Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-11-2007

    SECÇÃO: Destaque


    MOSTRA INTERNACIONAL DE TEATRO

    O último dos últimos

    Foto URSULLA ZANGGER
    Foto URSULLA ZANGGER
    Farsa cheia de encanto, “O Contrabaixo” é um monólogo interessantíssimo do que revela dos meandros da mente de um músico de segunda classe.

    Duas coisas há no texto de Patrick Suskind que são dignas de nota: Primeiro, a erudição em matéria musical, ou pelo menos a sua aparência. Segundo, o conhecimento igualmente notável da psicologia de uma personagem medíocre, interpretada nesta produção das Visões Úteis, de forma soberba.

    Há momentos de humor muito refinado, surpresas que apanham o espectador desprevenido, como por exemplo quando o “talentoso” músico abre a caixa do contrabaixo onde se guardam, fresquinhas (?), dezenas de garrafas de cerveja, a verdadeira paixão, avassaladora e incontornável, do protagonista, claro está, além da que nutre por Sara, a soprano da Orquestra, que parece estar agora em ascensão e pela qual ele sente um não revelado amor que tenciona um dia, quem sabe, proclamar, num gesto heróico, interrompendo de rompante a orquestra e trazendo-lhe a fama e a glória que sempre parecem escapar-lhe em favor de outros.

    Particularmente exuberante a expressividade do intérprete, o MIT fechou neste dia uma jornada de monólogos felizes em torno de personagens mais... ou menos neuróticas.

    Ficha Técnica

    Texto: Patrick Suskind

    Dramaturgia e Direcção: Ana Vitorino, Carlos Costa, Catarina Martins e Pedro Carreira

    Direcção Musical: João Martins

    Interpretação: Pedro Carreira

    Por: LC

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.