Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-05-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-11-2007

    SECÇÃO: Cultura


    Romãzeira (Punica granatum)

    Fotos LUÍS LAGE
    Fotos LUÍS LAGE
    A romã, fruto de Hera e de Afrodite, é sem dúvida o fruto por excelência para simbolizar a fecundidade, a multiplicação dos seres, o desejo.

    Planta da antiga Pérsia, foi cultivada, usada e admirada por todo o mundo antigo e medieval, não só como alimento, mas também como planta medicinal e, sobretudo, pelo valor simbólico que lhe foi atribuído ao longo do tempo.

    Para os Judeus, a romã é símbolo religioso com profundo significado. Nos rituais da passagem do Ano Novo Judaico é costume “colocar sementes da romã debaixo do travesseiro”, afim de atrair sorte, saúde e dinheiro para o ano que se inicia.

    No dia de Reis a romã é lembrada como símbolo de vida, não esquecer que as romãs têm uma pequena coroa…

    No ano novo das árvores, quando se inicia um novo ciclo da natureza vegetal, “utilizam-se os sete frutos referidos na Torá, trigo, cevada, uvas, figos, romã, azeitonas e tâmaras, em louvor à fartura na terra”.

    Na idade Média é referida em contos e fábulas de vários países.

    Na arte cristã ela aparece associada ao símbolo da “esperança, prosperidade e riqueza”.

    A beleza das romãs é cantada por poetas, citada por eruditos e pelo povo, que tantas vezes a associam à mulher amada, ao encantamento e sobretudo ao desejo.

    foto

    Reguengos

    Já pesam as romãs semi-abertas

    nas romãzeiras molhadas

    caíram as chuvas da tarde

    aguardam-se os beijos fatais

    que só os anjos concedem

    bagos vermelhos

    em bocas apetecidas

    jardim de Inverno

    onde se perdem as vozes

    onde se abrem feridas

    onde secretamente

    mais árvores são plantadas

    (Y.K.C., in Mealibra, revista do Centro Cultural do Alto Minho, 2005)

    Por: Fernanda Lage

     

    Outras Notícias

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.