Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-05-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 01-03-2014

    SECÇÃO: Local


    CONTRATO LOCAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL+

    Uma Aposta no Futuro para a Inclusão – um projeto da ADICE e do Centro Social de Ermesinde

    O CLDS+ já se vem afirmando com um conjunto de respostas sociais imprescindíveis para o combate à pobreza e exclusão social existente no concelho de Valongo, e à medida que o Projeto cresce em tamanho e complexidade, cresce também o leque de decisões e ações, tomadas ou executadas diariamente, que têm relevância estratégica imediata e de longo prazo.

    Consideramos, ainda, de grande importância para a operacionalização deste CLDS+ o trabalho em parceria, uma vez que a experiência mostra que as questões relacionadas com a empregabilidade, inclusão social e desenvolvimento de competências são demasiado complexas para serem resolvidas por uma única instituição. Desta forma, as parcerias entre vários grupos distintos possibilitam o trabalho complementar e o reforço mútuo, a construção de visões comuns e uma execução mais eficaz do projeto. Desta estratégia com enfoque na Parceria e no trabalho em rede, temos obtido resultados bastante positivos tendo as metas sido atingidas na totalidade para este ano.

    EIXO 1

    Fotos CF/CSE
    Fotos CF/CSE
    Salientamos o impacto causado pelo 1º Encontro de Empresários/as e Representantes de Instituições do Concelho de Valongo, sob o lema “Investir no Emprego, Enraizar no Concelho”. Considerou-se crucial encetar os primeiros passos na dinamização do tecido empresarial concelhio e das entidades da economia social, com vista a conjugar a potenciar sinergias em prol de um futuro melhor para todos os cidadãos e cidadãs.

    O Auditório da Junta de Freguesia de Ermesinde recebeu, assim, o 1º Encontro de Empresários/as e Representantes de Instituições do Concelho de Valongo, registando-se uma sala repleta.

    De destacar a receção dos convidados, abrilhantada pelos violinistas João Chicória e João Francisco Chicória, e por um notável Porto de Honra, servido pelos formandos e formandas dos cursos de Mesa e Bar da Consultâmega, uma entidade formadora com atuação no concelho. Outras empresas locais participaram ainda, ativamente neste evento, com destaque para a Fábrica de Biscoitos Paupério, a Fábrica de Licores Xarão e a Florista Clívia.

    A sessão de abertura contou com a presença de Luís Ramalho, presidente da Junta de Freguesia de Ermesinde, da presidente da Direção da ADICE, Maria Trindade Vale, do presidente da Direção do Centro Social de Ermesinde, Henrique Rodrigues e do vicepresidente da Câmara Municipal de Valongo, Sobral Pires.

    O debate dos temas ficou a cargo de ilustres oradores, que partiram de uma caracterização do tecido empresarial concelhio - comunicação apresentada pelo diretor do Centro de Emprego de Valongo, Luís Henriques - passando pelas medidas de estímulo ao emprego acionadas pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional, IP – explanadas pelo delegado regional do Norte, César Ferreira – até à partilha de experiências e boas práticas de alguns empresários e empresárias locais, pela voz de Rui Pena, fundador e consultor especializado na Rui Pena & Associados, e de Raquel Santos, diretora geral da Metalúrgica Bakeware Production SA.

    A moderar o painel de comunicações esteve o empresário Bruno Silva, na qualidade de representante da Associação Industrial e Empresarial de Valongo.

    O êxito da iniciativa foi salientado por todos e todas as participantes, enfatizando-se a relevância da continuidade de encontros como este, capazes de constituir uma alavanca para a união de esforços e o estabelecimento de compromissos comuns para uma dinâmica de trabalho territorialmente equilibrada e concertada.

    EMPREENDEDORISMO

    JUVENIL

    foto
    No âmbito do Empreendedorismo Juvenil, destacamos a ação realizada na escola Secundária de Valongo, “Lutadores por Natureza”, em parceria com o Millennium BCP Microcrédito, no sentido de sensibilizar os/as jovens para questões relacionadas com o empreendedorismo. Assim, esta ação teve como objetivo que estes alunos e alunas obtivessem conhecimento ao nível do Empreendedorismo, mais especificamente, na criação do próprio emprego, na promoção de ideias de negócio, na assunção de riscos para atingirem objetivos, na versatilidade, na criatividade, na motivação e na identificação de oportunidades e de soluções.

    Decorreram ainda duas ações em empreendedorismo para jovens nas Escolas Secundárias de Alfena e Ermesinde, “Empreender o Amanhã” com o visionamento do filme da Fundação EDP, “Quem se Importa”.

    Aconteceram, ainda, sessões de Empreendedorismo para Desempregados, uma ação decorrida no Centro Social de Ermesinde – Empreender o Amanhã, com a colaboração da mestre Ana Rosas, técnica do IAPMEI , e a Equipa do CSE, e uma outra ação decorrida no Centro de Apoio à Vida da ADICE.

    O CLDS+ tem vindo a delinear estratégias de promoção da integração das pessoas com deficiência e ou incapacidade, nomeadamente na articulação com o Centro de Emprego de Valongo para a rentabilização das políticas de empregabilidade dirigidas ao público em questão, tendo já sido formalizada um candidatura a um Contrato Emprego-Inserção + para um assistente operacional, a trabalhar atualmente como auxiliar de ação educativa numa escola do Concelho.

    EIXO 2

    No sentido de dar resposta às famílias mais carenciadas do Concelho de Valongo, em especial às crianças afetadas pela pobreza existente, está em funcionamento o gabinete de recursos com consulta psicológica para promoção do bem estar destas famílias e minimizar o impacto da vulnerabilidade económica e social em que se encontram.

    Assim e com o mesmo objetivo foram dinamizadas várias sessões:

    – Uma Ação de Sensibilização e de educação para a cidadania para crianças – EB1 da Codiceira em Alfena, no âmbito da Prevenção Rodoviária, em parceria com a GNR de Santo Tirso – Secção de Programas Especiais;

    – Uma Ação de Formação em Competências Pessoais e Sociais, no EHS de Mirante dos Sonhos – Ermesinde;

    – Uma Ação de Cidadania para Adultos no âmbito dos direitos e deveres, que decorreu no EHS de Balselhas;

    – Uma Ação de Formação em Gestão Doméstica, em colaboração com o Protocolo de RSI da ADICE.

    No âmbito das estratégias de promoção da integração das pessoas com deficiência e ou incapacidade, foram realizados contactos pela ADICE, com o clube Propaganda de Natação e com o Grupo Dramático e Recreativo da Retorta, dos quais resultou a assinatura de dois Protocolos de Parceria para a prática desportiva. Estas iniciativas irão proporcionar a prática desportiva a crianças e jovens portadores de deficiência ou incapacidade em modalidades de acordo com os seus interesses e limitações.

    EIXO 3

    foto
    No que concerne ao eixo 3, foram realizadas cinco ações de formação para auto-organização dos habitantes. Aconteceram:

    – No EHS – Empreendimento de Habitação Social das Saibreiras – “Compromisso Coletivo”, com participação da Ermesinde Cidade Aberta, Domingos Martins, presidente da Federação das Coletividades do Distrito do Porto, J, Vallis Habita, Associação Cabeças no Ar e Pés na Terra e de Teresa Medina, investigadora e docente da FPCE-UP. Decorreram, ainda neste âmbito, 4 ações:

    – No EHS do Barreiro em Alfena, com a colaboração da Associação das Coletividades de Valongo;

    – na sede do grupo de teatro Cabeças no Ar e Pés na Terra, também com a colaboração da Associação das Coletividades de Valongo;

    – No EHS de Balselhas;

    – No CAV – Centro de Apoio à Vida da ADICE.

    Relativamente ao Associativismo Juvenil, decorreu no Telecentro de Valongo a ação “Sensibilizar para Criar“ e na Escola Secundária de Alfena, “Tás ligado?”, com a colaboração do Instituto Português do Desporto e da Juventude, Associação de Ação Social - Desvendar o Futuro, e com a Associação de Estudantes da Escola Secundária de Ermesinde.

    Assim, o CLDS+ tem vindo a reforçar as iniciativas para a empregabilidade, através de novos apoios no Emprego, Formação, Qualificação e Empreendedorismo, pela revitalização do gabinete de atendimento na área da empregabilidade, que funciona em estreita parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional. Tem também vindo a intervir com ações de promoção ao combate à pobreza, uma vez que esta representa uma privação do direito básico de cada indivíduo participar plenamente na vida social, económica, cultural e política da comunidade em que se insere.

    Por: Fátima Aparício (*)

    (*) Coordenadora do CLDS+

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].