Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-12-2019
Jornal Online

SECÇÃO: Destaque


Comerciantes de Ermesinde sentem-se inseguros com recente onda de assaltos e pedem mais policiamento na Cidade

foto
A forte onda de assaltos e atos de vandalismo ocorridos em Ermesinde nos últimos tempos têm causado enorme preocupação no seio da nossa comunidade. Têm sido nítidos os sinais de insegurança sentidos por habitantes e comerciantes para este facto que deriva da falta de um maior policiamento na Cidade. Fomos pois para a rua testemunhar esta preocupação, ouvindo alguns comerciantes locais, eles que são, quiçá, dos principais afetados com esta onda de assaltos, sendo que não está muito longe no tempo um badalado (na imprensa nacional) assalto à mão armada a uma bomba de gasolina local, tendo os “amigos do alheio” levado algum dinheiro. De uma forma geral os lojistas sentem-se inseguros e falam em falha ao nível das entidades de segurança, lamentando o facto de no período noturno a esquadra não dar uma resposta cabal às necessidades da comunidade, atendendo aos escassos meios policiais que estão ao serviço durante a noite. Lamentam como consequência disso a diminuição de patrulhamento na Cidade, algo que nas suas vozes causa insegurança não só a eles, comerciantes, como também à população em geral. De uma coisa todos estão certos: é preciso que as entidades competentes façam com que a esquadra local da polícia seja dotada de mais reforços, para que assim possa haver um maior policiamento na Cidade. JOANA OLIVEIRA/AVE

Fotos ALBERTO BLANQUET
Fotos ALBERTO BLANQUET
José Vitorino, 47 anos

Sinto-me preocupado e como comerciante sinto-me inseguro em relação à onda de assaltos que têm acontecido ultimamente. Pessoalmente, não tenho conhecimento de nenhum caso de assalto até porque estamos abertos há pouco tempo. Acho mal a esquadra não estar a dar a resposta que devia durante o período noturno e a falha de patrulhamento que tem acontecido, porque faz falta, sendo uma coisa que é intolerável e que não devia estar a acontecer pois as pessoas sentem-se mais protegidas com patrulhamento. Acho que as entidades competentes têm de se aperceber da gravidade da situação! Se noutros tempos as coisas funcionavam de forma correta, agora isso não se tem visto.

foto

Sandra Mendes, 42 anos

Tenho bastante receio e penso que devia haver mais fiscalização, a polícia devia estar mais atenta uma vez que têm havido bastantes assaltos. Tive conhecimento de duas lojas ao meu lado que foram assaltadas num curto espaço de tempo. Eu fico indignada, e questiono-me como é que isto é possível sendo Ermesinde uma cidade grande, com bastante população e logo uma cidade onde o risco é maior. É além disso uma cidade com bastante comércio, e nesse sentido acho que devia haver mais policiamento e consequentemente haver um reforço da força policial.

foto

Vera, 38 anos

Sentimo-nos todos inseguros, uma vez que temos uma porta aberta. Eles (assaltantes) nunca vêm sozinhos, vêm sempre acompanhados e muitas das vezes de cara tapada. Acima de tudo sentimo-nos receosos! Quanto ao facto de a esquadra da PSP não ser capaz de dar uma resposta adequada sobretudo durante o período noturno acho mal porque é a única esquadra que existe aqui em Ermesinde, e por isso acho que deveria de dar mais apoio aos habitantes. Devia haver mais policiamento, embora eles (polícias) não tenham culpa. Porém, alguém deve ter culpa, por isso os superiores devem ser sensibilizados quanto a esta questão.

foto

Maria Do Céu, 50 anos

Embora não seja de cá, eu sinto-me muito insegura, inclusive esta questão foi tema de conversa aqui na loja, isto é, temos uma funcionária nova e recentemente entraram aqui dois suspeitos que quando foram embora eu expliquei a ela como é que deveria atuar caso estivesse sozinha. Aqui na cidade vi nas notícias que bombas de gasolina e supermercados foram assaltados e como lojistas temos medo e, principalmente na altura de Natal onde se movimenta mais dinheiro temos muitos receios, porque não nos sentimos seguros. Na minha opinião, tem de se colocar mais policiamento, tem de se colocar as esquadras a funcionar corretamente.

foto

Mónica Pereira, 42 anos

Não tenho razão de queixa, nunca fui assaltada, no entanto, tenho conhecimento de que há assaltos e vandalismo noutras lojas. Sinto-me pois um pouco insegura, porque há falta de polícia aqui na cidade, sendo nesse sentido preciso mais força policial. A esquadra devia ter mais reforços durante a noite e assim teríamos mais segurança neste período, sem dúvida. Infelizmente, há muitas pessoas que andam a provocar esses atos de vandalismo e a roubar, disso tenho conhecimento, sendo complicada a falta de policiamento para toda a gente, sendo lojista ou não.

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.