Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-09-2018
Jornal Online

SECÇÃO: Desporto


FUTEBOL

Ermesinde 1936 com arranque… mediano!

Podia ser melhor… mas também é certo que poderia ter sido pior a entrada da principal equipa do Ermesinde 1936 na Série 2 do Campeonato da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto (AFP) referente à época 2018/19, que arrancou no último domingo de agosto - dia 25. Em cinco jogos realizados de lá para cá a turma da nossa freguesia conquistou duas vitórias e averbou três desaires, facto que a coloca a meio da tabela - 9.º lugar - com seis pontos somados.

O encontro mais recente aconteceu no passado domingo, 23 de setembro, dia em que os verde-e-brancos receberam e bateram (2-1) um dos teoricamente mais sérios candidatos à subida de divisão, o Freamunde. É precisamente pelas incidências desse encontro (nas imagens) que começamos a revista dos primeiros passos do Ermesinde 1936 nesta nova temporada desportiva.

foto
Bem composto em termos de público, o Estádio Municipal de Ermesinde recebeu um jogo - referente à 5.ª jornada - bastante emotivo e intenso de princípio ao fim. Houve momentos de grande equilíbrio, mas ambas as equipas procuraram insistentemente a baliza adversária.

O Ermesinde 1936 poderia ter aberto o marcador logo aos 20 minutos, altura em que Quim se isolou e tentou fazer um chapéu ao guardião do Freamunde, mas a bola saiu um pouco alta, acabando por embater na rede superior. Dez minutos depois foi a resposta do Freamunde, com Luís Gonçalves a rematar e a bola quase tirou tinta ao poste direito da baliza de Pedro. Aos 33 minutos foi a vez de Max, que na grande área adversária falhou o cabeceamento para o golo. Aos 39 minutos, finalmente, a equipa da casa marcou o seu primeiro golo, na sequência de um pontapé de canto, com a sorte do seu lado já que a bola tabelou num dos centrais da equipa adversária e anichou-se no fundo da baliza. No reinício da partida, Dani teve nos pés o segundo golo, mas a trave devolveu o esférico e, em resposta, Leo conseguiu repor a igualdade. Já nos minutos de compensação, a equipa da casa logrou conquistar uma vitória, graças a um golo de Dinis, obtida em tempo de compensação (90+2), um triunfo que se pode considerar justo e que pode catapultar o Ermesinde 1936 para melhores resultados.

Neste encontro a turma da nossa cidade alinhou com: Pedro Martins; Pedro Pereira, Costa, Bruno e Daniel (Chico, 72); João Lindo, Deco e Dani; Quim (Dinis, 80), Nuno Herdeiro (Bessa, 72) e Max (Gonçalo, 80). Treinador: António Tavares.

DESAIRE EM S. PEDRO DA COVA

Uma semana antes - dia 16 de setembro - os pupilos de António Tavares deslocaram-se a S. Pedro da Cova, equipa que até então não havia somado qualquer ponto nesta nova temporada. Num jogo equilibrado, os mineiros acabaram por ser mais felizes, conseguindo uma curta vitória, por 1-0, sobre um Ermesinde 1936 que apresentou a seguinte equipa: Pedro Martins; Pedro Pereira, Bruno, Costa e João Lindo; Nando, Deco (Dinis, 76) e Dani (Max, 67); Rui André (Gonçalo, 76), Herdeiro e Quim. Treinador: António Tavares.

foto
PRIMEIRA DERROTA CASEIRA

Talvez devido ao tempo quente que se fazia sentir, ainda a convidar uma ida à praia, a equipa do Ermesinde 1936 não contou com muito público a assistir ao segundo jogo no seu estádio, diante do Vila Caiz, a 9 de setembro, a contar para a 3.ª ronda do escalão principal da AFP. A equipa visitante foi quem entrou melhor no encontro e rapidamente se adiantou no marcador através de uma grande penalidade, convertida por Cláudio aos 14 minutos. Até ao intervalo a equipa vinda de Amarante continuava mais perigosa e André Alves, pelo lado esquerdo do ataque, desferiu um potente remate, que ainda foi desviado por um defesa da casa, antes de bater novamente o guardião Pedro Martins. Os locais, apenas a muito custo, conseguiram chegar com algum perigo à baliza de André, mas sempre sem criar grandes problemas. Na etapa complementar, o treinador do Ermesinde 1936, António Tavares, tentou mexer com o jogo alterando a dinâmica do ataque com a entrada do atacante Ramalho. Desde essa altura, os verde-e-brancos começaram a aparecer com maior perigo na frente de ataque mas, o melhor que conseguiram fazer foi reduzir o resultado, aos 78 minutos, através de uma grande penalidade convertida por Dani.

Nesta partida o Ermesinde 1936 alinhou com: Pedro Martins; João Lindo, Costa, Bruno (Bessa, 77) e Pedro Pereira; Nando, Deco (Dani, 65) e Miranda (Ramalho, 46); Dinis, Herdeiro e Quim. Treinador: António Tavares.

ENTRADA COM PÉ DIREITO

SEGUIDA DE GOLEADA

Como já foi referido, a nova época desportiva da AFP arrancou oficialmente a 25 de agosto, dia em que o Ermesinde 1936 recebeu o conjunto do Aliança de Gandra, em partida referente à 1.ª jornada. Duelo que saldou pela primeira vitória da temporada para os ermesindistas, graças a um golo solitário de Deco, aos 66 minutos.

No jogo de estreia o Ermesinde 1936 jogou com: Pedro Martins; Pedro Pereira, Bruno, Costa e Francisco Ferreira; João Lindo, Nando (Nuno Herdeiro, 78) e Deco, Dinis (Gonçalo, 86), Dani (Pimpão, 78) e Quim. Treinador: António Tavares.

Na semana seguinte, mais precisamente no dia 2 de setembro, o Ermesinde 1936 sofreu aquela que é até ao fecho da presente edição a derrota mais pesada destes primeiros passos na nova temporada, facto ocorrido em Santo Tirso, no reduto do Vilarinho, de onde os pupilos de António Tavares caíram por concludentes 4-0.

O Ermesinde 1936 jogou com: Pedro Martins; Pedro Pereira, Bruno, Costa e Francisco Ferreira, João Lindo (Nuno Herdeiro, 46), Nando (Gonçalo, 70) e Deco (Miranda, 81); Dinis, Dani e Quim. Treinador: António Tavares.

Por: Luís Dias

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.