Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-10-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-04-2011

    SECÇÃO: Local


    Escola Secundária de Valongo realizou Semana Aberta à Comunidade

    Foto URSULA ZANGGER
    Foto URSULA ZANGGER
    Decorreu de 4 a 8 de Abril a Semana Aberta à Comunidade da Escola Secundária de Valongo, cujo programa acolheu numerosas actividades de carácter educativo, cultural, social e desportivo.

    Objectivo este, de abrir a escola à comunidade plenamente cumprido, conforme nos referiu a principal responsável pela Semana, Cândida Bessa.

    Segundo esta docente, a Semana proporcionou um encontro intergeracional, promoveu a importância da Educação, e fez espevitar a vontade de participação dos alunos e o interesse pela própria escola, ao mesmo tempo envolvendo os pais.

    De entre as actividades Cândida Bessa destacou as relacionadas com o Ano Internacional da Floresta, tendo a reportagem de “A Voz de Ermesinde” podido apreciar muitos trabalhos dos alunos com este tema relacionados, no âmbito da Educação Visual.

    Outra actividade que “A Voz de Ermesinde” teve ocasião de espreitar foi a “Exposição Tradições do Pão”, realizada na Junta de Freguesia de Valongo e que, a par com a Feira do Pão realizada na própria escola, chamaram a atenção para esta actividade económica tão relevante historicamente em Valongo (ou melhor, no eixo Valongo-Campo).

    A exposição, resultado do trabalho das docentes Margarida Souto e Helena Lobo, que com o apoio dos alunos, aprofundaram a investigação acerca de muitos aspectos desta indústria, veio, segundo estas, acrescentado algumas pistas relevantes para o seu conhecimento e compreensão, enriquecendo o conhecimento actual, cujo núcleo essencial ainda repousa no livro do P.e Joaquim sobre o tema em 1905.

    A exposição mostra alguma da história das velhas padarias e as tradições, de um ponto de vista etnográfico e cultural, ligadas à produção doméstica e industrial do pão.

    Duas das alunas presentes (Teresa e Sara) falaram da experiência familiar (presente num caso e ausente noutro) e de como viveram a Semana, durante a qual fizeram uma dramatização da venda do pão, curiosamente num caso ou noutro sendo mal recebidas e sofrendo na pele a exclusão social por terem sido confundidas como imigrantes romenas, mais uma lição, além de todas as outras.

    Por: LC

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.