Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-07-2019
Jornal Online

Zona de Debate

12-02-2007 14:32
Autor: anónimo
Re: Re: Ao PCP Imprimir Responder
Eu sinceramente adoro ver as ideias que o Sr.Caetano apoia, aqui vão elas:

- “O Governo de direita tudo tem feito para tornar a vida cada vez mais difícil a quem trabalha. O aumento galopante do custo de vida, aliado à desvalorização dos salários, o crescimento acelerado do desemprego, que já atinge cerca de meio milhão de portugueses, a repressão nas empresas, numa clara antecipação arbitrária do próprio pacote laboral, o ataque à Segurança Social e o agravamento da injustiça fiscal, são alguns dos aspectos principais de um quadro inquietante que a todos ameaça.”
Pois é, mas este senhor já se esqueceu que quando foi Presidente da mesa da assembleia da junta de freguesia de Ermesinde, ou melhor, foi Presidente devido à coligaçãozita que teve com a direita PSD/Ermesinde. Este senhor já se esqueceu de muitas coisas… ou já se esqueceu dos votos a favor da direita?!

- “Mas dificuldade não significa impossibilidade.”
Pois não, mas este senhor já se torna impossível de entender e aturar. Tais já foram as suas múltiplas coligações e personalidades que já ninguém o entende…

- “Mas como não se pode avançar sempre, sem criar espaços de reflexão e análise, para trocar ideias e partilhar opiniões…”
este senhor, que como já o disse, é um “multiopina”, nunca tem a mesma ideia ou ideal, muda conforme lhe convém…avança sem qualquer tipo de satisfação ou explicação a dar.

- “A hipótese de que tal redobrada atenção poderia ficar a dever-se à extensa carga de problemas da ETAR, que necessitaria de ser assim mais frequentemente vigiada…”
Realmente o senhor é muito engraçado, a sua ironia afia o bigode a qualquer um… eu penso que uma redobrada atenção ao Sr.Caetano será indispensável porque as actuações ilícitas e problemáticas que coloca e intervém são dignas de serem observadas e censuradas. Basta abrir os olhos para ver. Não são dignas de qualquer tipo de respeito…o que lhe vale, meu caro camarada, é o facto de você ser muito pequeno. A pulga é um animalzinho muito pequenino, muito minúsculo, mas garanto-lhe que é muito muito muito incomodativo… só por isso, por ser pequena e muito incomodativa é que é fácil de se dar por ela…

- “O Rivoli é património municipal não é nenhuma mercadoria…”
Foi uma frase infeliz dita pelo Sr.Caetano… pois é meu caro senhor mas esquece-se que tratou a junta como uma mercadoria… ou será preciso ser mais explícito?!
Esquece-se que o seu voto é como uma mercadoria, paga em troca de algo. Não nos quer dizer o que é? O meu caro camarada saberá responder melhor do que eu.

Meu caro camarada, você almeja riqueza, poder, fama, mas você finge que trabalha pela humanidade. Qual foi a sua contribuição até aos dias de hoje em favor da humanidade que seja digna de respeito? Finge que gosta do povo, das pessoas, dos carenciados, etc mas garanto que o Sr. é o primeiro a deixá-los morrer. Pode, com os seus trunfos, atrai-los, mas quando os tem na mão mata e esfola. Come e ri-se no fim.
Mostra-se descontente com a justiça e comete injustiças, com a segurança social e aproveita-se dela, com a falta de trabalho e andam os sindicatos a “negociar” apoiando as politicas adoptadas ou a adoptar…

Vejam bem, leiam bem esta frase:
Este senhor mostra-se descontente com a política e anda metido nela. Mostra-se descontente com as tomadas de posições e decisões e vota nelas. Mostra-se descontente com o contributo dos políticos e das políticas adoptadas e está incluído no mesmo pacote. Critica para depois apoiar. Apoia para depois criticar.

Dá à luz um filho e depois diz:”ele não é meu”. Alimenta-o e depois diz: “não o alimentei”. Dá-lhe vida e depois diz: “não contribui para tal”. Mas quando o “filho” está às portas da morte este senhor diz: “morre”

Sr.Caetano a mim nunca me enganou e a alerto para isso. Lembra-me os vendedores do porta a porta. Quando se abre a porta o vendedor diz tudo e mais alguma coisa, faz tudo o que está ao seu alcance, as garantias são absolutas e a qualidade é da melhor; mas quando se fecha a porta e o vendedor tem o seu objectivo garantido, ele vira-se, endireita as golas, esfrega as mãos e diz: “já cá canta mais um”. Mais adiante, toca a outra porta e aplica a mesma carinha de sonso.

É um personagem instável, tempestuoso, ciclotímico e amnésico.

O PCP é um partido pequeno mas muito grande. Os que estão no poder fazem coligações com os mais pequenos e nunca com aqueles que detêm a mesma capacidade. Já por isso é que o PCP é lembrado e usado, por ser pequeno. Meu caro camarada não se julgue altivo, aceite a realidade, você é de facto pequeno, muito pequeno mas de facto muito prestável para ser usado nem que seja por um mero voto. Depois disso a sua pequenez nunca mais será lembrada. É assim na politica, tudo se descarta.

Perdoe-me, Sr.Caetano, as minhas criticas. Você não fica imune às criticas. Está a aquecer o lugar na Assembleia Municipal apenas porque uma pequena percentagem do povo do concelho votou em si. Como tal, é um lugar publico e de pura representação das pessoas do concelho. O senhor está a representar a população e não vossemecê, o senhor está a trabalhar para a população e não para si e acima de tudo está a representar a população e não a representar a(s) sua(s) “personagen(s)”.
Por isso, reservo-me ao direito de o criticar, reservo-me ao direito de o julgar e reservo-me ao direito de o vigiar. Tudo isto porque eu pago para você estar aí.
Mas se for preciso, reservo-me ao direito de o tirar daí nas próximas eleições…ou antes!

Não existem respostas a este tema.

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.