Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-07-2018

    SECÇÃO: Educação


    PÁGINA DAS ESCOLAS

    Projeto Erasmus+ "Inovação em Ação 2018-2020”

    foto
    O Agrupamento de Escolas de Ermesinde apresentou, em março de 2018, uma candidatura à Ação-Chave 1 (KA1) - mobilidade de pessoal docente do Programa Erasmus+. Este nosso projeto, intitulado "Inovação em Ação" foi aprovado para o biénio 2018/2020 e financiado no montante de 32.799,00 euros.

    O projeto surgiu com a finalidade de dar resposta às necessidades identificadas no nosso Plano de Desenvolvimento Europeu, no qual foram definidas áreas prioritárias de intervenção, a saber:

    Meta 1 - Internacionalizar o AEE.

    Meta 2 - Fomentar as boas práticas pedagógicas, através da aquisição de competências e práticas pedagógicas inovadoras.

    Meta 3 - Inclusão, Abandono Escolar Precoce e Indisciplina.

    Meta 4 - Gestão e liderança.

    Para tal, considerou-se prioritária a formação de professores nestas áreas. Assim, foi aberta uma candidatura dos docentes à frequência de cursos estruturados, que eles próprios selecionaram, de acordo com as necessidades de formação sentidas, tendo, no entanto, por base as metas acima referidas. Foram enviadas a todos os docentes as informações necessárias à sua candidatura: PDE; organigrama das áreas de formação necessárias; desdobrável com informações sobre a forma de se candidatarem e links para as diversas plataformas onde poderiam escolher cursos estruturados; links para os formulários online destinados à sua candidatura; critérios de seleção e de pontuação das candidaturas, a utilizar pelo Júri. A seleção dos participantes foi feita de acordo com os critérios definidos no PDE e que são os seguintes: ser docente do Quadro; possuir competências linguísticas básicas na língua de trabalho; demonstrar experiência em projetos nacionais e/ou europeus; ter disponibilidade para deslocações ao estrangeiro e assumir o compromisso de replicar a formação recebida.

    O Projeto envolve, assim, a mobilidade de quinze professores, distribuídos por nove cursos de formação, em diferentes países europeus:

    1. "Intensive English Course and CLIL for Teachers", em Dublin, Irlanda - 2 professoras.

    2. "Language Teacher Refresher Course", Florença, Itália - 1 professora.

    3. "Language learning in the era of Globalization and the Internet", Pafos, Chipre - 1 professora

    4. "Photo & Video Making in Our Classroom - creating and adapting visual ressources", Dublin, Irlanda - 2 professoras.

    5. "Flipped Classroom", Praga, República Checa - 1 professora

    6. "Classroom Management Solutions for Teachers: new methodologies, effective motivation, cooperation and evaluation strategies", Berlim, Alemanha - 2 professoras.

    7. "360° of Wellness at School: Teacher Training and Retreat", Assis, Itália - 2 professoras.

    8. "Post Millennial Generation: Prevent adolescent risky behaviour, drug use, addiction, delinquency, school drop-out and promote well-being", Milão, Itália - 2 professoras.

    9. "Structured Educational Visit to Schools/Institutes and Training Seminar in Sweden", Estocolmo, Suécia - 2 professores.

    Através da formação proporcionada por estes cursos pretende-se que os docentes adquiram novas competências ao nível de métodos e práticas pedagógicas inovadoras e das TIC; aprendam novos métodos/práticas para lidar com a exclusão, com a indisciplina/comportamentos de risco e com o abandono escolar; passem a utilizar uma prática mais positiva e propiciadora de mudanças de atitudes e de comportamentos; adquiram competências para lidar com a diversidade cultural e social, de forma a promover a educação inclusiva; desenvolvam novas competências de gestão; melhorem as boas práticas de gestão e de liderança; promovam o trabalho educativo em rede, assente em plataformas online (eTwinning entre outras); aumentem os níveis de motivação e de satisfação e, por último, disseminem a formação recebida.

    Com a implementação deste Projeto esperamos contribuir significativamente para a melhoria dos resultados escolares dos alunos, designadamente na disciplina de Inglês, contribuir para a diminuição dos níveis de indisciplina, dos comportamentos de risco e do abandono escolar precoce, bem como implementar a educação inclusiva, criando um clima de Agrupamento ainda mais propício à aprendizagem e à convivência saudável.

    Uma vertente importante deste Projeto diz respeito à disseminação da formação recebida. Os conhecimentos adquiridos pelos docentes em mobilidade serão uma mais-valia para os restantes professores do Agrupamento, uma vez que se prevê que a formação adquirida seja disseminada, para que todos a ela possam ter acesso, usufruindo das mesmas oportunidades de experimentação de novos métodos e novas práticas pedagógicas. Esta dinâmica incutirá em toda a organização uma nova motivação e produzirá um impacto positivo ao nível do clima relacional, que a todos beneficiará.

    Refira-se ainda que esta foi a segunda vez consecutiva que o Agrupamento viu os seus projetos KA1 Erasmus+ aprovados, encontrando-se ainda em funcionamento o projeto para 2017/2019 - "Novas capacidades para a Inovação", que movimentou 29 professores por diversos países da Europa.

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.