Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2019
Jornal Online

SECÇÃO: Local


Testemunho do Presidente da Direção da Ágorarte/USE

Tarde de ouro na Matriz!

Foto ALBERTO BLANQUET
Foto ALBERTO BLANQUET
O calendário marcava 6 de Janeiro. Dia de Reis. O relógio apontava as 16 horas. A Igreja Matriz de Ermesinde apresentava já um aspecto muito estimulante: estava cheia! Pairava no ar um nervoso miudinho, pois dentro de poucos minutos teria início o “Concerto de Cantares ao Menino”, pelo Coral “Cantigas d’Ouvido”, da Universidade Sénior de Ermesinde, sob a regência do maestro e fundador do grupo, Dr. Manuel Friães.

Ecoaram os primeiros aplausos, quando, em fila indiana, foram entrando os coralistas e os músicos da tocata.

O programa, cuidadosamente elaborado, propunha uma verdadeira aguarela musical com cantares tradicionais do Minho, Douro, Estremadura, Trás-os-Montes e Beira Baixa. Tudo a postos! O concerto começou…

Interpretado, de forma magistral pelo Coral “Cantigas d’Ouvido”, criado há quatro anos pelo maestro Dr. Manuel Friães, que lhe tem dedicado um carinho sem par e um empenhamento indesmentível, para projectar cada vez mais longe, o prestígio que o Coral vem, reconhecidamente, conquistando.

Cada bloco de quatro cantares foi precedido da leitura de um texto bíblico, criteriosamente selecionado de acordo com a liturgia do dia. Assim, passaram pelo ambão três leitores.

O primeiro tema, cantado só por vozes femininas, abriu o Concerto e ouviu os primeiros aplausos, bem merecidos aliás.

A este, seguiram-se os temas que constavam do programa previamente distribuído aos espetadores, que, no final, não deram por mal empregue o tempo que ali passaram.

Efetivamente, o nosso grupo Coral “Cantigas d’Ouvido” cantou e encantou!

Por: Carlos Faria

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.