Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 20-07-2022
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-12-2008

    SECÇÃO: Educação


    foto
    O DESAFIO DA EDUCAÇÃO

    Perturbações Específicas da Linguagem (PEL) (2)

    O grande desafio que se coloca aos pais é a procura de respostas adequadas aos problemas que lhes são colocados pelos seus filhos. Este espaço pretende informar e responder a questões generalizadas na área do desenvolvimento da linguagem e da aprendizagem e suas implicações no percurso escolar.

    Para um maior esclarecimento: geral@elisabetepinto.com ou www.elisabetepinto.com

    Temos vindo a abordar o desenvolvimento normal e patológico da linguagem, com referência aos processos de aquisição de linguagem, através de breves caracterizações de distintas perturbações do desenvolvimento da linguagem.

    Voltamos a lembrar que existem determinados indicadores que, detectados no decorrer do processo de aquisição da linguagem da criança, nos informam da possibilidade de podermos estar perante uma dificuldade para a produção e/ou compreensão da linguagem. Estes indicadores passam pelo inexistente ou mais lento desenvolvimento de competências para imitar sons da natureza ou outros, imitar sonoridades da língua de fácil articulação, revelar interesse pela manipulação de objectos, etc..

    «É certo que o desenvolvimento da criança pode ocorrer com base em diferentes ritmos de evolução. Nem todas as crianças começam a falar com a mesma idade, nem coincidem no momento de finalizar o processo. Porém, dentro desta variedade, existem uns limites que configuram uma «normalidade» (Lima, 2000).

    O Atraso de Linguagem é uma das perturbações do desenvolvimento da linguagem a que a criança está sujeita, após ser diagnosticada como «falante tardia». Rice (1994) define que o Atraso de Linguagem não tem nenhum problema específico em alguma das suas dimensões (fonologia, morfologia, sintaxe, semântica e pragmática), apenas se desenvolve a um ritmo mais lento, relativamente ao normal para a idade cronológica das crianças. Assim sendo, não existe diferença entre a estruturação do discurso ao nível da gramática entre a criança com atraso de linguagem e a que é mais nova. Trata-se, normalmente, de uma perturbação transitória ou pouco duradoura que responde eficazmente à intervenção. A expressão encontra-se afectada, ao contrário da compreensão que se mantém intacta ou pouco afectada e poderá apresentar como perturbações associadas o Atraso Global do Desenvolvimento ou Défice Cognitivo.

    O Atraso de Linguagem pode ser subdividido em três níveis de gravidade: simples, moderado ou grave e, de uma forma muito resumida, pode caracteriza-se pela utilização de frases muito curtas, podendo mesmo substituir a frase por uma única palavra ou utilizar uma linguagem telegráfica; dificuldade em aplicar adjectivos e expressões temporais e espaciais; inadequação dos tempos verbais (predominando o modo infinitivo) e ausência de verbos auxiliares; existência de erros de relação entre género e número, e de contracção entre artigo e nome; dificuldade na articulação correcta de fonemas constituintes das palavras e na sequência correcta das sílabas (nas palavras), entre outras. Estas dificuldades aqui apresentadas contribuem para os baixos resultados em actividades de carácter metalinguístico, ou seja, a criança apresenta competências para reflectir sobre a língua, abaixo do nível esperado para a sua faixa etária.

    Na opinião de Lima (2000) a criança com Atraso de Linguagem, ao chegar à idade escolar, encontra obstáculos que a impede de analisar, com precisão, importantes estruturas no processo de aquisição da leitura e escrita. Acrescenta ainda que, na maior parte dos casos, a distância entre a idade cronológica e o desenvolvimento normativo é esbatida, progressivamente com o tempo. Contudo, em situações mais graves, a intervenção (de especialistas em reabilitação da linguagem), deverá ser persistente e sistematizada, de forma a ajudar a criança a colmatar as suas dificuldades mais rapidamente, com o objectivo de evitar e prevenir o insucesso escolar.rianças nascem dotadas de capacidades para produzirem linguagem.

    Por: Elisabete Pinto

     

    Outras Notícias

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.