Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-06-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-05-2020

    SECÇÃO: Local


    Faleceu o pintor Manuel Carneiro

    foto
    Manuel António dos Santos Carneiro, de seu nome completo, nasceu em Ermesinde, no dia 11 de fevereiro de 1945 e aqui viveria a maior parte da sua vida até nos deixar. Após uma situação de doença prolongada viria a falecer às últimas horas do dia 25 de abril último, contava 75 anos.

    Fez a instrução primária no Patronato de S. Lourenço de Ermesinde, começando a trabalhar aos 11 anos. Mas, em 1961, matriculou-se no ensino noturno, no Curso de Pintura Decorativa, na Escola de Artes Decorativas Soares dos Reis, iniciando, nessa altura, a atividade de pintor, decorador e restaurador, tendo como mestres, entre outros, António Cruz, Coelho Figueiredo, Isolino Vaz, António Sampaio e António Fernandes.

    Cumpriu o serviço militar obrigatório entre 1967 e 1970, em vários aquartelamentos da arma de cavalaria, indo depois servir a Pátria, integrado no Batalhão de Cavalaria 2850, na Região Militar de Moçambique, tendo sido condecorado com a Medalha Comemorativa das Campanhas de Moçambique, com a legenda “1968-69” (Ordem de Serviço, n.º 28 CCAV 2399).

    No campo associativo, Manuel Carneiro fez parte dos Corpos Gerentes da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde, entre 1981 e 1990. Mas foi no campo artístico que a sua ação se tornou mais meritória. Desde 1986, expôs com regularidade os seus trabalhos, em mostras individuais e coletivas, nacionais e estrangeiras, particulares e oficiais. Recorreu também à ardósia, material ligado ao concelho de Valongo, como suporte de muitos dos seus últimos trabalhos em óleo.

    A sua obra é múltipla e está representada em muitas coleções particulares em Portugal e noutros países. Algumas igrejas do nosso país tiveram nos seus restauros as mãos do Mestre Manuel Carneiro e outras guardam telas suas, como acontece com a Igreja do Livramento, nos Açores. Da sua obra, fazem parte, ainda, pinturas sobre a regueifa, paisagens antigas e atuais de Ermesinde. Durante vários anos, o apreciado pintor ermesindense teve a sua oficina de trabalho, na Travagem. No Centro Cultural de Campo, há pinturas suas que retratam o ciclo da lousa, desde a extração até à sua transformação. O Museu da Ardósia de “Trélazé”, localidade francesa geminada com Valongo, também expõe alguns dos seus quadros. Manuel Carneiro participou em inúmeras exposições, a título individual e coletivo, em muitas localidades do país, sobretudo no norte. Uma, entre as mais recentes que fez na sua terra natal, teve lugar no salão nobre dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde, entre os dias 31 de março e 9 de abril de 2007.

    Entre as distinções que recebeu pelo seu talento artístico, é de destacar: a Medalha de Pintor do Ano 1987 do Concelho de Valongo, atribuída por uma Rádio Local; o título de “Profissional do ano 1992”, concedido pelo Rotary Clube de Ermesinde; a “Medalha de Mérito”, atribuída pela Câmara Municipal de Valongo que lhe foi entregue em cerimónia pública organizada pela Câmara de Valongo, no dia 10 de junho de 1997, com a seguinte justificação: «1 – O pintor Sr. Manuel António dos Santos Carneiro é um artista do Concelho que se tem distinguido pela sua arte e criatividade, possuindo já uma vasta e notável obra artística; / 2 – É um cidadão que subiu a pulso na vida com um excepcional sentido de responsabilidade e uma inabalável vontade de valorização e perfeição e cujo valor já foi várias vezes reconhecido, como atestam as distinções que lhe foram conferidas; / 3 – Pelo seu valor artístico e meritória acção social, cívica e social merece ser apontado como exemplo».

    Mais recentemente, na noite de 28 de novembro de 2017, Manuel Carneiro voltou a ser homenageado, pela Câmara de Valongo, como uma das personalidades do concelho, que se notabilizaram na área da cultura. Esta homenagem integrou-se na sessão de encerramento do programa de comemorações dos 180 anos do Município de Valongo.

    Foto ALBERTO BLANQUET
    Foto ALBERTO BLANQUET
    .

    foto
    .

    Por: Manuel Augusto Dias

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.