Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 20-07-2022
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-01-2008

    SECÇÃO: Arte Nona


    Entretanto...

    Honey Talks: Banda Desenhada inspirada em placas de colmeia pintadas

    Tendo a exposição já viajado por quase toda a Europa, “Honey Talks” é um projecto editorial de Banda Desenhada, materializado numa bela caixa de livros editada em 2006 pelo colectivo esloveno Strip Core. Este colectivo edita igualmente a revista “Stripburger” e várias antologias temáticas, como a Stripburek. Estas publicações recolhem e promovem a produção de Banda Desenhada dos países da Europa de Leste. No Salão Lisboa 2003 esteve patente uma exposição de autores de Leste, produzida por este colectivo.

    Como o título indica, as bd’s são inspiradas nas pinturas realizadas em painéis de madeira que decoravam as colmeias. Estas pinturas fizeram parte de uma tradição eslovena de arte popular, entre os finais do século XVIII e meados do século XX. Os apicultores pintavam os painéis que protegiam as colmeias com motivos de vária ordem, aparentemente, diziam, para as abelhas reconhecerem a sua respectiva colmeia. A apicultura era um negócio rentável e quem tivesse as pinturas mais brilhantes representava, no mundo rural, uma maior prosperidade. Os temas eram religiosos, seculares, caricatura de costumes, animais bizarros ou cenas históricas, pintadas de uma forma “bruta” ou naïf, pelos proprietários das colmeias. Esta tradição de dois séculos persiste no imaginário colectivo e, actualmente, os painéis de colmeias pintados ainda existem na Eslovénia, sob a forma de artesanato, reproduzindo-se réplicas pintadas à mão a partir dos originais expostos no Museu Etnográfico do país.

    Pakito Bolino, mentor do colectivo francês Le Dernier Cri e coleccionador de excentricidades culturais, numa visita a um mercado em Liubliana, ao descobrir estas réplicas sugeriu que se podiam fazer bandas desenhadas baseadas nestes elementos pictóricos e nas histórias contadas. Dito e feito: o colectivo Stripcore concretizou este curioso projecto, repetindo uma fórmula do passado, através da edição de uma caixa que inclui uma série de livros de bd de vários autores de diferentes nacionalidades – tal como aconteceu com os dois volumes do Mini-Burger.

    Os dez autores seleccionados, cujos originais podem ser vistos até 29 de Fevereiro na sala de exposições da Bedeteca de Lisboa, são a alemã Anke Feuchtenberger, o francês Matthias Lehmann, os eslovenos Jakob Klemencic, Koco e Matej Lavrencic, a israelita Rutu Modan, o holandês Marcel Ruijters, húngaro Milorad Krstic, o croata Daniel Zezelj e o sérvio Vladan Nikolic. Os autores basearam-se nas imagens cedidas pelos Museu Etnográfico Esloveno e Museu da Apicultura de Radovljica para realizarem as suas reinterpretações pós-modernas.David Kracan, para uma apresenta.

    Fonte: http://www.bedeteca.com

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.