Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 18-06-2014

    SECÇÃO: História


    EFEMÉRIDES DE ERMESINDE - JUNHO

    A antiga fronteira entre S. Lourenço de Asmes e Alfena

    foto
    A antiga demarcação entre S. Lourenço de Asmes (Ermesinde) e Alfena foi estabelecida no dia 25 de junho de 1689, há 325 anos, conforme consta do Tombo de Alfena (que se encontra no Arquivo da Universidade de Coimbra), das folhas 36 verso a 37 verso.

    A transcrição, pela importância documental, faz-se a partir do livro Alfena - A Terra e o Seu Povo, 1973, respeitando-se a ortografia, mas escrevendo-se por extenso todas as abreviaturas, para facilitar a compreensão.

    «(...) Os ditos louuados comesaram de medir do outro marco atras da dita Comenda de Augas santas pela deuizam de emtre as freguesias de Alfena e sam Lourensso para a parte do sul the a serra de Vilar adomde elles louuados disseram era nesessario leuantar hum marco o coal elle juis mandou leuantar em o sima (sic) da dita serra e fiqua augas uertentes para huma parte e para a outra e lhe mandou pelo porteiro dar hum pregám que com pena de coatro annos de degredo e cem mil rreis para as despezas da Repartiçam nimguem aranquáce o dito marco nem emtendêce com elle e fica de distancia do outro atras the este duzentas e oito uaras.

    E logo elles louuados na mesma forma atras foram medindo pela deuizam de emtre as freiguezias direjto para o sul e no mesmo montado adiante donde fas huma uolta no alto do dito monte asima da bouça de cabeda e ahi disseram era nesessario leuantar outro marco o que elle juis mandou leuantar e se lhe lansou o pregám na mesma forma atras e fiqua de distancia do outro a este trezentas sesenta e coatro uaras.

    E logo na mesma forma atras os ditos louuados foram medindo pela deuizam de emtre as freiguezias direjto para o sul the a parede da deuizão dos Campos de Domingos miz. [= Martinz] de Cabeda e Pedro Antonio de sam Lorensso e ahi disseram elles louuados era nesessario leuantar outro marco o que elle juis mandou leuantar e dar pregám em a forma dos mais e antes de chegar a este marco fiqua huma Chaue e tem de distancia do outro marco a este dozentas setenta e duas uaras.

    E logo na mesma forma atras foram elles louuados medindo pela deuizão de emtre as freiguezias direjto para o sul the o monte das possas iunto à estrada e ahi disseram os louuados era nesessario outro marco o que elle juis mandou leuantar e dar pregám na forma dos mais e fiqua de distancia do outro a este cento dezanoue uaras e meia.

    E logo elles louuados na mesma forma foram medimdo pela deuizam de emtre as freiguezias em uolta pela pena furada para o alto da serra do Reguengo direito para o sul, disseram os louuados era nessesario meter outro marco o que elle juis do Tombo mandou leuantar e dar pregám na forma dos mais e fiqua de distancia do outro a este quinhentas e doze uaras.

    E na mesma forma foram elles louuados medimdo a distancia pela deuizam de emtre as freiguezias direito para o sul the o outeiro da uela de sam Lourensso e ahi se lhe fes huma crus no penedo da dita uela e fiqua de distancia do outro marco a este cento e sete uaras e meia.

    E logo elles louuados foram medindo pela deuizam de emtre as freiguezias direjto ao outejro da pedra talhada na direjtura do sul e disseram elles louuados era nesessario outro marco o que elle juis mandou leuantar e dar pregám na forma dos mais atras e fiqua de distancia do outro em que fiqua a Crus the este duzentas setenta e sete uaras.

    E logo em a mesma forma foram elles louuados medindo para o sul direjto para a Ribeira de cabeda na serra das lameirinhas em uolta da baixa do outro marco por sima do dito monte, disseram elles louuados era nesessario outro marco o que elle juis mandou leuantar e dar pregám na forma dos mais e tem de distancia do outro marco a este duzentas sincoenta e sinco uaras.

    E logo na mesma forma foram elles louuados medimdo pela deuizam de emtre as freiguezias the o monte desendo para as lameirinhas inclinamdo para o nascente, disseram os louuaos era nesessario outro marco o que elle juis do Tombo mandou leuantar e fiqua de distancia do outro a este duzentas trinta e coatro uaras.

    E logo na mesma forma foram medimdo pela deuizam de emtre as freiguezias para a parte do nasente the junto ao Ribeiro, disseram os louuados era nesessario outro marco o que elle juis mandou leuantar e fiqua de distansia do outro a este cemto setenta e sinco uaras.

    E por este modo disseram elles louuados tinham uisto, medido e demarquado e leuantado os marcos pela deuizam de emtre as freiguezias bem e uerdadeiramente comforme o emtendiam em suas comsiensias sem odio nem afeição e por estar prezente o Reuerendo Joseph Magualhais Arauyo abbade da dita freiguezia de sam Lourensso por elle foi dito achaua a dita demarquaçam bem feita e nam duuidava que asim na mesma forma se lansáse em Tombo de que fis este termo que elle asignou com os ditos louuados e eu Manoel de souza Barboza Escriuam do Tombo o escreuj, Joseph de Magualhais Arauyo, Manoel de Payua Barro, Francisco da Costa, de Antam Gonçalvez louuado».

    Por: Manuel Augusto Dias

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.