Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-10-2019
Jornal Online

Zona de Debate

03-05-2005 17:15
Autor: Ana Vieira
Prémio Nacional de Excelência Autárquica para a Câmara Municipal de Valongo Imprimir Responder
É com muito orgulho que como habitante do concelho de Valongo tomo conhecimento desta notícia.
É sempre muito gratificante saber que a Autarquia do nosso concelho tem iniciativas inovadoras como a Agência para a Vida Local, nada disto seria possível se o nosso Presidente não tivesse uma mente inovadora também. Por isso Muitos Parabéns Sr. Presidente

04-05-2005 16:07
Autor: Ventura de Almeida
Re: Prémio Nacional de Excelência Autárquica para a Câmara Municipal de Valongo Responder
Nenhum Valonguense fica indiferente à atribuição de prémios à Autarquia Municipal, a alguns basta-lhes aplaudir e cantar loas ao
Presidente da Câmara, outros há, porém, que acompanham a vivência da comunidade com um maior espírito crítico, maior intensidade e maior interesse da coisa pública. Para estes, e eu insiro-me nesse grupo, não é suficiente tomar conhecimento da atribuição dos prémios, e da intensa campanha de propaganda logo montada à sua volta, muitas vezes, com custos vultuosos que insultam as paupérrimas finanças do Município, é preciso tomar conhecimento do como, do quando e do porquê dessa atribuição e procurar no quotidiano do Concelho a justificação para o seu merecimento, foi o que eu fiz colocando ao Presidente da Câmara, na última sessão da Assembleia Municipal, seis questões que, como é habitual, não obtiveram qualquer resposta do Presidente da Câmara.
Como eu, muitos autarcas concelhios e de freguesia,como, também, muito(a)s munícipes, associações,colectividades e demais forças vivas do Concelho têm questionado Fernando Melo sobre os imensos problemas da comunidade sem qualquer êxito.
O Presidente da Câmara, está de costas voltadas para o Concelho, limitando-se à propaganda enganosa, às festas e comemorações mais ou menos opolentas, todas elas, porém, depauperando as finanças municipais, esbanjando os impostos que todos os munícipes pagam e hipotecando o futuro do Concelho com dívidas que ultrapassam os 52 (cinquenta e dois) milhões de euros.
É preciso aproveitar esta nova forma de comunicação que, em boa hora, A Voz de Ermesinde tem, como é seu apanágio, ao serviço de todos os seus leitores e, em particular, dos ermesindenses, para debater, espera-se continue com elevação, os problemas do Concelho que tanto interessam a todos que cá nasceram ou o adoptaram como sua terra de opção.
Numa próxima oportunidade serei mais específico quanto`às questões afloradas.
Cumprimentos

18-05-2005 19:20
Autor: valmeida13
Re: Prémio Nacional de Excelência Autárquica para a Câmara Municipal de Valongo Responder
Quando no passado dia 4 me referi ao assunto em discussão prometi voltar a ele de forma mais específica. É o que agora me disponho a concretizar. Antes de tudo, é preciso esclarecer que o prémio em apreço se limita a premiar um projecto e não a actividade global da Câmara Municipal. De facto, o prémio atribuído pelo Governo, liderado por Santana Lopes, e com um empurrão do deputado Marco António - de quem, infelizmente, o Concelho não conhece outro qualquer atributo em seu proveito - teve como base um projecto que tem a ver com a "Agência para a Vida Local" que, ainda, não mostrou o que vale.
Portanto, tanta "propaganda" promovida por Fernando Melo à custa dos nossos impostos,taxas e tarifas, não tem o mínimo suporte. Seria bom que Fernando Melo começasse a dar resposta aos problemas fundamentais do Concelho e de todos os seus munícipes e deixasse de fazer "propaganda barata e enganosa", começando a responder a todos quantos lhe pedem esclarecimentos, como aconteceu na última Assembleia Municipal que só o leader do PS lhe pôs seis questões que passo a transcrever:
1 - Quando V.Ex.ª em Dezembro de 2004, entrevistado pela Revista Cívica, editada pelo Governo Civil,afirmava "fazer obra sem dinheiro requer criatividade e imaginação" estava a referir-se ao financiamento que obtém a curto prazo - 400 dias - de empreiteiros e fornecedores, financiamento que, em menos de 4 meses, foi de 532 mil euros e, por outro lado, continuar a hipotecar, com concessões a privados, o futuro das finanças municipais?
2 - Tendo V.Ex.ª eleito o Ambiente como prioridade deste mandato, está satisfeito com o seu trabalho e da sua equipa ou só lhe bastam os "prémios" obtidos, esquecendo-se que, nos cerca de 12 anos do seu mandato, a sua liderança tem conduzido "latu sensu" Valongo para o maior descalabro nesta matéria?
3 - Está VEx.ª satisfeito com o ordenamento do território Concelhio; com o crescimento indiscriminado de"mamarrachos" por tudo quanto é sítio; com o abate das nossas florestas autóctones, substituídas por eucaliptais, entulheiras e montureiras; com o estado dos nossos rios e linhas de água cada vez mais poluídos e sem vida?
4 - Está, ainda, satisfeito com a descaracterização e destruição da Serra de Santa Justa, do seu ecosistema, dos seus caminhos históricos, do seu património de séculos?
5 - Está, por outro lado, satisfeito em ter varrido para "debaixo do tapete" as populações mais desfavorecidas, aglomerando-as em "bairros" que, apesar de construídos à meia dúzia de anos, se encontram já num estado de degradação e de abandono inqualificáveis?
6 - Está, por último, V.Ex.ª convencido da bondade das criticas feitas pelo Partido Socialista, agora confirmadas pelo IGAT, quanto à megalómana intenção de criar uma "Nova Valongo"?
Quererá o Dr. Fernando Melo começar a honrar as suas obrigações de Presidente da Câmara para com os munícipes a quem está obrigado a servir ou limitar-se-à a insultá-los?
É que ao não lhes responder, nem a solucionar os principais problemas da comunidade só aviva a memória da pronúncia um dia exclamada e sistematicamente repetida em surdina "os cães ladram mas a caravana passa".
Cumprimentos


 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.