Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-11-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-12-2013

    SECÇÃO: História


    EFEMÉRIDES DE ERMESINDE - DEZEMBRO

    A criação do concelho de Ermesinde

    foto
    A vontade autonómica de Ermesinde já vem de longe, praticamente desde o tempo em que foi retirada ao Concelho da Maia, para integrar o novo Concelho de Valongo, logo após o triunfo do liberalismo.

    Mas o documento mais completo onde esta reivindicação é acompanhada de uma proposta concreta do novo concelho a criar, foi aprovada na sessão da Junta de Freguesia de Ermesinde de 4 de dezembro de 1938 e enviado ao Governo. O referido documento foi da autoria de Serafim Ferreira dos Santos, do Dr. Joaquim Rodrigues Santos Júnior e do Dr. António Correia da Costa e Almeida.

    Desde a criação do município valonguense, Ermesinde tem estado sempre integrada no Concelho de Valongo, exceto no período que vai de 26 de junho de 1867 a 14 de janeiro de 1868, altura em que pertenceu ao recém-criado Concelho de Rio Tinto, juntamente com as freguesias eclesiásticas de Águas Santas, Milheirós, Covelo, Foz do Sousa, Medas, Melres, Gondomar (S. Cosme), Jovim, Fânzeres, S. Pedro da Cova, Rio Tinto, Alfena e Valongo (cf. Américo Costa, Dicionário Corográfico de Portugal, Continental e Insular, volume X).

    Na década de 1920, várias vezes a imprensa diária deu conta, de um certo descontentamento que a população de Ermesinde nutria pelo facto de não ser concelho. Não deixa de ser interessante, relativamente a esta questão, o comentário do “Éco de Ermesinde” (de 1 de julho de 1928) a uma “correspondência de Valongo”, que o “Jornal de Notícias” publicou no dia 26 de junho de 1928, e que de seguida reproduzimos, bem como o respetivo comentário daquele periódico ermesindense.

    A notícia:

    «Prosseguem activamente os trabalhos das instalações para electrificação da parte principal desta Vila. A digna comissão administrativa espera fazer a inauguração da luz pública e particular no próximo mês de Agosto. Oxalá que o tempo permita a continuação dos trabalhos e que não sobrevenham quaisquer contratempos.

    O Comentário (os sublinhados são nossos):

    Estranhamos (e o caso não é para menos!) que o ilustre correspondente do “Notícias” se esqueça que Ermesinde também vai ser electrificado e, como parece andar bem informado, se esquecesse de noticiar àcêrca da nossa terra, porque a electrificação não é exclusivo para Valongo, mas para tôdas as freguesias do concelho que a quizeram.

    Ermesinde como centro mais importante do concelho também tem direito à almejada luz eléctrica e também a vai possuir. O que é de lamentar é que em Valongo se ande a trabalhar afanosamente para êste importante melhoramento e em Ermesinde não exista ainda nem um poste.

    Ou dar-se há o caso que Ermesinde tenha sido posto fóra do programa das realisações concelhias? Sendo assim...

    Que grande favor nos faziam se nos puzessem, mesmo, fóra do concelho.

    Nós também nos saberiamos governar e muito bem. Se temos indústrias florescentes, comércio activo e riquezas enormes que engrandecem esta terra não as devemos em nada, absolutamente em nada a Valongo. Tudo quanto possuimos à nossa custa é, à nossa custa tem sido feito. E alguma mísera migalha de melhoramentos que de Valongo nos tem vindo, ainda à nossa custa é, porque para isso pagamos para os cofres da Câmara bem boa quantia.

    Já vê, pois, o ilustre correspondente que não é favor algum que se nos faz em nos conceder a luz eléctrica, visto que o empréstimo foi feito para o Concelho de Valongo e não para a Vila de Valongo. Por isso, informe-se devidamente e rectifique a notícia, dizendo que a Ex.ma Comissão Administrativa do Concelho trabalha afanosamente para que a luz eléctrica seja dentro em breves meses um facto, não só em Valongo, mas também em Ermesinde e em Alfena, onde existe gente civilizada tam bôa... como em Valongo».

    O desejo de autonomia administrativa foi, no entanto, maior logo a seguir à elevação a vila (1938) e, sobretudo na década de 1990, depois de ter sido feita cidade.

    Por: Manuel Augusto Dias

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.