Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-07-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-11-2009

    SECÇÃO: Destaque


    NOTÍCIAS DO CENTRO SOCIAL DE ERMESINDE

    Animação e (bons) petiscos com fartura no S. Martinho Gastronómico do Centro Social

    Fotos MANUEL VALDREZ
    Fotos MANUEL VALDREZ
    Já ganhou contornos de tradição no seio da nossa comunidade a actividade que o Centro Social de Ermesinde (CSE) leva a cabo de há uns anos a esta parte por estas alturas. Referimo-nos às celebrações do S. Martinho, e mais em concreto ao S. Martinho Gastronómico que a Instituição Particular de Solidariedade Social organizou a 13 e 14 de Novembros passados.

    A logística do “certame” deste ano sofreu algumas alterações em relação a anos anteriores, muito por culpa do mau tempo que assolou a região por estes dias. Assim sendo, o espaço do Largo da antiga Feira de Ermesinde onde habitualmente decorria toda a acção das festividades foi “transferido” para o salão Nobre do CSE, não fosse o S. Pedro pregar uma partida de mau gosto. Nada que impedisse – muito longe disso – os visitantes do certame de se deliciarem com uma vasta variedade de petiscos colocados à sua disposição e de se divertirem com um alargado leque de animações.

    Iniciando a nossa “viagem” pela melhor parte do evento – dizemos nós, claro -, ou seja, pela vertente gastronómica, os olhos e sobretudo a barriga puderam regalar-se com diversos petiscos de “comer e chorar por mais”, entre outros, pataniscas, entrecosto, papas de sarrabulho, chouriço assado, ou porco no espeto. Tudo regado com o não menos saboroso vinho novo acompanhado das “obrigatórias” castanhas assadas.

    foto
    No espaço exterior ao salão nobre foi erguida uma tenda onde estavam ao dispor do “cliente” uma extensa lista de produtos caseiros e tradicionais, tais como enchidos, compotas, bola de carne, doces variados, entre outras delícias mais. Esta mesma tenda foi aproveitada por algumas das diversas valências do CSE – nomeadamente pelo ATL, Creche, Jardim de Infância e Lar de S. Lourenço – para expor – e vender – peças de artesanato por si confeccionadas.

    Uma última palavra para elogiar a organização da festa, em particular os funcionários da instituição, os grandes dinamizadores do evento, os quais não se pouparam a esforços – um ano mais – para que tudo corresse pelo melhor.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.