Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-05-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-07-2009

    SECÇÃO: Destaque


    A CAMPANHA ELEITORAL NO CONCELHO

    Eliseu Pinto Lopes (Bloco de Esquerda) apresentou propostas de combate à crise

    O candidato do Bloco de Esquerda (BE) à presidência da Câmara de Valongo, Eliseu Pinto Lopes, visitou no passado dia 8 de Julho, o Centro de Emprego de Valongo, tendo, dois dias depois visitado igualmente o Tribunal de Valongo. Após a visita ao Centro de Emprego, Eliseu Pinto Lopes, reflectindo a situação encontrada, divulgou um conjunto de propostas dirigidas à luta pelo emprego e contra a exclusão social. O cabeça-de-lista do BE comentou também algumas iniciativas públicas das candidaturas de Fernando Melo e Maria José Azevedo.

    Foto MANUEL VALDREZ
    Foto MANUEL VALDREZ
    Após a recente visita ao Centro de Emprego de Valongo, Eliseu Pinto Lopes, candidato bloquista à Câmara de Valongo, inteirado do diagnóstico do desemprego no concelho e tendo em conta os dados mais recentes, apresentou publicamente dados sobre a situação. O candidato considerou que «o desemprego no concelho atingiu um nível preocupante resultado do sucessivo encerramento de várias empresas no concelho como aconteceu com a Lear. Os dados confirmam a gravidade da situação, estando inscritos, no final do mês de Maio de 2009, 6 930 pessoas, ou seja, mais 1 514 desempregados que no mesmo mês do ano anterior». destes incritos, cerca de metade em Ermesinde, tendo por isso Eliseu Pinto Lopes apresentado agora a proposta de um balcão de atendimento do Centro de Emprego precisamente em Ermesinde. «A concretização desta medida permitiria, por um lado, descongestionar o Centro de Emprego de Valongo e, por outro, servir melhor os utentes de Ermesinde que poupariam dezenas ou até centenas de euros em deslocações», defende o cabeça-de-lista do Bloco de Esquerda.

    Segundo este, «infelizmente, os elementos avançados vieram a confirmar os dados do BE que apontam para um acréscimo superior a 25% de desempregados no concelho em apenas um ano. Estes números demonstram que as prioridades assumidas pelo Bloco no combate à crise social são o caminho certo». Neste contexto, defendeu o candidato, «foi fundamental» a recente aprovação da Recomendação por um Programa de Urgência Social contra a crise, proposta pelo Bloco de Esquerda, na Assembleia Municipal de Valongo e que foi aprovada com os votos favoráveis do partido proponente, PS e CDU, a abstenção do PSD e da presidente da mesa da Assembleia, e um voto contra de um deputado do PSD.

    Eliseu Pinto Lopes entende ainda que o município de Valongo revela «graves carências em muitos dos serviços públicos que servem a população em áreas essenciais como a saúde, a justiça, a educação, a segurança, entre outras, com «diversas insuficiências ao nível dos recursos logísticos e humanos nestes serviços».

    Recorde-se que o cabeça-de-lista do BE «tem sido uma das vozes activas na denúncia das más condições do Tribunal de Valongo que continua na mesma situação há 14 anos».

    Comentando também alguns aspectos da campanha eleitoral, Eliseu Pinto Lopes, dirigindo-se aos seus adversários políticos, “apelou” a que estes se concentrem «mais no debate de ideias e programas para servir o concelho e à elevação do nível da campanha para as autárquicas».

    O cabeça-de-lista do Bloco de Esquerda declarou-se «preocupado», a pouco mais de dois meses das eleições, pela «campanha espectáculo para a comunicação social em vez do debate profundo e sereno das propostas para combater o atraso do concelho».

    Criticando os seus adversários, Eliseu Pinto Lopes apontou que «a prioridade deve ser a discussão das dificuldades da população e não o show off político vazio de conteúdo e utilidade. Não é por chorar em público ou registar as promessas no cartório à frente das câmaras de televisão que um candidato passa a ser mais sério ou credível que os restantes». Fazendo seu o slogan “Alternativa de Confiança”, o primeiro candidato à Câmara pela lista do Bloco de Esquerda confirmou ainda que «é, por isso, necessária alguma contenção a todos os níveis, sob pena de se defraudarem as expectativas dos eleitores e desacreditar ainda mais a política», referiu.

    Por: AVE

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].