Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-06-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-04-2011

    SECÇÃO: Desporto


    BASQUETEBOL

    Seniores propagandistas falham qualificação para os play-off

    A derradeira jornada (22ª) da 1ª fase do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de seniores femininos assumia contornos de “tudo ou nada” para a equipa do CPN no que toca à qualificação para a etapa dos play-off. Uma vitória caseira sobre o Gafanha poderia não ser suficiente para a turma de Ermesinde seguir em frente pois caso o Estoril Basket vencesse num outro jogo o Coimbrões o objectivo das cepeenistas “morreria na praia”. E o pior dos cenários em hipótese haveria mesmo de acontecer para o CPN, visto que a vitória de 50-46 de nada valeu parente o triunfo (48-40) das estorilistas no outro encontro. Assim sendo o CPN ficou no 9º lugar da classificação, com 31 pontos, precisamente os mesmos que o 8º classificado, o Coimbrões, a última equipa a garantir o passaporte para a fase seguinte, e que ganhou vantagem na tabela classificativa sobre as propagandistas graças ao factor de “cesto-average” (pontos marcados e pontos sofridos)! O azar tem destas coisas!

    Quanto ao jogo ante o Gafanha, ocorrido no passado dia 9, e apesar de todas as condicionantes (para além da dependência de terceiros, algumas jogadoras cepeenistas não puderam dar o seu contributo, com a equipa a apresentar-se com apenas sete jogadoras!), as pupilas de Agostinho Pinto entraram bem na partida, fazendo um parcial de 5-0 nos primeiros dois minutos, tendo o Gafanha reagido de pronto e aproveitado bem as perdas de bola das locais para terminar o 1º período com apenas cinco pontos de desvantagem (12-07). No período seguinte o CPN foi mais agressivo em termos defensivos. Contestando a maioria dos lançamentos adversários e jogando com velocidade e eficácia no ataque foi para o intervalo a vencer por 26-15. Na segunda parte, e apesar do cansaço, o CPN colocou o jogo a 17 pontos de diferença, mas dois triplos consecutivos do adversário recolocaram a diferença nos 11 pontos, entrando assim a equipa da casa a vencer por 38-27 para os últimos 10 minutos. Como se esperava no último período o Gafanha, fruto da rotação de jogadoras que lhe era possível, fez um último forcing, aumentando o ritmo de jogo e chegando a colocar o marcador a dois pontos de desvantagem na entrada para o último minuto. Contudo, as atletas da casa tiveram uma atitude e espírito de sacrifício louvável ao saber suster essa pressão e anular as últimas jogadas do adversário com duas recuperações de bola nos últimos 25 segundos que selariam o marcador num 50-46 a seu favor.

    Por: AVE/CPN

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.