Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-11-2022
Jornal Online
Últimas

11-10-2022 10:09
Rock à Moda do Porto na Super Bock Arena no próximo dia 22 de outubro
Atenção aos ermesindenses - e não só - fãs da música com carimbo português e com sotaque portuense. É já no próximo dia 22 de outubro (sábado) que terá lugar na Super Bock Arena o evento Rock à Moda do Porto.
Este evento visa celebrar a vivacidade das bandas do Porto que ficaram na memória dos portuenses e dos portugueses, em noites de ribalta, nos convívios com os amigos, na geração das cassetes, dos vinis e das rádios piratas, que vivem, ainda hoje, além dessas memórias.

O convite é simples, um cartaz de luxo! Clã, GNR, Pluto, Três Tristes Tigres, e Zen; a Vibes and Beats, faz desta forma a justa homenagem ao melhor da música portuense.

Cinco históricas bandas de rock orgulhosas e detentoras da pronúncia do norte que resistiram ao passar das modas e ainda hoje palpitam no coração de um país inteiro.

Rock à Moda do Porto «é um evento único e inesquecível que vai dar vida à expressão “O Porto é uma Nação”», de acordo com as palavras dos organizadores.

Os bilhetes estão já à venda em www.BOL.pt , www.vibesandbeats.pt e nos locais habituais, e têm os seguintes preços: Plateia em Pé: 29 euros; Balcão 1: 35 euros; Balcão 2: 25 euros; e PMR: 20 euros.

Aqui fica a "receita" deste espetáculo imperdível:
Três Tristes Tigres -19:30H
Clã - 20:45H
GNR - 22:15H
ZEN - 23:45H
Pluto - 00:45H

AS BANDAS (RETRATADAS PELOS ORGANIZADORES DO ROCK À MODA DO PORTO):
CLÃ :

2020 marcou o regresso dos Clã aos discos. “Véspera” chegou com a Primavera, sob o signo da estranheza destes tempos que vivemos. O nono álbum alcançou, na primeira semana, o primeiro lugar no top de vendas da AFP e os temas tudo no Amor, Sinais, Armário, Jogos Florais e Pensamentos Mágicos são presenças constantes nas rádios nacionais.
“Véspera” foi preparado para incendiar o palco – segunda casa para uma banda amplamente reconhecida pela energia e excelência dos seus concertos. Na nova digressão, os Clã prometem dar corpo e músculo às novas canções, trazendo também com elas outros temas e clássicos que fazem a sua história e a de todos nós.
Os Clã foram eleitos Melhor Grupo nos Play – Prémios Música Portuguesa em 2021 e “Tudo no Amor” considerado Melhor Tema de Música Popular pela Sociedade Portuguesa de Autores
Os Clã formam-se em novembro de 1992 e o seu álbum de estreia, "Luso qualquer coisa", é editado em 1996, seguindo-se "Kazoo" (1997), "Lustro" (2000), "Rosa Carne" (2004) e "Cintura" (2007), bem como os registos ao vivo "Afinidades – Clã e Sérgio Godinho" (2001), "VIVO" (2005) e ainda o dvd "Gordo Segredo" (2005).
Em 2011, os Clã criam Disco Voador, um projeto dedicado aos mais novos, feito de canções originais. Até que em 2014, os Clã lançam novo álbum, "Corrente", seguindo-se nova digressão. Mas falar de Clã é falar irrefutavelmente de umas das mais eletrizantes bandas portuguesas. Ao comando da singular e carismática, Manuela Azevedo, os refrões de “Problemas de expressão”, “Sopro do Coração” “Dançar na corda bamba”, “Conta-me histórias” “H2Homem” estão alojados na memória da cultura portuguesa e agora prometem inebriar a invicta no Rock à Moda do Porto, dia 22 de outubro na Super Bock Arena.

GNR :
Os GNR são uma banda absolutamente incontornável na história da música portuguesa.
A banda que nasceu na cidade do Porto, e que assinalou o ponto de viragem na história do rock português, vai fazer vibrar as artérias principais do coração da Invicta com alguns dos seus maiores êxitos que têm vindo a marcar gerações como “Dunas” (1985), “Pronúncia do Norte” (1992) ou “Popless” (2000). São 40 anos comemorados no JN North Festival.
Nova tour 40+1, celebrando os 41 anos de carreira, com um novo espetáculo, visual renovado e as melhores canções de sempre! São já 41 anos de uma carreira construída por canções de sucesso e por momentos únicos que fazem parte da nossa cultura.
Canções como "Dunas"," Efetivamente" ou "Pronúncia do Norte", são a banda sonora da vida de milhões de portugueses e serão momentos icónicos no Rock à Moda do Porto.

PLUTO:
Os Pluto, banda que Manel Cruz e Peixe formaram após o final dos Ornatos Violeta, estão de regresso 18 anos depois. O primeiro e único disco lançado em 2004 chama-se “Bom dia”. Por isso, este reencontro traz na algibeira “ A vida dos outros” e “ Só mais um começo”.
Com Manel Cruz na voz e guitarra, Peixe na guitarra, Edu na voz e baixo, e Ruca na bateria, está assim delineado o quarteto de luxo, que promete novos temas e que já há muitos anos ansiava por matar as saudades de palco.
Um concerto a não perder... pois “meu amor, estaremos sempre de passagem”!

TRÊS TRISTES TIGRES:
Os Três Tristes Tigres nasceram na década de 1990, à volta de um gravador de cassetes rasca. Ana Deus vinda dos BAN e Regina Guimarães, fabricavam informalmente colagens e canções. Os primeiros concertos, no bar Aniki-Bobó (Ana Deus e Paula Sousa ao vivo, Regina Guimarães ao morto) assemelhavam-se a um cabaret pop, entre o poético e o corrosivo. PARTES SENSÍVEIS, de 1993, será o rasto da primeira configuração dos TTT. Aprofunda-se então a colaboração entre Ana Deus e Alexandre Soares, um ex-GNR que, entretanto, se juntara à banda como músico convidado. Com a alteração do som dessa aventura artística, nasceram dois CD's de originais – GUIA ESPIRITUAL (1996) e COMUM (1998) – e uma compilação, VISITA DE ESTUDO, que contém revisitações, algumas distanciadas, de composições anteriores.
A reunião do grupo em 2017, devolve o entusiasmo do trabalho de composição, que rapidamente resulta numa promessa de um novo álbum. “Mínima luz”, o quarto álbum de originais surge em 2020, composto e produzido por Ana Deus e Alexandre Soares, com poemas da escritora Regina Guimarães, mas também textos de Ana Deus e de Luca Argel e traduções adaptadas de poemas de William Blake e Langston Hughes.
O lançamento de “Mínima Luz” seria acompanhado de alguns concertos, adiados por causa da pandemia da covid-19 que, já não sendo agora obstáculo, convida o público a vir conhecer este novo trabalho, no Rock á Moda do Porto, assim como revisitar temas como “o Mundo a meus pés”, “ À tona “ e "Zap Canal” que fazem parte do imaginário da vida notívaga dos portugueses.

ZEN:
Banda de rock formada na Invicta, na segunda metade da década de 90 por Rui Silva, Miguel Barros, André Hollanda e Jorge Coelho. Os autores de “U.N.L.O” lançaram dois álbuns de estúdio e um disco ao vivo, gravado na mítica sala Hard Club, no Porto.
Participaram ainda em vários festivais ao lado de bandas como Rage Against the Machine, L7, Rollins Band, Stone Temple Pilots, Queens of the Stone Age, entre outros.
Em 2007, por divergências, a banda acaba. Porém, passados 12 anos, em 2019, foi reeditado pela Rastilho Records o primeiro álbum, “The Privilege of Making the Wrong Choice“, o que fez com que a banda regressasse aos concertos, desta vez com o guitarrista Bruno Macedo, para celebrar efusivamente com o seu público fiel e assíduo.
Falar de ZEN é falar de GON, um dos últimos animais de palco do século passado, mas que ainda hoje traz consigo uma grande energia e uma boa dose de loucura que arrebata cada plateia. Talvez seja por isso que ainda hoje, com um histórico de 20 anos ZEN é uma banda de culto aclamada e acarinhada pelo público, que levará ao rubro a Super Bock Arena no dia 22 de outubro.

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.