Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-09-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-10-2006

    SECÇÃO: Local


    CORREIO DIGITAL

    Insegurança

    Sou mãe de três crianças cuja insegurança é um dos problemas que muito me aflige, sobretudo nos dias de hoje, onde é tão fácil provar o “fruto proibido”.

    Ermesinde, de algum tempo a esta parte tem-se tornado uma cidade insegura; mesmo aquelas que eram consideradas as zonas nobres da cidade se vivem os seus momentos de insegurança. Existem muitos exemplos de crimes, tráfico de drogas, assaltos a veículos, etc.. É necessário e urgente agir no sentido de travar estas situações. A PSP de Ermesinde, mesmo com os escassos meios com que sobrevive, tem estado sempre pronta a actuar nas horas em que é solicitada e à qual envio desde já “um muito obrigado”.

    Mas peço que se debruce sobre uma zona em que, caso não seja travada a afluência que aqui tem vindo a ocorrer, poderá num futuro muito próximo tomar proporções alarmantes, falo-vos das traseiras da Rua Augusto César Mendonça – Ermesinde, onde existe o que deveria ser um parque polidesportivo mas que devido à precária iluminação e quase esquecimento de limpeza e arranjo, se tem tornado nestes últimos tempos local privilegiado para consumo de drogas.

    Tendo eu crianças que, durante o dia, frequentam este espaço, assim como os outros moradores desta zona habitacional, sugiro que o Executivo da Junta de Freguesia de Ermesinde se debruce sobre esta questão e a debata com o presidente da Câmara Municipal de Valongo, Dr. Fernando Melo, para que, de forma rápida possam encontrar uma solução para este flagelo dos nossos dias.

    Gostaria de poder dizer com segurança que esta cidade de Ermesinde é uma cidade “LIMPA”

    Por: Licínia Martins

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.