Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-10-2023
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 19-07-2013

    SECÇÃO: Destaque


    REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE VALONGO

    Estádio de Sonhos garantido para a prática desportiva

    Reuniu na passada quinta-feira, dia 18 de julho, a Câmara Municipal de Valongo, numa sessão da qual se destacam a aprovação da 5ª Alteração do Orçamento e 4ª Alteração das Grandes Opções do Plano, a instituição do Dia Municipal para o Diálogo Intercultural, a aprovação do protocolo de permuta entre a Câmara de Valongo e a imobiliária detentora do Estádio de Sonhos – que irá permitir a municipalização deste –, e ainda uma resolução relativa a boas práticas de campanha eleitoral, proposta na hora pelos eleitos da lista Coragem de Mudar.

    Foto AD VALONGO
    Foto AD VALONGO
    Teve início a sessão da Câmara com um período de informações do presidente da Câmara, João Paulo Baltazar, acerca do início das obras de reconversão nas antigas piscinas de Sobrado e Campo, na Rua do Pinheiro em Ermesinde e da abertura da Loja Social em Valongo.

    Foi também um ponto de felicitações calorosas do autarca à Associação Desportiva de Valongo, que acaba de sagrar-se campeã nacional de hóquei em patins no escalão de infantis, vice-campeã nacional de iniciados, vice-campeã nacional de juvenis, foi ainda quarta classificada no Campeonato Nacional de Hóquei em Patins (seniores), como “A Voz de Ermesinde” assinalou oportunamente no seu caderno “Ermesinde Desportivo”.

    Posteriormente João Paulo Baltazar daria ainda uma informação acerca da diligência da Câmara Municipal de Valongo junto dos CTT para que, em vez de se juntar o centro de distribuição que serve as atuais freguesias de Campo Sobrado e Valongo ao centro de distribuição de Gondomar, se agregue este, antes, ao centro de distribuição de Ermesinde e Alfena, estando a Câmara disponível para colaborar na disponibilização de instalações,

    Após este período seguiu-se o das intervenções antes da Ordem do Dia, no qual Maria José Azevedo e Pedro Panzina propuseram uma proposta de resolução, que viria a ser aprovada sem contestação, e na qual propunham «instar todas as candidaturas a desenvolverem as respetivas campanhas através da discussão», das suas ideias políticas, projetos e programas de ação, e ainda alertar os serviços jurídicos da Câmara para estarem atentos «ao que é dito e escrito, publicamente, sobre o funcionamento dos órgãos municipais e seus titulares e se, e quando, houver denúncias de que estes, órgãos ou titulares, hajam tido práticas que indiciem crimes, imediatamente dar delas notícia às entidades judiciárias competentes».

    As alterações do Orçamento e Grandes Opções do Planos, aceites com a abstenção dos dois eleitos do PS, pretendiam salvaguardar, entre outros, as atividades decorrentes da aprovação do Programa de Emergência Social da Área Metropolitana, o reforço da rubrica Comunicações e algumas obras, entre elas a reconversão das piscinas.

    A Câmara Municipal aprovou também a instituição de um Dia Municipal para o Diálogo Intercultural, a ter lugar todos os anos, no último sábado de julho, e destinado a fomentar a integração das populações imigrantes, a promover uma maior consciencialização sobre os direitos humanos, e a fomentar o empoderamento da comunidade imigrante e o combate à discriminação.

    Quanto ao acordo que irá permitir a permuta de terrenos entre a Câmara Municipal e os atuais detentores da hipoteca sobre o Estádio de Sonhos, o plano camarário é garantir para a prática desportiva do futebol (sénior, de amadores e da formação) este recinto, que será requalificado e dotado de relvado sintético capaz de suportar a carga de jogos a que poderá ser sujeito. A contrapartida para os atuais detentores será a cedência a estes dos terrenos, urbanizáveis, onde hoje se encontra instalado o Campo dos Montes da Costa, sem possibilidades de alargamento, inapto para a prática desta modalidade a um nível mais exigente, e além do mais objetos de constantes reclamações dos munícipes seus vizinhos.

    João Paulo Baltazar fez uma recapitulação dos planos iniciais da Câmara, que eram os de construir um Estádio Municipal de raiz, mas posteriormente e analisados os custos do empreendimento de uma forma mais realista, ter-se-ia verificado, serem estes demasiado elevados para serem suportados na presente conjuntura.

    Assim, ter-se-á equacionado, antes, com um dispêndio muito menor, a solução agora encontrada.

    Foto URSULA ZANGGER
    Foto URSULA ZANGGER
    A Câmara tem como melhores expetativas a possibilidade de requalificar o Estádio de Sonhos com base num financiamento comunitário, caso a obra para tal possa ser eleita. Caso contrário, mais modestamente e mais demoradamente, a autarquia, a suas próprias expensas, irá proceder à requalificação do Estádio de Sonhos, complexo relativamente ao qual serão ainda possíveis a instalação de novos equipamentos, por exemplo, nas suas traseiras.

    Por outro lado, o acordo agora conseguido pela Câmara garante a utilização do Campo dos Montes da Costa até 2015, e que enquanto a hipoteca do Estádio de Sonhos não estiver resolvida, não entregará a Câmara qualquer montante aos representantes de Abílio de Sá.

    João Paulo Baltazar fez ainda uma pequena referência aos cuidados na gestão desportiva, para que não se repitam os erros que levaram o Ermesinde SC à presente situação e informou estar a Câmara a acompanhar de perto os esforços para que não haja nenhum interregno, nem sequer de um ano, na atividade futebolística ermesindense.

    Com o acordo unânime dos vereadores, coube a Afonso Lobão, embora congratulando a Câmara pela solução encontrada, fazer um apelo para que aquela pensasse numa alternativa modesta futura, na cidade de Ermesinde, não para agora, mas necessária, de um segundo recinto de jogos, tendo em conta a população, o interesse pela modalidade e as atividades das associações ermesindenses.

    Por: LC

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.