Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-09-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-11-2009

    SECÇÃO: Destaque


    MOSTRA INTERNACIONAL DE TEATRO 2009

    Ambição e... dúvidas

    Foto URSULA ZANGGER
    Foto URSULA ZANGGER
    Maria Dias é a “presidente da Direcção da Royal Teatro Livre”. E a responsável pela interpretação, tradução e adaptação de “Elizabeth”, um monólogo criado a partir do texto da peça de teatro “Chambres”, de Philippe Minyana.

    Por sua vez, Elizabeth, a personagem que a actriz interpreta, «é uma rapariga comum, com uma vida comum, pobre em acontecimentos e realizações, quase cativa de rotinas entediantes e vazias, mas que é desafiada pelo grande sonho de ser Miss, segundo a define a própria Maria Dias em comunicado de imprensa distribuído paralelamente à própria organização do MIT».

    “Elizabeth” é, no conjunto do MIT, uma peça menor, onde talvez falte o golpe de asa do encantamento, da surpresa, do arrojo, seja lá o que for...

    Ela, a personagem, não sabe bem para onde se virar, há Fábio, o namorado, por quem se apaixonou na piscina, por razões um pouco dúbias – pensa ela agora, e há Marcello, o rapaz italiano da pizzaria, por quem sente uma atracção quase indisfarçável.

    Na peça, ela, a personagem, prossegue sonhos de glória, e procura a pose que entende mais adequada para o poder alcançar.

    Na peça, ela, a actriz...

    FICHA TÉCNICA

    “ELIZABETH”

    Texto: Philippe Minyana.

    Interpretação, Tradução e Adaptação:

    Maria Dias.

    Encenação: Luísa Ortigoso e Manuel Mendes.

    Duração: 30 minutos.

    Por: LC

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.