Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-06-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-05-2020

    SECÇÃO: Saúde


    Mas afinal, existem mais pessoas ou microrganismos?

    foto
    Não sabemos como a situação atual vai acabar e a incerteza é o que nos consome. Mas e se começarmos por pensar no que já sabemos?

    foto
    A verdade é que convivemos desde os primórdios da humanidade com milhões de microrganismos, diariamente. Há uma grande variedade de micróbios no corpo humano e no ambiente que nos rodeia, tais como bactérias, vírus e fungos. No nosso corpo, estes micróbios estão presentes em órgãos como a pele, o nariz, a boca e o intestino, permanecendo em diferentes habitats e desempenhando diversas e importantes funções.

    Sabemos também que, enquanto seres humanos, alcançamos este nível de evolução combatendo diferentes tipos de vírus e bactérias prejudiciais ao nosso equilíbrio. Ao longo da história da humanidade já ultrapassamos várias epidemias provocadas por vírus, semelhantes à que estamos a viver atualmente, e com resultados comparáveis aos estragos verificados por guerras e terramotos. São exemplos a varíola, o ébola, as gripes espanhola, aviária e suína, entre tantas outras.

    Mas e o que são exatamente os vírus? Na sua generalidade, são parasitas de dimensões diminutas, que dependem completamente de células (bactérias, animais ou plantas) para se reproduzirem. Existem à escala global, mas a sua disseminação é limitada pelo desenvolvimento de imunização (“proteção”) por infeções anteriores ou vacinas, resistência inata, medidas de controlo sanitário e de saúde pública, e fármacos antivirais.

    Sabendo do que se trata, torna-se importante compreender como podemos prevenir o contágio. Em primeiro lugar, temos de ter em consideração a forma como ocorre esse contágio. A gripe, por exemplo, é provocada pelo vírus influenza, sendo uma doença muito frequente no adulto. Tal como no caso da COVID-19, também esta se transmite através de gotículas libertadas pelo nariz ou boca de indivíduos infetados (quando tossem ou espirram), e que podem atingir diretamente a boca, nariz e olhos de outros indivíduos, ou depositar-se nos objetos/superfícies que rodeiam a pessoa infetada. Assim, esta doença partilha muitas medidas de prevenção com a COVID-19, como lavar e desinfetar as mãos, medidas de etiqueta respiratória, higienização das superfícies e distanciamento social. De salientar que todas estas medidas, embora reforçadas nesta fase, não são novas, e deveriam ser aplicadas no dia-a-dia de todos os indivíduos para prevenir infeções respiratórias.

    foto

    (...)

    leia este artigo na íntegra na edição impressa.

    Catarina Rebelo*

    *Médica Interna de Medicina Geral e Familiar, Matosinhos

    Telma Lopes*

    *Médica Especialista de Medicina Geral e Familiar, Matosinhos

    Nota: Desde há algum tempo que o jornal "A Voz de Ermesinde" permite aos seus leitores a opção pela edição digital do jornal. Trata-se de uma opção bastante mais acessível, 6,00 euros por ano, o que dá direito a receber, pontualmente, via e-mail a edição completa (igual à edição impressa, página a página, e diferente do jornal online) em formato PDF. Se esta for a sua escolha, efetue o pagamento (de acordo com as mesmas orientações existentes na assinatura do jornal impresso) e envie para o nosso endereço eletrónico (avozdeermesinde@gmail.com) o nome, o NIF e o seu endereço eletrónico para lhe serem enviadas ao longo do ano, por e-mail, as 12 edições do jornal em PDF.

    Mas se preferir a edição em papel receba comodamente o Jornal em sua casa pelo período de 1 ano (12 números) pela quantia de 12,00 euros.

    Em ambos os casos o NIB para a transferência é o seguinte: 0036 0090 99100069476 62

    Posteriormente deverá enviar para o nosso endereço eletrónico (avozdeermesinde@gmail.com) o comprovativo de pagamento, o seu nome, a sua morada e o NIF.

     

    Outras Notícias

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.