Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-04-2009

    SECÇÃO: Gestão


    foto

    Parabéns Associação Académica e Cultural de Ermesinde!

    Na sequência do último artigo publicado neste jornal “A Voz de Ermesinde”, nada faria adivinhar que tinha nascido a Associação que então se reclamava, pois para mim, não existia… e passou a existir.

    Tentando transmitir as minhas convicções neste pequeno espaço que tenho o privilégio de preencher com algumas reflexões, não podia ter ficado insensível à notícia do 10º Aniversário da Associação Académica e Cultural de Ermesinde, que comemorou com a apresentação de um programa de Eventos – Semana Cultural.

    Ao tomar conhecimento destas iniciativas fiquei naturalmente interessado e congratulo-me com a sua existência e com as actividades que desenvolve. Assim, a convite de um caríssimo amigo, vim assistir às várias apresentações que se sucederam ao longo da semana e tiveram lugar no auditório da Junta de Freguesia de Ermesinde, sob o patrocínio do seu presidente.

    Na cerimónia protocolar de abertura ficamos a perceber um pouco da história da Associação e do seu percurso ao longo destes curtos 10 anos, das motivações, dos principais promotores e fundadores: Dr. Faria Sampaio e Prof. Joaquim Teixeira.

    Como filho da Terra, que sou, foi com grata satisfação que reconheci tais personalidades, nomeadamente o Dr. Faria Sampaio, que recordo como pessoa estimável e respeitável, desde os meus tempos de infância. Na sessão de abertura fui reencontrando outras pessoas que o tempo tinha apagado da minha memória, mas sobretudo apreciei o trabalho desenvolvido nas “valências” ao longo deste tempo de vida que começou inicialmente com a vontade de criar um grupo coral e presentemente se constitui como um Orfeão, com provas dadas em muitos lugares e em muitos momentos.

    Também o Orfeão Juvenil começa a dar passos no sentido da sua afirmação. Em termos musicais pude entretanto comprovar o trabalho e a apresentação magnífica da Escola de Cavaquinhos e também a exibição brilhante do Grupo de Música Tradicional Portuguesa. O Auditório da Junta da Freguesia cada dia se tornava mais pequeno para receber uma assistência calorosa e participativa, que vibrou com os artistas da Associação numa noite de Fados, espectáculo emocionante e de algumas revelações.

    Nesta senda de abertura ao exterior, isto é, da sua apresentação à Cidade que acolhe a nossa Associação, foi também com agrado que assisti ao desempenho dos alunos das aulas de viola e teclados, que dão nota do processo de crescimento e fortalecimento da própria Associação como força viva da cidade.

    Fico, neste momento, na expectativa do espectáculo que nos vai proporcionar o Grupo de Teatro da Associação que, em breve, terá lugar no Fórum Cultural da Cidade de Ermesinde com a comédia “A Birra do Morto”, cumprindo assim o calendário da semana cultural com que a Associação presenteou todos os cidadãos de Ermesinde e do concelho de Valongo.

    Em altura de presentes, é justo lembrar o reconhecimento da Associação como instituição de Utilidade Pública que recentemente recebeu, fruto do seu trabalho associativo. Também a novidade de um novo espaço para a sede da Associação foi uma prenda importante, que na pessoa do presidente da Câmara de Valongo, foi anunciada: um terreno para a construção do edifício da Associação que abrigará todas as actividades culturais que tem por missão.

    Espero estar à altura de poder participar com o meu contributo na construção deste projecto de cidadania.

    Por: José Quintanilha

     

    Outras Notícias

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.