Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2023
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-09-2011

    SECÇÃO: Desporto


    BILHAR

    As primeiras tacadas da Superliga Bilharsinde versão 2011/12

    Foto VOXX CAFFE
    Foto VOXX CAFFE
    Arrancou no passado dia 26 de setembro mais uma edição da Superliga Bilharsinde (SB), prova de pool português que este ano conta com a participação recorde de 64 equipas! Combinados que se encontram divididos por oito séries compostas por outras tantas equipas, sendo que os dois primeiros de cada “chave” avançam para a fase final da 1ª Divisão da competição, enquanto que os 3º e 4º seguem para o segundo escalão e o 5º e 6º para o terceiro, ao passo que os dois últimos posicionados ficam pelo caminho. Posta esta explicação mais técnica avançamos para a ação, isto é para a 1ª jornada da SB, onde desde logo saltam à vista alguns resultados surpreendentes, como é aliás apanágio desta competição ao longo da sua existência. E começamos pela Série A onde o estreante C.S. Trofa – GMLUX “A” derrotou no seu salão (por 11-5) uma das boas equipas da temporada passada, o Totta Bilhar. Outro exemplo de “aluno a bater o mestre” aconteceu na Série C onde o Pólo Norte/Café Bilhar derrotou em casa o Coffe Break também por 11-5. Neste grupo é de destacar a derrota de uma das equipas mais fortes do bilhar português da atualidade, a Academia de Bilhar Pedro Fonseca, que saiu de casa do Salão Filipe “A” vergada a um pesado resultado final de 4-12.

    Na Série H o Leixões começou a nova época tal como terminou a passada, ou seja, a perder. Os leixonenses foram derrotados no salão do Ritual Café 1 por 7-9.

    CAMPEÕES

    DA I DIVISÃO

    ENTRAM

    A GANHAR

    Na Série B aconteceu talvez o jogo grande desta ronda incial, aquele que opôs os campeões da 1ª Divisão da SB da temporada transata, o Café Sport, a um gigante do bilhar nacional que esta temporada regressa às competições organizadas pelo Voxx Caffé, o Paparugui Clube de Bilhar. Pois bem, os bilharistas do Sport provaram na mesa que o triunfo no escalão máximo da SB passada não foi obra do acaso, como demonstra o resultado favorável de 11-5 a seu favor ante o colosso Paparugui.

    E por falar em Voxx Caffé diga-se que um ano mais os organizadores da prova se fazem representar com quatro equipas, sendo que a prestação inicial dos anfitriões na nova época se saldou num “50--50”, ou seja, duas vitórias e outras tantas derrotas. Os triunfos foram alcançados pelo Voxx Club Bilhar/Voxx que na Série C derrotou os novatos do Café Carla por 9-7, e pelo Voxx Club Bilhar (na imagem) que na Série G bateu fora de portas o Café Santo António “A” por 9-7. No que toca aos desaires o Voxx Club Bilhar//Caffe (na Série E) perdeu em casa diante dos estreantes do Gondivai por 4-12, enquanto que na Série D o Voxx Club Bilhar “A” foi derrotado por 9-7 na deslocação ao salão do Café Laser.

    Por último, na Série F aconteceu a única igualdade (a oito pontos) desta ronda inaugural, facto ocorrido entre os combinados do Paraíso da Cidade “B” e do Ritual Café 2.

    Nota: Todos os resultados e classificações desta competição podem ser consultados em Resultados Desportivos.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.