Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-07-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 08-03-2012

    SECÇÃO: Desporto


    FUTEBOL

    Empate deixa tudo na mesma

    Fotos MANUEL VALDREZ
    Fotos MANUEL VALDREZ
    Assumia contornos de jogo grande da 25ª jornada da Série 1 do Campeonato Distrital da 1ª Divisão. Frente a frente estavam as duas equipas que ocupavam a 2ª posição da prova em igualdade pontual, Ermesinde e Castêlo da Maia, que no primeiro domingo de março (dia 4) lutaram entre si na tentativa de desfazer este braço de ferro. A possibilidade do Ermesinde se poder isolar no 2º lugar da classificação atraiu muitos adeptos ao estádio, que há muito não via uma tão grande enchente, com centenas de adeptos a demonstrarem a força de uma das mais prestigiosas instituições desportivas do concelho.

    A equipa da casa entrou muito forte, embalada pelo apoio sentido das bancadas, e o seu ataque criou várias situações de muito perigo logo nos primeiros minutos da partida, os quais apenas não resultaram em golo porque o guarda-redes Eduardo esteve sempre muito atento, e quando nem o guarda-redes valia, aparecia o poste a não deixar a bola entrar.

    Se o ataque ermesindista correspondia bem, a defesa ficava por vezes aos papéis quando os maiatos atacavam a baliza de Rui Manuel, sentindo-se a falta da tranquilidade que Delfim tradicionalmente dá à zona defensiva.

    O intervalo chegou sem que qualquer golo tivesse sido marcado, mas pelo bom futebol atacante demonstrado pela equipa da casa ficava no ar a ansiedade de que o mesmo desse frutos na segunda parte.

    Com o início da etapa complementar a equipa do Castêlo da Maia acabaria por marcar o primeiro golo da tarde, por intermédio de Leão, na transformação de uma grande penalidade a castigar uma entrada de César.

    A vantagem da equipa maiata durou apenas dois minutos, já que Sérgio faria o empate aos 49 minutos, após um bom trabalho de Armando pelo lado esquerdo do ataque.

    Aos 69 minutos surge novo golo para a equipa do Castêlo da Maia, já depois de Armando ter feito a bola bater novamente no poste para a equipa do Ermesinde. Maciel foi o seu autor. Num lance de contra-ataque o jogador maiato antecipou-se ao guarda redes do Ermesinde e enviou a bola para a baliza deserta. Na sequência do lance o guardião do Ermesinde perdeu os sentidos ao embater contra outro jogador e teve que ser retirado de campo agarrado pelos próprios colegas e jogadores adversários, já que não havia qualquer bombeiro presente no estádio!

    foto
    Para o seu lugar entrou o jovem guarda-redes Luís e o árbitro, no final, deu a compensação devida pelo tempo gasto na assistência a Rui Manuel. Foi nesse mesmo tempo de compensação, numa altura em que já se desesperava nas bancadas, que Artur Alexandre rematou ainda de longe mas com eficácia, e fez mais uma vez o empate na partida, dando alguma justiça ao marcador no final do jogo.

    Ficou para a história do jogo o empate com dois golos para cada lado, embora se a sorte fosse outra o resultado podia ter sido bem diferente.

    No final do jogo o guarda-redes Rui Manuel saiu de ambulância mas, aparentemente, foi apenas um susto, pois já se encontra bem e a recuperar para voltar a ajudar a equipa do Ermesinde no futuro próximo.

    Diante do Castêlo da Maia o Ermesinde alinhou com: Rui Manuel (Luís, aos 70m); César, Joca, Cláudio (Flávio, aos 30m), Ivo; Marco, Medeiros, Artur Alexandre; Nando (Paulo, aos 60m), Sérgio e Armando.

    Na classificação tudo continua pois na mesma, ambas as equipas no 2º lugar, agora com 51 pontos (menos oito que o líder Perafita).

    Nota: Todos os resultados e classificações desta competição podem ser consultados online em Resultados Desportivos.

    Por: Luís Dias/AVE

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.