Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-07-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-12-2010

    SECÇÃO: Desporto


    HÓQUEI EM PATINS

    Jogar bem não basta para ganhar

    Este é daqueles resultados enganadores em relação ao que se passou no terreno de jogo, um resultado que não espelha o grande jogo que o Valongo realizou diante do Candelária em partida ocorrida no passado dia 21 de Dezembro alusiva à 12ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de hóquei em patins.

    A actuar diante do seu público os valonguenses foram construindo as melhores oportunidades de golo nos primeiros instantes do duelo. Não seria pois de estranhar que aos oito minutos Hugo Azevedo fizesse balançar a rede da baliza contrária pela primeira vez no encontro na sequência de uma sticada à meia volta. O Candelária reagiu bem ao golo local lançando em seguida vários ataques à baliza de Fábio Vieira, os quais iam sendo anulados com mestria pelos jogadores de Paulo Pereira. E como quem não marca sofre os açorianos iriam ser vítimas de um novo golpe à passagem do minuto 19, altura em que Álvaro Pinto faria o 2-0 para o combinado da casa. Com este resultado atingia-se o descanso.

    E a etapa complementar começou de uma forma diabólica, já que nos espaço de três minutos outros tantos golos seriam festejados no Municipal de Valongo. O primeiro ao minuto três, e de novo para o Valongo, com Álvaro Pinto a bisar no jogo, sendo que um minuto depois Sérgio Silva reduzia para o Candelária, para no minuto seguinte Miguel Viterbo repor uma vantagem de três golos para o conjunto do nosso concelho.

    A partir daqui o Candelária aumentaria a pressão sobre o sector recuado dos locais, trabalho ofensivo que daria frutos a meio desta etapa com a obtenção de mais dois golos de Sérgio Silva. Não baixou os braços o Valongo, longe disso, e ao minuto 16 Nuno Rodrigues fazia o 5-3 num jogo que se apresentava de loucos não só pela marcha do marcador mas sobretudo pela toada de parada e resposta que vigorava. A provar esta teoria o facto de no mesmo minuto Jorge Silva, na sequência de um remate de longa distância, ter feito o 5-4. Perante este cenário a vitória poderia cair para qualquer lado. Para azar dos valonguenses, que continuavam a exibir um hóquei de grande qualidade, ela caiu para o lado do Candelária, que com mais dois golos, o último ocorrido no derradeiro minuto do encontro, levaria os três pontos para os Açores.

    Na sequência deste injusto 5-6 o Valongo caiu na tabela, estando agora no 13º lugar, com 11 pontos, embora com um jogo a menos (diante do Portosantense). Na frente está o Benfica, com 33 pontos.

    Nota: Todos os resultados e classificações desta competição podem ser consultados na nossa edição on-line.

    Por: AVE

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.