Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-10-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 20-09-2013

    SECÇÃO: Destaque


    António José Seguro teceu em Ermesinde rasgados elogios ao candidato socialista José Manuel Ribeiro

    Fotos PS/VALONGO
    Fotos PS/VALONGO
    O secretário geral do Partido Socialista (PS), António José Seguro, esteve no passado dia 7 de setembro em Ermesinde, onde marcou presença na cerimónia de apresentação das listas de candidatos do partido aos vários órgãos autárquicos do município de Valongo. Tendo como cenário o anfiteatro (exterior) do Parque Urbano de Ermesinde – que se apresentava repleto de apoiantes socialistas – Seguro iniciaria a sua intervenção com um elogio à cidade que o acolhia, uma cidade que na sua voz tem contribuído para o facto de Valongo ser hoje um grande concelho, «pois senão fosse o contributo do trabalho das gentes de Ermesinde com certeza que Valongo não seria um concelho tão grande como é». Na sua ótica, apesar da sua grandeza, Valongo não está hoje em dia no caminho certo, sublinhando no entanto que é possível fazer melhor, que é possível recolocar o nosso concelho nesse caminho certo, uma tarefa que será possível de concretizar através de um homem de convicções, sendo esse homem é José Manuel Ribeiro. Para o secretário geral do PS o candidato socialista à Câmara é um «dos melhores que o partido tem», uma figura que tem capacidade para integrar a (próxima) lista de candidatura, e num lugar elegível, para a Assembleia da República, mas que «pelo amor que tem à sua terra decidiu ficar. Para mim o PS não podia ter escolhido melhor candidato, é um homem que está aqui para servir o seu concelho, um homem que coloca a resolução dos problemas das pessoas em primeiro lugar, porque a política só tem dignidade se servir para resolver os problemas dos cidadãos. E é por isso que aqui estou, porque acredito que José Manuel Ribeiro será um excelente presidente de Câmara, porque ele quer servir as pessoas da sua terra», frisou Seguro.

    Em seguida deixou uma promessa ao nosso concelho, ao dizer que caso mereça a confiança dos portugueses para o cargo de primeiro-ministro José Manuel Ribeiro pode contar com o seu apoio para governar Valongo.

    Posteriormente lançou-se em duras críticas ao atual Governo, que nas suas palavras é o responsável pelo facto de hoje Portugal ser um país triste, um país onde há fome, onde não há emprego, onde existe dor, dor de pais que não têm dinheiro para dar de comer aos seus filhos, de idosos que não têm dinheiro para comprar os seus medicamentos, de pessoas que não têm dinheiro para pagar as suas contas. «Mas será possível sair desta crise? É, mas não com um Governo que só aposta em cortes, cortes na saúde, na educação, nas pensões, etc., um Governo que trata mal os portugueses, que os chama de piegas, e manda os jovens emigrar, um Governo que não aproveita as capacidades do povo português. É possível sair da crise, sim, vai demorar tempo, mas é possível, com um Governo que aposte nos portugueses, e que não os engane, como tem sido feito até aqui pela coligação PSD/CDS-PP».

    «20 ANOS SÃO

    DEMAIS, VAMOS

    MUDAR VALONGO»

    foto
    Já o candidato socialista à edilidade valonguense, José Manuel Ribeiro, começaria por saudar e elogiar todos os candidatos do seu partido aos órgãos autárquicos do concelho de Valongo, agradecendo a todos a dedicação «neste ato heroico que é alguém entregar-se à causa política». Elogios estendidos a António José Seguro, uma figura que para si tem a característica principal que um político deve ter, a integridade. E é essa mesma integridade que José Manuel Ribeiro reclama não só para o país como também para Valongo, um concelho que em seu entender tem marcado passo. «Foi por falta de pessoas integras que Valongo ficou para trás, e hoje somos dos concelhos mais endividados do país. Houve falta de rigor, de transparência, de amor pela terra. É preciso mudar, nós temos um caminho diferente, outras ideias, queremos voltar a dar esperança às pessoas deste concelho», sublinhou o candidato que mais à frente recordaria o facto de recentemente a Câmara Municipal de Valongo ter sido condenada em tribunal a pagar meio milhão de euros por alegadamente ter manipulado concursos públicos, e de neste momento existirem ainda em tribunal 90 processos judiciais envolvendo a autarquia!

    Com o PS à frente dos destinos da câmara José Manuel Ribeiro frisaria que a gestão desta entidade passará a ser feita de uma forma transparente, haverá mais diálogo com os munícipes, e não uma governação «feita apenas para os amigos, como tem acontecido ao longo destes 20 anos».

    O candidato socialista apresentaria ainda algumas das propostas do seu programa eleitoral, nomeadamente na “cura” definitiva do “cancro” da saída da A4 em Ermesinde, na recuperação das margens do rio Leça, na recuperação do mercado de Ermesinde, na criação de uma equipa especializada para trabalhar na captação de investimento para o concelho, na dinamização (para o exterior) de diversas “marcas” do concelho, tais como as Bugiadas, o pão, o brinquedo, por exemplo. Dirigindo-se novamente a António José Seguro assegurou que quando este for primeiro ministro de Portugal lhe irá bater à porta a reivindicar uma nova e urgente Escola Secundária de Ermesinde, um projeto que o atual Governo prometeu concretizar e posteriormente abandonou.

    A terminar pediu o apoio de todos para «mudar Valongo, 20 anos de governação PSD são demais. Vamos colocar Valongo no mapa finalmente, vamos vencer no dia 29», frisou convictamente o candidato antes de chamar ao palco todos os candidatos do partido às cinco freguesias valonguenses para uma “foto de família”.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.