Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-11-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-09-2018

    SECÇÃO: Local


    NOTÍCIAS DO CENTRO SOCIAL DE ERMESINDE

    foto

    MOVE: mobilidade internacional de um ano chega ao fim no Centro Social de Ermesinde

    No passado mês de agosto realizou-se, no Salão Nobre do Centro Social de Ermesinde, uma sessão de encerramento do projeto MOVE. Uma sessão dinamizada pelos voluntários, com a particularidade de se revisitar as atividades realizadas no concelho de Valongo dirigidas na sua generalidade aos jovens. Nas palavras dos voluntários - Kathia, Katalin, Gemma, Sara e Alex (Polónia, Hungria, Itália e Espanha respetivamente) -, partiram nesta aventura de 12 meses com a expetativa «de ter o primeiro contacto com as rotinas do trabalho», «envolvidos em iniciativas sociais e promotoras da multiculturalidade», como também com a vontade de «conhecer Portugal, as suas gentes e tradições». Da intervenção do presidente do Centro Social de Ermesinde, Henrique Rodrigues, fica o enaltecimento aos projetos de mobilidade internacional que considera permitira milhares de jovens a possibilidade de alimentar a chama de um território europeu sem fronteiras, cosmopolita, a brotar de desafios e aberto a novos horizontes, evitando que fantasmas do passado voltem a assolar a Europa, vencidos pelo isolamento a que os países ficariam sujeitos se não fosse a União Europeia e as suas políticas da livre circulação de pessoas e bens. Conclui, referindo-se ao Serviço Voluntário Europeu (SVE), configurado no programa Erasmus+, como uma das importantes medidas de promoção do aproximar de culturas e de formação dos jovens para uma cidadania europeia.

    Nesta última sessão pública, os voluntários recordaram as aprendizagens efetuadas durante este período indicando que agora sabem que devem «aproveitar ao máximo as experiências proporcionadas em cada situação» e a «lidar com um novo ambiente de trabalho, pois as configurações são diferentes», uma «ocasião para eu ser mais consciente», referia uma voluntária sobre este facto. Continuando, referem ainda que aprenderam a «encontrar soluções criativas para os problemas» e a serem «mais participativos, a trabalhar em grupo e a serem mais autónomos». O SVE, como sustentam, proporcionou-lhes ainda o encontro com «outros voluntários de várias partes do mundo em que compartilharam interesses e experiências» e, como alguém concluiu, «foi também uma boa transição entre a adolescência e a idade adulta». Um «verdadeiro ano sabático», «fora da rotina e da zona de conforto».

    Mas nem só de aprendizagens pessoais se configurou o MOVE, os voluntários também partilharam e contribuíram para a reflexão com os jovens e a comunidade de temas como a mobilidade internacional e as questões da multiculturalidade nas comunidades, o racismo e a xenofobia, o ambiente e os hábitos alimentares, e a comunicação em inglês junto dos alunos dos agrupamentos escolares.

    «Este foi um ano intenso de iniciativas que a juntar à descoberta do nosso país, cumpriu com os desígnios a que se propôs», como refere o coordenador do projeto, «criou oportunidades de aprendizagem e descoberta, pela via da disseminação multicultural junto dos jovens do concelho». Refere ainda que «com o encerramento deste projeto, há a particularidade de com ele também se estar a fechar um capítulo da mobilidade internacional juvenil. O programa de Serviço Voluntário Europeu, com 20 anos, vai dar lugar, a partir de outubro próximo, ao Corpo Europeu de Solidariedade, que para além das atividades do voluntariado, acrescentará os estágios profissionais e as medidas de apoio à empregabilidade». Este novo programa que entra formalmente em vigor a partir do dia 1 de outubro - contextualizando o novo projeto MOVE 2018-2019, em que o CSE é novamente entidade coordenadora -, foi promovido pelo atual presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Junker. Ou seja, o futuro projeto internacional a iniciar em outubro próximo já será sob a chancela do Corpo Europeu de Solidariedade, no âmbito do Programa Juventude em Ação, Erasmus+.

    Agradecimentos aos nossos parceiros internacionais daYouNet de Itália, ao Ayuntamiento de Alicante, de Espanha, ao One World Association OWA da Polónia, ao Compass Európai Ifjúsági Közösségért Egyesület da Hungria, e aos parceiros nacionais como a Associação Ermesinde Cidade Aberta e à Câmara Municipal de Valongo.

    E por fim, o reconhecimento especial à comunidade pela forma como acolheu o grupo de voluntários num ambiente amigo, de partilha e de formação.

    Aos voluntários do MOVE o abraço fraterno da equipa do Centro Social de Ermesinde. Até breve!

    Por: Florentino Silva

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.