Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-10-2019
Jornal Online

Zona de Debate

25-08-2009 19:53
Autor: Leovigildo
Re: Verdades e Mitos em Alfena Imprimir Responder
À atenção dos comentadores anteriores

Façam um favor a vós próprios: desiludam-se de vez, já que estão no bom caminho.

Na política autárquica, pela proximidade aos cidadãos, as desilusões são mais sofridas, porque a sensação de nos terem traído, a sensação de termos sido enganados na nossa boa-fé pelas pessoas em quem tínhamos confiado, é muito mais dolorosa.

Acontece, porém, que muitas vezes somos enganados porque nos deixamos enganar. Parece mesmo que queremos ser enganados. Não faltam as promessas e nós acreditamos sem reservas. Até porque “o tipo é simpático e fala bem”. Mas esquecemos que é muito fácil prometer. Tão fácil que até se pode prometer a Lua e este mundo e o outro. E, mesmo assim, continuamos a acreditar. Nunca consegui perceber o porquê deste comportamento humano.

Veja-se Alfena. Confiaram os eleitores nas promessas de uma equipa que, afinal de contas, e os factos aí estão para o confirmar, apenas queria defender os seus interesses de grupo. Por isso, todo o “teatro” já em 2005 e que agora continua, com pazes de um lado e zangas do outro e muitas tricas pelo meio. E com as negociatas por este ou aquele lugar, aqui na Junta ou ali na Câmara.

Em política, como todos sabem mas frequentemente esquecem, o que PARECE geralmente NÂO É. Correr com tipos destes é um dever de cidadania.

23-08-2009 11:19
Autor: Judas
Verdades e Mitos em Alfena Responder
Muito tenho lido neste forum e muito tenho ouvido falar nas ruas de Alfena e do Concelho de Valongo sobre o que se passa em Alfena.
De facto, compreendo as reacções daqueles (e são muitos) que se indignam com o que se vai escrevendo e falando sobre pessoas que foram até à bem pouco tempo autenticos arautos de novas politicas e novas formas de estar na politica.
Os Alfenenses acreditaram, e mais do que isso, apoiaram entusiasticamente com o seu voto uma causa personalizada nos "independentes" que nos governaram até agora.
Quem não se lembra da mensagem que nos foi transmitida? Quem não se lembra dos valores que lhe estavam subjacentes? Quem não se lembra das inumeras pessoas que faziam parte desse fabuloso projecto?
É pois, muito natural que uma boa parte dessas pessoas tenha grandes dificuldades em ver aquilo que muitos já começaram a ver... E não consiga aceitar a verdade. A negação é nestes casos o primeiro dos sentimentos. Os mitos não são fáceis de desfazer.
Mas os factos falam por si!
A partir de determinada altura, o vasto grupo de pessoas que apoiavam aquele projecto foi diminuindo, houve pessoas que foram sendo afastadas, empurradas para fora e outras até saneadas.
Serviram-se das pessoas e depois quando já não interessavam deitaram-nas fora.
Não sei se sabem, mas o grupo dos chamados independentes está neste momento confinado a 4 elementos, 3 politicos e 1 outsider.
Nos ultimos 8 meses, esses 4 elementos andaram em negociações profundas com 2 partidos. Ao arrepio de tudo que eram os principios deste projecto, com exigências que não fazem sentido entre "amigos" das mesmas causas.
De repente e logo após a vitoria de Janeiro em que muitos ajudaram, foram descartando pessoas, e à mesa do café, um dos elementos que compõe o "comité central" dos independentes afirmava alto e bom som: "Os Unidos valem 5.000 votos em Alfena e nenhum partido ganha as eleições sem nós!"
Estava dado o mote.
A partir daí nada mais foi igual. Num comportamento sem precedentes exigiram de imediato que o Dr Arnaldo fosse candidato à presidencia da Camara ou no minimo ir em numero 2 da lista do PSD. Nunca se havia falado disso antes e muito menos naqueles termos. Este projecto não tinha tido até aqui condições baseadas em lugares e não seria a partir daqui que as coisas haveriam de funcionar assim.
Quebraram promessas feitas a homens bons da nossa terra (pois haviam prometido mais do que uma vez que nestas eleições concorreriam pelo PSD à junta de Alfena).
Como não lhes foi dado o que queriam, e valiam 5.000 votos, começaram as negociações com o Partido Socialista. Nessas negociações os indepependentes foram sempre representados pelos mesmos 4 aqui já referidos, e arrastaram-se por várias semanas. Com este comportamento o PS quase que não esteve em condições de apresentar candidatura em Alfena.
No PSD por seu lado, e fruto das influencias que os mesmos 4 moviam, tentaram até ao limite que não fosse apresentada candidatura à Junta de Freguesia. Porém, num golpe de mágica o grupo dos 4 chega a acordo com a Distrital do PSD Porto, ou seja, com a mesma pessoa responsável pela situação que foi criada em 2005 e os levou a concorrer fora do PSD.
A mesma pessoa que juraram combater com todas as suas forças.
Não adianta tentar continuar a tapar o sol com a peneira. A verdade está a vir ao de cima. Estes são apenas alguns (muito poucos) dos factos que importa dar a conhecer. Muitos outros serão dados a conhecer em breve, porque a verdade terá de vir ao de cima e as pessoas tem o direito de saber.
Em Alfena, o objectivo foi claro! Torpedear a candidatura do PSD e a do PS para que o "sucessor" do Dr. Arnaldo possa ganhar as eleições por "falta de comparência". Ninguém no PSD se identifica com esse candidato nem com a sua postura. Não é pelo facto de o PSD não concorrer e ter decidido superiormente que apoiava aquele movimento que os seus militantes e votantes devem ou vão faze-lo também.
Acima de tudo é fundamental perceber que os objectivos dessas pessoas é servirem-se da Junta para a seguir quererem atingir a camara municipal.
Está na hora de se perceber e aceitar a triste realidade a que chegámos, Todos somos vitimas deste embuste, mas todos temos o dever de o combater.
A nossa tarefa consiste em divulgar estes factos pela população e explicar a todos, aquilo que nos fizeram. Não nos devemos nem podemos resignar. Os mesmos votos que de forma fantástica e sem precedentes os elegeram em 2005, devem agora afasta-los. CHEGA DISTO! É TEMPO DE ARRUMAR A CASA E TRAZER DE NOVO A ESPERANÇA A ALFENA!
Não desista...

24-08-2009 09:12
Autor: Independente
Re: Verdades e Mitos em Alfena Responder
Tenho estado muito atento ao que aqui se vai escrevendo e sinceramente começo a ficar muito preocupado.
Não fazia ideia de que as coisas tivessem sido assim, não foi isso que nos andaram a dizer.
Afinal de contas o grupo dos unidos agora é de 4 individuos?? sao eles que mandam em nós??
Tenho de estar mais atento, pois acho que andei a ser enganado este tempo todo.
Não gosto de ser enganado.
Começo a pensar que existem pessoas que não merecem mais o meu apoio e eu fui daqueles que andei com a bandeira e com os apitos dos unidos. Nao foi para isto que eu votei.
Desconhecia as negociações dos unidos com o PS e PSD e isso deixa-me muito magoado e muito desiludido. Vou continuar a estar atento e ver se isso foi mesmo assim. Se tiver sido nao contem mais comigo nem com a minha familia e amigos.

27-08-2009 00:23
Autor: Jorge Monteiro
Re: Verdades e Mitos em Alfena Responder
Também fui daqueles que em 2005 apoiei, desde o início, os Unidos (Quando aquilo ainda parecia ser um verdadeiro grupo com espírito colectivo e de prosecussão do bem comum).
Ao longo do tempo fui assistindo a algumas atitudes dos principais responsaveis do grupo que me foram desagradando e levando ao meu afastamento.
Começou com a forma como 3 dos actualmente designados «Daltons de Alfena» conduziram os destinos do Clube da terra (em proveito pessoal) afastando alguns dos «históricos» da instituição apenas por cometerem o «crime» de discordarem...
Continuou depois com o processo pouco digno do famoso autocarro para a Junta de Freguesia, onde no mínimo havia indícios de fuga ao fisco... isto para já não falar de outras situações...
Nas últimas eleições intercalares já não votei nos Unidos (e não fui dos 54% que não foram às urnas... só isto deveria ser indiciador que o Povo não estava contente), mas reconheço que estava longe de imaginar as «palhaçadas» de que estes senhores foram capazes nos últimos 2 meses... é a vertigem do poder absoluto.

Agora o 4.º Dalton conseguiu meter-se numa das listas para a Câmara... mas corre o risco de ser declarado inelegível...

«É a vida!!!»

Estou certo que o povo alfenense compreenderá o logro para que foi conduzido e acorrerá em massa às urnas para votar noutra candidatura que não a dos UPA...

E lembrem-se que os votos brancos ou nulos não contam para a atribuição de mandatos, por isso é importante votar numa outra candidatura e assim «varrer» de uma vez por todas estes pequenos ditadores «que nos sairam em rifa»...

Não desista!!

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.