Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-12-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-11-2011

    SECÇÃO: Saúde


    Associação portuguesa integra Aliança Mundial de Luta Contra o Cancro do Pulmão

    Através da Pulmonale – Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro do Pulmão, Portugal acaba de integrar o grupo de associações que constitui a Global Lung Cancer Coalition (GLCC).

    A GLCC é uma aliança mundial que integra cerca de 30 associações, de caráter não governamental, de 20 países de todo o mundo, com o objetivo comum de combater o estigma existente em torno do cancro do pulmão, defender o direito dos pacientes aos melhores tratamentos e cuidados de suporte, promover uma deteção precoce e promover estilos de vida saudáveis que constituam um fator de prevenção do cancro do pulmão.

    Fundada em 2001, o GLCC é composto por organizações não-governamentais da Argentina, Austrália, Bulgária, Canadá, Dinamarca, França, Alemanha, Irlanda, Itália, Japão, Holanda, Noruega, Eslovénia, Espanha, Suécia, Suíça, Reino Unido, EUA, Egipto e por Portugal que acaba de se associar.

    A presença da Pulmonale nesta rede de cooperação surge com o intuito de contribuir para a compreensão daquele que é um problema mundial e que tende a agravar-se caso não sejam tomadas medidas para promover uma maior consciência coletiva.

    Segundo António Araújo, presidente da Pulmonale, «é fundamental agir globalmente junto das gerações mais novas, incitando-as a encarar o tabaco como um perigo, uma droga causadora de doenças, para que se obtenham resultados visíveis na redução, por exemplo desta terrível doença que é o cancro do pulmão, daqui a dez anos».

    Com o apoio da GLCC a Pulmonale espera, também em Portugal, combater o estigma e a carga negativa que o cancro do pulmão acarreta.

    «O cancro do pulmão é uma das principais causas de morte por doença oncológica e como tal é importante alterar a perceção negativa que as pessoas possuem da doença e acabar com o estigma que esta acarreta não só pelo doente mas também de modo a assegurar o financiamento vital para a investigação na área do cancro do pulmão. Quer seja ou não o tabaco a principal causa de cancro do pulmão, ninguém merece esta doença», acrescenta Matthew Peters, presidente da Global Lung Cancer Coalition.

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.