobre o ponto da situação da esquadra de Ermesinde, relativamente ao facto de há alguns meses atrás ter sido tornado público que a mesma tinha por vezes de ficar fechada porque não tinha efetivos suficientes, o autarca disse «aquilo que nos tem sido dito pelos responsáveis da PSP é que estão a conseguir encontrar formas de reforçar os meios e é o que nós pretendemos», acrescentando que em relação aos números, o que é dito pelos responsáveis da PSP, «é que nos últimos anos a criminalidade tem baixado aqui no concelho, mas o nosso objetivo é que haja criminalidade zero, queremos que as pessoas aqui vivem em tranquilidade, que haja segurança».

    foto
    Recorde-se que a reinstalação da esquadra da PSP de Valongo no antigo mercado municipal implica um investimento de 800.000 euros assegurado pelo Ministério da Administração Interna e resulta de um contrato de cooperação interadministrativo entre o Município de Valongo, a Secretaria-Geral da Administração Interna e a Polícia de Segurança Pública, ficando a cargo da autarquia as obras de adaptação do edifício para o dotar das condições funcionais e operacionais adequadas ao cumprimento da missão pública desta força de segurança. O prazo para a execução da empreitada é de 300 dias.

    Nota: Na nossa próxima edição impressa iremos apresentar mais detalhes sobre este ato de consignação.

    foto
    .

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.