Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-07-2009

    SECÇÃO: Destaque


    A CAMPANHA ELEITORAL NO CONCELHO

    Socialista Joaquim Silveira arrancou em Sobrado

    Fotos URSULA ZANGGER
    Fotos URSULA ZANGGER
    A candidatura do Partido Socialista à Junta de Freguesia de Sobrado apresentou o seu cabeça-de-lista numa iniciativa pública que teve lugar no passado dia 19 de Julho, no Centro Cultural da vila.

    A abrilhantar a apresentação do candidato local exibiram-se dois ranchos folclóricos, o Etnográfico de Sobrado e o de Santo André de Sobrado.

    A iniciativa contou com a presença do cabeça-de-lista à Câmara Municpal de Valongo, Afonso Lobão. Presentes estiveram também os presumíveis (não confirmados) candidatos à vereação José Luís Catarino e José Miranda, vários candidatos a presidente de Junta e o deputado José Manuel Ribeiro.

    O presidente da Concelhia socialista, Orlando Rodrigues, foi o primeiro a usar da palavra para saudar os candidatos presentes e, agora em relação a Sobrado, reconhecendo «o trabalho dos que estiveram até agora», afirmar ser preciso «fazer melhor e diferente. Apresentou depois Joaquim Silveira como uma pessoa jovem ligada ao movimento associativo local, mais em particular ao futebol, e recordou que o PS tinha ganho em Sobrado as últimas eleições para a Assembleia Municipal [lista então encabeçada por Casimiro de Sousa].

    Fez depois o elogio de Afonso Lobão, candidato que não usou meios demagógicos como o recurso ao notário, sendo assim um candidato da transparência.

    Finalmente criticou aqueles que não respeitaram as decisões do partido e, por isso, não podem dizer que são socialistas.

    O cabeça-de-lista à Câmara Municipal, Afonso Lobão falou de seguida, começando por manifestar solidariedade a António Oliveira, «o autarca mais votado do concelho», reafirmando uma campanha pela positiva ao contrário dos adversários. Saudou depois a lista jovem de Joaquim Silveira e considerou que o poder do PSD se esgotou em Sobrado. Enviou todavia uma saudação a António Monteiro (e família), que «fez o que pôde». Quanto à Câmara, considerou Fernando Melo gasto e afirmando «vou ser presidente!», apresentou vários compromissos para com o eleitorado, começando por anunciar o lançamento de uma candidatura para que as Bugiadas de Sobrado possam ser reconhecidas como património cultural. Defendeu a recuperação da Casa do Bugio e a celebração de um protocolo para com a associação, que não queria tutelar.

    Anunciou depois o apoio às colectividades locais, nomeadamente com a colocação de um relvado sintético em Sobrado.

    E prosseguiu comentando que não precisava de ir ao notário para assumir os seus compromissos [para com os eleitores].

    Anunciou depois o apoio à realização de provas de ciclismo, que honrassem os campeões locais, Joaquim Leão e Nuno Ribeiro.

    foto
    Faria esforços para que a STCP chegasse a Sobrado, defendeu novas vias rodoviárias alternativas à passagem pelo centro da vila, o apoio às PME e à zona industrial. E no domínio do ambiente a intervenção no rio Ferreira.

    Finalmente, apelou ao voto contra Fernando Melo, o que só se podia fazer, não com o apoio às candidaturas independentes, mas da única forma possível, com o voto na credibilidade do PS.

    Joaquim Silveira foi o último a usar da palavra, agradecendo a presença de Afonso Lobão e dos candidatos às presidência de Junta de Ermesinde, Valongo e Campo [Tavares Queijo, António Oliveira e Alfredo Sousa estavam presentes].

    Destacou a equipa jovem que ia liderar e expôs a sua intenção de «continuar o que está bem e mudar o que está menos bem».

    Defendeu depois a manutenção do emprego em Sobrado, salientou a boa localização estratégica da vila (próxima do aeroporto e do porto de Leixões) – uma vantagem para a zona industrial –, e defendeu o associativismo em Sobrado, destacando em particular o caso do Clube Desportivo de Sobrado, relativamente ao qual prometeu que iria conseguir um campo de futebol digno.

    Por fim, defendeu ainda a criação de passeios e ciclovias na Rua S. João de Sobrado.

    «Temos que mudar para o PS!», rematou.

    Por: LC

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.