Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 28-02-2021
Jornal Online

Zona de Debate

04-05-2006 01:53
Autor: valmeida13
Re: Assembleias Municipais da Camara Municipal de Valongo Imprimir Responder
Em todos os tempos há aqueles que se conformam com o "status quo" e aqueles que procuram mudá-lo.
Hoje assim continua a acontecer.
Logo, o Sr. Atento pode continuar a gostar do trabalho do Dr. Fernando Melo e a detestar todos aqueles que não comungam do seu gosto.
Tem esse direito, mas já não tem o direito de se arrogar em representante doutros que o não elegeram como seu representante, como é o caso dos Ermesindenses.
É que ninguém, nem o Dr. Fernando Melo, o pode fazer. De facto, somente 23,93% dos eleitores de Ermesinde votaram, em Outubro de 2005, em Fernando Melo para Presidente - e isto Sr. Atento é um facto irrefutável que manda as suas certezas por água abaixo.
Perguntará o meu Amigo: então Fernando Melo é ou não o legítimo Presidente da Câmara de Valongo? Fez ou não fez obra?
Em ambos os casos a minha resposta é afirmativa.
Quanto à primeira só se pode dizer que foi o candidato mais votado, já quanto à segunda se pode questionar se, nas circunstâncias em que Fernando Melo se moveu, podia ou não fazer mais e melhor, sem comprometer o futuro, como comprometeu, e para o modificar - ele próprio já reconheceu não ter vontade, nem projecto, nem equipa, para tanto.
Podia ter feito muito melhor e muito mais, com menos custos, digo eu.
Senão vejamos: em 12 anos, Fernando Melo, dispôs de mais de 356 MILHÕES de euros e originou uma dívida de 63 MILHÕES de euros, hipotecando serviços e receitas, por 5, 20, 36 e até 50 anos, em favor de privados que não visam o interesse público, mas sim o seu interesse particular.
Pois é, Sr. Atento, alguma coisa fez Fernando Melo
nestes 12 anos de mandato, mais nos primeiros 6/7, menos - muito menos - nos últimos, como a seguir lhe vou demonstrar - e não por responsabilidade dos "malditos" socialistas, sejam autarcas de Valongo (concelho) sejam do Governo de Guterres ou Sócrates.
É que, só a título de exemplo, vou lembrar-lhe as obras emblemáticas(?) do mandato anterior: Pollis/Ermesinde; Biblioteca, Parque(?) Urbano em Valongo; Pavilhões em Campo e Sobrado. Todas elas foram comparticipadas pelo Poder Central - Governo - em 75% ou mais.
Meu caro Sr. Atento tem todo o direito de continuar a gostar de Fernando Melo, mas tem também a obrigação de respeitar a opinião de quem não tem os seus gostos e diferentes projectos e opiniões.
Fica claro: o Concelho - Ermesinde incluído - não pode esperar nada de Fernando Melo, porque ele próprio o afirma.
Por hoje, por aqui me fico acrescentando somente um desejo: Sr. Atento tenha um espírito crítico para tudo quanto interessa à terra onde vive - é que o meu Amigo e todos os seus vizinhos merecem o melhor e não cansaço, rotina e desencanto.
Cumprimentos democráticos.
VA


Não existem respostas a este tema.

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.