Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 15-12-2018
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-11-2018

    SECÇÃO: Desporto


    FUTEBOL

    Ermesinde 1936 viveu a pior fase da época (até à data) durante o mês de novembro

    Novembro foi um mês negro para o Ermesinde 1936. Diríamos mesmo para esquecer, atendendo não só aos maus resultados desportivos averbados pela equipa sénior verde-e-branca, mas igualmente pela inesperada demissão do presidente da Direção do clube, Jorge Costa (nota: sobre este assunto ver notícia à parte nesta página). Focando-nos no que aconteceu dentro das quatro linhas, verificamos que os comandados de António Tavares não venceram um único jogo! Nem sequer pontuaram! Quatro derrotas em outros tantos encontros disputados, nove golos encaixados e apenas um apontado, marcaram a pior série de resultados do Ermesinde 1936 na Série 2 da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto até à data. Como consequência desta onda de maus resultados, António Tavares apresentou a sua demissão do cargo de treinador! O até aqui treinador da equipa de juniores, Ricardo Vital, é o senhor que se segue no cargo.

    Face a este desempenho negativo, os ermesindistas caíram para o 13.º lugar, com 14 pontos contabilizados. Na liderança desta série, cada vez mais destacado, continua o Rebordosa, com 36 pontos. Voltando ao Ermesinde 1936, começamos este resumo do mês de novembro pela goleada (0-4) sofrida em Lousada no dia 25 de novembro.

    foto
    Tarde de chuva marcou a viagem do Ermesinde 1936 ao reduto do vice-líder da Série 2 da Divisão de Elite, o Lousada, em partida alusiva à 14.ª ronda. O resultado final de 4-0 a favor da equipa da casa não deixa dúvidas quanto ao que foi este jogo, onde o Lousada esteve quase sempre por cima dos acontecimentos.

    ANTÓNIO TAVARES DEMITIU-SE!

    António Tavares pediu a demissão do cargo de treinador da equipa principal do Ermesinde 1936 logo após a pesada derrota sofrida no reduto do Lousada.

    Na página de facebook oficial do clube, a Direção agradeceu a António Tavares «o empenho e o trabalho prestado enquanto treinador da nossa instituição e deseja as maiores felicidades para o seu futuro».

    No mesmo comunicado, a Direção ermesindista avançava que estava já «a trabalhar no sentido de substituir o treinador que agora termina funções». E a nomeação do novo treinador aconteceu um par de dias depois, tendo o até aqui treinador dos juniores ermesindistas, Ricardo Vital, sido o escolhido para ocupar o cargo de treinador da equipa sénior verde-e-branca.

    ALIADOS FAZEM A FESTA EM ERMESINDE

    Uma semana antes, no dia 18, os ermesindistas receberam o Aliados de Lordelo (partida da imagem). A equipa da casa jogou de igual para igual na primeira meia hora de jogo, mas depois do primeiro golo do Aliados, aos 35 minutos, apontado por Maurício, na sequência de uma jogada ofensiva do lado esquerdo, evidenciou grandes dificuldades para repor a igualdade. Após o intervalo, nem as duas substituições feitas por António Tavares deram o resultado esperado, pois o Aliados conseguiu aumentar a vantagem, ao minuto 52, por intermédio de Rui Alves, que no interior da pequena área cabeceou para o fundo da baliza de Pedro Martins. Depois do minuto 66, o clube da casa ficou reduzido a 10 unidades, por expulsão do seu guarda-redes, que segundo o árbitro defendeu com a mão, para lá da linha da pequena área, ficando tudo mais complicado, acabando o Ermesinde 1936 por sofrer aquela que era a terceira derrota da época dentro de portas. Neste encontro a turma da nossa freguesia alinhou com: Pedro Martins; Daniel, Pedro Pereira, Costa e Bruno; Fajó, Herdeiro e Max (Gonçalo, 66); Deco (Teixeira, 66), Melo (Nando, 45) e Dinis (Quim, 45). Treinador: António Tavares.

    DESAIRE NA LIXA…

    Em jogo a contar para a 12.ª jornada da Série 2 do escalão maior da AFP, realizada no passado dia 11, o Ermesinde 1936 viajou até à Lixa para aí defrontar a equipa local. Um golo solitário de Mauro, aos 35 minutos, conferiu o triunfo aos azuis e brancos da Lixa, que desta forma continuavam na perseguição aos líderes do campeonato.

    Neste jogo o Ermesinde 1936 jogou com: Pedro Martins; Daniel, Pedro Pereira, Costa (Rui Bessa, 89) e Bruno; Fajó, Deco e Rui André; Max (Dani, 75), Dinis (Gonçalo, 75) e Herdeiro. Treinador: António Tavares.

    … E EM CASA COM O BAIÃO

    O mês de novembro começou como acabou: com uma derrota. No dia 4 o lanterna vermelha do campeonato, o Baião, deslocou-se ao Estádio Municipal de Ermesinde, onde conquistou o primeiro triunfo (2-1) da temporada.

    O Ermesinde 1936 mostrou grandes dificuldades e acabou por não pontuar mais uma vez. Depois de ter esbanjado algumas oportunidades, sofreria um golo ainda na primeira parte (aos 26 minutos) e outro na segunda (à passagem do minuto 58), só conseguindo reduzir ao minuto 71 na sequência de um duplo pontapé de canto, que teve o melhor fim por intermédio de Herdeiro. Depois disso, mais com o coração do que com a cabeça, os atletas ermesindistas bem tentaram a igualdade, mas já não foram a tempo.

    Neste jogo os comandados de António Tavares alinharam com: Pedro Martins; Pedro Pereira, Costa (Júnior, 77), Bruno e Fénix (Danny, 62); Pimpão (Nando, 62) Max (Gonçalo, 62) e Melo (Bessa, 77); Dinis, Herdeiro e Deco. Treinador: António Tavares.

    Por: Luís Dias

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.