Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-04-2022
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 20-12-2009

    SECÇÃO: Tecnologias


    Vem aí o Google Wave

    O Google Wave é um projecto anunciado pela Google durante a conferência "Google I/O", realizada no dia 28 de Maio de 2009. Trata-se de uma plataforma para web cuja intenção é unir as características de serviços como e-mail, instant messaging, wiki e social networking em um ambiente único, funcionando a partir de qualquer browser, em qualquer sistema operativo. Algumas das suas características mais interessantes são os avançados sistemas de correcção ortográfica e tradução instantânea durante os chats. O Google Wave já foi lançado, mas na fase actual o acesso é reservado apenas a quem obtiver um convite.

    foto
    A Google anunciou no seu website que o serviço utilizará um protocolo aberto, o Google Wave Federation Protocol, que poderá ser utilizado no desenvolvimento de sistemas wave customizados. O protocolo possui APIs para a criação de extensões de cliente e de servidor. A Google também anunciou que pretende disponibilizar a maior parte do código sob forma de código aberto. O Google Wave está a ser desenvolvido com a utilização do Google Web Toolkit.

    O Google Wave é um produto que ajuda os utilizadores a comunicarem e colaborarem na web. Uma "onda" é tanto uma conversa quanto um documento, em que os utilizadores podem comunicar quase que instantaneamente e trabalhar juntos com textos altamente formatados, fotos, vídeos, mapas e muito mais. O Google Wave é também uma plataforma com um rico conjunto de APIs abertas que permitem aos desenvolvedores incorporar ondas em outros serviços da web e construir extensões que funcionem dentro das ondas.

    Para obter mais informações sobre o Google Wave, visite wave.google.com.

    O que é a API

    do Google Wave?

    A API do Google Wave permite aos desenvolvedores usar e aprimorar o Google Wave por meio de dois tipos principais de desenvolvimento:

    Extensões: constroem extensões de robôs para automatizar tarefas comuns ou constroem extensões de gadget para oferecer aos utilizadores um novo modo de interacção.

    Incorporação: torna o seu site mais colaborativo colocando-o numa onda.

    Actualmente, o Google Wave está disponível em uma pré-visualização de desenvolvedor, enquanto as APIs e o produto continuam a ser desenvolvidos. As contas no sandbox do desenvolvedor serão atribuídas para as pessoas que pretendem criar com as APIs do Google Wave antes da liberação para o público.

    Para obter mais informações sobre os recursos e usos de cada opção de desenvolvimento, consulte o Guia do desenvolvedor do Google Wave.

    Esmiuçando

    o que é o Google Wave

    foto

    O Google Wave possui uma interface rica e intuitiva, onde começando da esquerda para a direita, temos a caixa de navegação com a Caixa de Entrada (Inbox), a opção Active apresenta as ondas que estão activas, a opção All apresenta todas as ondas disponíveis, e assim por diante. Na caixa Contacts, temos a nossa lista de contactos. A coluna do meio (Inbox) apresenta a nossa caixa de entrada, ou a visão que estamos enxergando no momento, similar ao Gmail, que demonstra as mensagens de acordo com o filtro (se houver) estabelecido.

    Na terceira coluna, vemos uma onda aberta similar a uma secção de chat.

    Para resumir, o Google Wave é uma plataforma de comunicação em real-time, que combina diversos aspectos da Web 2.0 que utilizamos actualmente como mensagens instantâneas, blogs, wikis, redes sociais, sem falar de email, tudo isso no browser.

    Pode ser utilizado com diversas finalidades, para gerenciamento de projectos (ferramenta de colaboração), para compartilhar arquivos ou simplesmente iniciar uma conversa, ops, onda. As pessoas podem comunicar e trabalhar em conjunto em formatação de texto rich-text, fotos, vídeos, mapas, e muito mais.

    Entre as diversas funcionalidades inovadoras, segue o resumo de algumas disponíveis:

    Colaboração em Tempo Real: Tecnologia concorrente que permite que as pessoas em uma onda editem conteúdo de média ao mesmo tempo. (É possível ver o que a pessoa está escrevendo em tempo real.)

    Ferramentas de Linguagem Nativa: Google Wave automaticamente corrige palavras escritas erradamente e mesmo erros de concordância.

    Embutível: É possível embutir ondas em qualquer blog ou site.

    Aplicações e Extensões: Assim como o Facebook ou o iGoogle é possível criar aplicações para o wave, desde de robôs até complexas aplicações, gadgets. (Tanto em Java como em Python).

    Suporte a Drag and Drop: É possível fazer drag and drop de documentos, fotos para a onda, não mais anexos.

    Playback: Uma funcionalidade interessante, uma vez que a onde fica muito grande, se alguém entrar no meio da onda, pode ficar sem entender o histórico, para isso foi disponibilizado um botão (Playback), em que é possível ver o que foi dito em qualquer parte da onda. E o melhor, o projecto é open source.

    Terminologia

    Para entrar na onda, é preciso entender o linguajar do Google Wave, que ajuda a definir e contextualizar essa nova plataforma de comunicação. Entender estes termos irá ajudar a compreender mais este novo projecto.

    Wave: A onda refere-se a uma thread especifica de uma conversação. Pode ser incluída apenas uma pessoa, um grupo de utilizadores ou mesmo robôs. Que seria todo o histórico de conversação de um email.

    Wavelet: Um wavelet é também uma thread de conversação, mas somente um subconjunto de uma grande conversação (ou uma onda).

    Blip: Ainda menor que uma Wavelet, um Blip é uma única, mensagem individual. Blips podem conter outros blips anexados a ele. Para saber mais sobre Blips, acesse http://www.blippr.com/apps/337306-BLIP.

    Documento: Refere-se ao conteúdo dentro de um blip. Podem ser simples caracteres ou arquivos associados ao blip.

    Extensões: Um extensão é uma mini-aplicação que opera dentro de uma onda. Existem dois tipos de extensão, os Gadgets e os Robots.

    Gadgets: Um gadget é uma aplicação onde os utilizadores podem utilizar em conjunto, a maioria é construída sobre a plataforma OpenSocial (da Google), podemos fazer uma comparação com os gadgets do iGoogle ou as aplicações do Facebook.

    Por: AVE

     

    Outras Notícias

    · A memória do rato

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.